Questões de Concursos Papiloscopista Policial

Resolva Questões de Concursos Papiloscopista Policial Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Questão 7429 - Informática - Nível Superior - Papiloscopista Policial - Polícia Civil PA - UEPA - 2013
  • Julgue os itens a seguir sobre os protocolos de comunicação em rede utilizados na Internet. I. O protocolo IP é o protocolo responsável pela identificação das máquinas conectadas na Internet e pelo encaminhamento correto dos dados entre elas. II. O protocolo responsável pelo transporte de informações entre páginas web é o WWW. III. O protocolo responsável pelo envio de email é o FTP. A alternativa que contem todas as afirmativas corretas é:
  • 2 - Questão 8282 - Física - Nível Médio - Papiloscopista Policial - IGP RS - FDRH - 2008
  • Da janela do terceiro andar de um edifício uma pessoa lança verticalmente para baixo um corpo com velocidade inicial de 5,0 m/s. No instante em que as mãos da pessoa perdem contato com o corpo, este se encontra a uma distância de 10,0 m do solo.

    Supondo que a força de arraste do ar seja desprezível, determine o módulo da velocidade com que o corpo atinge o solo; para tanto, considere a aceleração da gravidade igual a 10,0 m/s2. Após, assinale a alternativa correta.
  • 3 - Questão 8298 - Conhecimentos Específicos - Papiloscopia - Nível Médio - Papiloscopista Policial - IGP RS - FDRH - 2008
  • Para o confronto de um fragmento de impressão digital colhida em objeto encontrado em local de crime, há necessidade de que se tenha impressões padrões, de autenticidade conhecida. Usando- se o sistema de Juan Vucetich, adotado no Brasil desde 1903, a identificação categórica só será atingida pelo estudo de
  • 4 - Questão 7437 - Português - Nível Superior - Papiloscopista Policial - Polícia Civil PA - UEPA - 2013
  •                          Entenda como o pessimismo influencia sua saúde

        Vocês já pararam para observar o quanto os pensamentos negativos apenas alimentam seu mau humor, fazendo com que seu dia se torne mais pesado e cheio de pequenos incidentes desagradáveis? Quantas vezes ao acordar pela manhã e bater o dedo na beira da cama já não saiu esbravejando e dizendo que o dia começou ruim?  
       Isso porque muitas vezes vivemos rodeados de pessoas e ou situações que nos levam a ver somente o lado ruim das situações, e acabamos interiorizando esse comportamento crítico e queixoso em nossa vida.

       Outro exemplo é que algumas pessoas já cresceram ouvindo os pais reclamarem de tudo, sempre insatisfeitos com o que têm em casa ou no trabalho e, por mais que isso possa incomodar, nos acostumamos a ver esse mundo ingrato que tanto nos foi descrito. Quando menos esperamos alguém ao nosso lado nos aponta isso. Ao nos dar conta desse comportamento, ficamos a pensar o que fazer para mudar esse jeito de ser mal humorado.

         Porque é tão complicado entender que viver é um grande aprendizado e que, nesse contexto, precisamos alongar nosso olhar em busca de outros significados para não carregarmos o peso de uma vida difícil todos os dias? Isso acontece porque nos acostumamos a colocar muita tralha em nossas cabeças e, desta forma, vamos nos alimentando somente de pensamentos ruins, que refletem não somente em nós mesmos, mas no nosso corpo e na nossa relação com as pessoas ao nosso redor.

       Pensamentos ruins geram doenças como depressão, ansiedade, mau humor crônico, entre outras doenças do estômago, coração, dores de cabeça, musculares. Isso porque o corpo não suporta tantas situações incompreendidas e mal digeridas, causando um mal estar constante na nossa vida.

        É importante aprendermos a diferenciar a real felicidade das pequenas situações que nos fazem felizes no nosso dia a dia. Felicidade é um conjunto consciente de situações que no todo nos trazem contentamento. Uma avaliação objetiva e afetiva que fazemos de nossa própria vida, incluindo as experiências emocionais que nos são agradáveis com baixo nível de humores negativos e alta satisfação em relação à vida.

       Esse processo é muito interessante, pois começamos a dar outro sentido à vida, muito maior do que aprendemos sobre ser feliz. Incluímos uma série de novos comportamentos que nos levam a uma satisfação imediata, pois quem não gosta de um bom dia com um belo sorriso no rosto, ou um momento de atenção quando se quer ser ouvido, ou mesmo um breve aperto de mão?

        Todas as nossas ações contribuem diretamente para o bem estar próprio e do outro, desencadeando uma cadeia de bem estar constante. A saúde mental está ligada diretamente ao nosso corpo, nosso cérebro registra todos os nossos pensamentos como reais, e passa a agir de acordo com eles.

         A neurociência vem estudando os efeitos da positividade e identificou o quanto os nossos comportamentos são geradores de mudanças cerebrais importantes, como vemos em alguns casos de pessoas que passaram por situações traumáticas físicas e mentais se recuperaram.

        Se você se identificou com o texto, é importante avaliar a forma que tem se relacionado consigo mesmo e com as pessoas ao redor. Procure manter uma atitude positiva, promovendo o que, segundo a psicologia positiva, é o caminho adequado para mudar comportamentos.

    (Luciana Kotaka. Disponível em: http://yahoo.minhavida.com.br/familia/materias/16164-o-papel-da-familia-na-prevencao-e-noconsumo- precoce-de-alcool. Acessado em 10/03/2013)
  • No trecho: Quantas vezes ao acordar pela manhã e bater o dedo na beira da cama já não saiu esbravejando e dizendo que o dia começou ruim? A repetição do conectivo “e” tem efeito de marcar uma:
  • 5 - Questão 7431 - Informática - Nível Superior - Papiloscopista Policial - Polícia Civil PA - UEPA - 2013
  • Durante o envio de um e-mail para vários destinatários, é correto afirmar que:
  • 8 - Questão 7423 - Direito Penal - Noções de Criminologia - Nível Superior - Papiloscopista Policial - Polícia Civil PA - UEPA - 2013
  • Define-se uma Presilha interna como sendo:
  • 9 - Questão 7426 - Legislação Federal - Nível Superior - Papiloscopista Policial - Polícia Civil PA - UEPA - 2013
  • Baseado na Lei nº.12.037/2009, as informações obtidas a partir da coincidência de perfis genéticos deverão ser consignadas: