← Início

Questões de Concursos - Nutricionista - Exercícios com Gabarito

Questões de Concursos Públicos - Nutricionista - com Gabarito. Exercícios com Perguntas e Respostas, Resolvidas e Comentadas. Acesse Grátis!


Sobre a possibilidade do servidor público estável perder o cargo, assinale a alternativa incorreta:
Na Bandeira Nacional Brasileira, há a insígnia no centro extraída do Lema Positivista escrito pelo seu idealizador e filósofo caxiense: “Ordem e Progresso”. Qual o nome desse idealizador e filósofo?
Observe o verbo haver nos dois trechos seguintes retirados do texto 1:
“(...) Deve haver políticas sociais voltadas para os pequenos agricultores, que considerem as fragilidades dessas famílias, que buscam a sua sobrevivência na agricultura familiar”.
“Quanto ao meio rural, o estudo considerou como domicílios agrícolas aqueles onde há pelo menos um membro empregado no setor agrícola e 67% ou mais da renda do trabalho vindo de atividades agrícolas”.
Sobre o sujeito do verbo haver, nesses dois casos, é correto dizer que:

No que concerne à prática do trabalho do profissional nutricionista, julgue os seguintes itens.

O código de ética dos nutricionistas prevê que o profissional pode cobrar honorários, como complemento de salário, dos usuários assistidos em instituições de serviços públicos.

A 10ª Bienal do Mercosul, realizada em Porto Alegre no ano de 2015, apresentou exposições voltadas à:
No inciso II do art. 2º da Lei Municipal n° 007/2001, temos que, Cargo em Comissão é o conjunto de________________e responsabilidades cometidas a um servidor público, sob forma de comissionamento, mantidas as características de criação por Lei, denominação própria, número certo e retribuição pecuniária padronizada.

Assinale a alternativa que preenche corretamente a lacuna.
Texto associado.
BEBIDA EM ALTA

        Ao contrário do que acontece nos países desenvolvidos, o consumo do álcool tem aumentado nos países em desenvolvimento. É o caso do Brasil, onde não há praticamente controle sobre a indústria de bebidas alcoólicas. Segundo os especialistas, é preciso uma política pública para o álcool tão ofensiva quanto a do cigarro. “Um litro de pinga aqui custa menos do que 1 dólar”, diz o psiquiatra Ronaldo Laranjeira, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). “Nos países desenvolvidos, uma garrafa de destilado não sai por menos de 10 dólares.” Além dos preços baixíssimos, no Brasil o marketing da indústria do álcool é muito agressivo e mira sobretudo os jovens. O levantamento do Ministério da Saúde confirma essa tendência. Os brasileiros que bebem exageradamente têm, em sua maioria, entre 18 e 24 anos.
        Uma das principais preocupações é a tendência de aumento do abuso do álcool pelas mulheres jovens. Um estudo conduzido recentemente pela Unifesp revela que o consumo exagerado de álcool aumenta principalmente entre as meninas adolescentes. Elas já se equiparam aos meninos e três em cada dez bebem com freqüência. Quanto mais se bebe na juventude, maior será a propensão ao alcoolismo na idade adulta.
        Quantidades moderadas de álcool, algo como dois copos de vinho por semana, trazem benefícios ao coração e ao sistema circulatório. Mais do que isso pode resultar em danos irreversíveis ao fígado. Há indícios de que o abuso de álcool pode lesionar o cérebro. Em excesso, a bebida está associada a danos nas regiões cerebrais ligadas à memória e ao aprendizado.

Veja, 05-03-2008
O título dado ao artigo é “Bebida em alta”; a melhor justificativa para o título dado, em função do que se lê no texto, é:
O nutricionista de uma UAN institucional estava orientando seus estagiários quanto às dietas especiais de alguns funcionários da empresa. Dentre as dietas, havia uma dieta para as pessoas com intolerância à lactose. A nutricionista explicou aos estagiários que estes funcionários apresentam incapacidade de digerir a lactose que é formada pela combinação da

É vedado ao nutricionista, relativamente à remuneração e sua forma de percepção, exceto:

A partir da avaliação nutricional durante a infância, é possível criar meios de prevenção de doenças no futuro. Acerca dos parâmetros antropométricos utilizados para obtenção do diagnóstico do estado nutricional de crianças, é incorreto afirmar que: