Questões de Concursos Médico Pediatra

Resolva Questões de Concursos Médico Pediatra Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Questão 47107.   Português - Nível Superior - Médico Pediatra - ISGH - INSTITUTO PRÓ-MUNICÍPIO - 2015
  • As regras de concordância verbal estão respeitadas na frase:
  • 2 - Questão 47088.   Medicina - Nível Superior - Médico Pediatra - ISGH - INSTITUTO PRÓ-MUNICÍPIO - 2015
  • De acordo com a Lei nº 8.080/1990 e o Pacto pela Saúde, é atribuição exclusiva dos municípios:
  • 3 - Questão 47102.   Português - Nível Superior - Médico Pediatra - ISGH - INSTITUTO PRÓ-MUNICÍPIO - 2015
  •                       Por que a energia solar não deslancha no Brasil
     
          A capacidade instalada no Brasil, levando em conta todos os tipos de usinas que produzem energia elétrica, é da ordem de 132 gigawatts (GW). Deste total menos de 0,0008% é produzida com sistemas solares fotovoltaicos (transformam diretamente a luz do Sol em energia elétrica). Só este dado nos faz refletir sobre as causas que levam nosso país a tão baixa utilização desta fonte energética tão abundante, e com características únicas.
          O Brasil é um dos poucos países no mundo, que recebe uma insolação (número de horas de brilho do Sol) superior a 3000 horas por ano. E na região Nordeste conta com uma incidência média diária entre 4,5 a 6 kWh. Por si só estes números colocam o pais em destaque no que se refere ao potencial solar.
          Diante desta abundância, por que persistimos em negar tão grande potencial? Por dezenas de anos, os gestores do sistema elétrico (praticamente os mesmos) insistiram na tecla de que a fonte solar é cara, portanto inviável economicamente, quando comparadas com as tradicionais.
          Até a “Velhinha de Taubaté” (personagem do magistral Luis Fernando Veríssimo), que ficou conhecida nacionalmente por ser a última pessoa no Brasil que ainda acreditava no governo militar, sabe que o preço e a viabilidade de uma dada fonte energética dependem muito da implementação de políticas públicas, de incentivos, de crédito com baixos juros, de redução de impostos. Enfim, de vontade política para fazer acontecer.
          O que precisa ser dito claramente para entender o porquê da baixa utilização da energia solar fotovoltaica no país é que ela não tem apoio, estímulo nem neste, nem nos governos passados. A política energética na área da geração simplesmente relega esta fonte energética. Por isso, em pleno século XXI, a contribuição da eletricidade solar na matriz elétrica brasileira é pífia, praticamente inexiste.

                                    Heitor Scalambrini Costa. In: Carta Capial, Set, 2015. 

    De acordo com o autor, a energia solar não é efetivamente utilizada no Brasil porque:
  • 4 - Questão 47089.   Medicina - Nível Superior - Médico Pediatra - ISGH - INSTITUTO PRÓ-MUNICÍPIO - 2015
  • O Pacto pela Vida é constituído por um conjunto de compromissos sanitários, expressos em objetivos e metas, derivados da análise da situação de saúde da população e das prioridades definidas pelos governos federal, estaduais e municipais. Sobre este tema, analise as afirmativas abaixo: 

    I. Significa uma ação prioritária no campo da saúde que deverá ser executada com foco em resultados e com a explicitação inequívoca dos compromissos orçamentários e financeiros para o alcance desses resultados;
    II. O Pacto pela Vida, como instrumento do Pacto pela Saúde, não representa uma grande mudança na forma de pactuação do SUS vigente até então;
    III. O Pacto pela Vida reforça, no SUS, o movimento da gestão pública por resultados;
    IV. O Pacto pela Vida deverá ser permanente e ao fim do primeiro trimestre de um novo ano, serão avaliados os resultados do Termo de Compromisso de Gestão do ano anterior e pactuadas novas metas e objetivos a serem atingidos no ano em curso.
     
    Estão corretas:
  • 5 - Questão 47082.   Medicina - Pediatria e Neonatologia - Nível Superior - Médico Pediatra - ISGH - INSTITUTO PRÓ-MUNICÍPIO - 2015
  • Sobre infecção urinária na infância, é correto afirmar:
  • 6 - Questão 47108.   Português - Nível Superior - Médico Pediatra - ISGH - INSTITUTO PRÓ-MUNICÍPIO - 2015
  • Dê a função sintática dos termos destacados: “O reajuste fiscal, que é uma tentativa de se salvar as finanças públicas, foi necessário”.
  • 7 - Questão 47067.   Medicina - Pediatria e Neonatologia - Nível Superior - Médico Pediatra - ISGH - INSTITUTO PRÓ-MUNICÍPIO - 2015
  • Criança de três anos chega ao pronto atendimento com história de há três dias ter iniciado quadro de tosse, coriza, constipação nasal e febre alta e que nas últimas 24 horas tem apresentado piora da tosse e do estado geral. Ao exame físico, o paciente estava afebril, bom estado geral, com frequência respiratória dentro da normalidade e a ausculta mostrou crepitações finas na base esquerda e ausência de desconforto respiratório. A radiografia do tórax mostrou hipotransparência homogênea lobar na base pulmonar esquerda sem evidências de derrame pleural. A conduta mais adequada é:
  • 8 - Questão 47071.   Medicina - Pediatria e Neonatologia - Nível Superior - Médico Pediatra - ISGH - INSTITUTO PRÓ-MUNICÍPIO - 2015
  • Recém-Nascido (RN) a termo na sala de parto, a mãe apresenta HbsAG positivo. A conduta inicial para este RN é:
  • 10 - Questão 47100.   Medicina - Nível Superior - Médico Pediatra - ISGH - INSTITUTO PRÓ-MUNICÍPIO - 2015
  • No quarto mês de vida, de acordo com o Calendário Nacional de Vacinação, é esperado que: