Questões de Concursos Técnico de enfermagem

Resolva Questões de Concursos Técnico de enfermagem Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 2 - Q6226.   Enfermagem - Nível Médio - Técnico de enfermagem - EBSERH - IBFC - 2013
  • A ________________ é uma escala neurológica que tem o objetivo de registrar o nível de consciência de uma pessoa. São avaliados três parâmetros: abertura ocular, resposta verbal e resposta motora. Preencha a lacuna e assinale a alternativa correspondente correta.
  • 3 - Q45463.   Matemática - Nível Médio - Técnico de enfermagem - IMESC - VUNESP - 2013
  • Pedro e João montaram uma sociedade com um capital total de R$ 15.800,00. Sabendo-se que desse capital total a parte de João corresponde a um terço da parte de Pedro, pode-se afirmar que a parte correspondente a Pedro é de
  • 4 - Q3328.   Enfermagem - Nível Médio - Técnico de enfermagem - AOCP - 2011
  • Em relação à higienização das mãos, relacione as colunas e, a seguir, assinale a alternativa com a sequência correta.

    A. Anti-séptico degermante.
    B. Detergentes.
    C. Efeito residual ou persistente.
    D. Preparação alcoólica para as mãos.

    ( ) Preparação contendo álcool, preferencialmente a 70%, sob a forma gel ou solução, com emolientes, destinada à aplicação nas mãos para reduzir o número de microrganismos viáveis.
    ( ) É definido como efeito antimicrobiano prolongado ou estendido que previne ou inibe a proliferação ou sobrevida de microrganismos após aplicação do produto.
    ( ) Sabão (detergente) contendo um agente antiséptico em sua formulação; se destina à degermação da pele. Exemplo: Clorexidina degermante a 4%; PVPI a 10%.
    ( ) São compostos que apresentam ação de limpeza (Exemplo: surfactantes). O termo sabão é usado para se referir a estes detergentes nesta publicação.
  • 5 - Q34480.   Português - Nível Médio - Técnico de enfermagem - EBSERH - IBFC - 2016
  • Texto

    Setenta anos, por que não?

          Acho essa coisa da idade fascinante: tem a ver com o modo como lidamos com a vida. Se a gente a considera uma ladeira que desce a partir da primeira ruga, ou do começo de barriguinha, então viver é de certa forma uma desgraceira que acaba na morte. Desse ponto de vista, a vida passa a ser uma doença crônica de prognóstico sombrio. Nessa festa sem graça, quem fica animado? Quem não se amargura?
          [...]
          Pois se minhas avós eram damas idosas aos 50 anos, sempre de livro na mão lendo na poltrona junto à janela, com vestidos discretíssimos, pretos de florzinha branca (ou, em horas mais festivas, minúsculas flores ou bolinhas coloridas), hoje aos 70 estamos fazendo projetos, viajando (pode ser simplesmente à cidade vizinha para visitar uma amiga), indo ao teatro e ao cinema, indo a restaurante (pode ser o de quilo, ali na esquina), eventualmente namorando ou casando de novo. Ou dando risada à toa com os netos, e fazendo uma excursão com os filhos. Tudo isso sem esquecer a universidade, ou aprender a ler, ou visitar pela primeira vez uma galeria de arte, ou comer sorvete na calçada batendo papo com alguma nova amiga.
          [...]
          Não precisamos ser tão incrivelmente sérios, cobrar tanto de nós, dos outros e da vida, críticos o tempo todo, vendo só o lado mais feio do mundo. Das pessoas. Da própria família. Dos amigos. Se formos os eternos acusadores, acabaremos com um gosto amargo na boca: o amargor de nossas próprias palavras e sentimentos. Se não soubermos rir, se tivermos desaprendido como dar uma boa risada, ficaremos com a cara hirta das máscaras das cirurgias exageradas, dos remendos e intervenções para manter ou recuperar a “beleza”. A alma tem suas dores, e para se curar necessita de projetos e afetos. Precisa acreditar em alguma coisa.

    (LUFT, Lya. In: http://veja.abril.com.br. Acesso em 18/09/16)
  • A pontuação empregada em “Das pessoas. Da própria família. Dos amigos.” (3º§) cumpre um papel expressivo ao gerar o seguinte efeito:
  • 6 - Q23538.   Português - Nível Médio - Técnico de enfermagem - CEP 28 - IBFC - 2015
  • Texto I

    Também tem de ser verde
    (Jennifer ann Thomas)

                A onda sustentável que tomou o planeta nas últimas décadas levantou considerações em torno da fabricação de baterias. A busca pelo aumento da eficiência passou a rivalizar com a batalha por tornar esses dispositivos mais verdes. O caminho seguro é a substituição gradual de fontes sujas de energia, a exemplo do petróleo, pelas renováveis. A energia solar, em especial, foi alavancada ao status de possível solução definitiva para os dois problemas que rondam as baterias: a eficiência e a sustentabilidade. Se toda a radiação que atinge a Terra em um dia, vinda do sol, virasse eletricidade, seria possível sustentara humanidade por 27 anos. Na prática, o que falta hoje para a adoção ampla da alternativa solar é apenas vontade, da indústria e de consumidores, para implantá-la. A startup alemã Changers achou uma boa forma de incentivo.
                A Changers vende os modelos abastecidos por radiação solar. Seus carregadores, finos e maleáveis, podem ser acoplados a mochilas ou levados dentro de uma bolsa. Após quatro horas carregando no sol, uma dessas baterias absorve energia suficiente para produzir 16 watts-hora, o suficiente para recarregara bateria de um smartphone duas vezes no dia.
                Um aplicativo, normalmente entregue junto com as baterias da Changers, motiva clientes a ser sustentáveis - e, no processo, mostra as vantagens de adotar essa postura (mesmo que para isso seja preciso pagar um pouco mais caro pelo produto alimentado pelo sol, em comparação com as baterias carregadas com fontes sujas). [...] A fundadora da Changers, Daniela Schiefer, afirma: “Todos adoram falar da necessidade de cuidar da Terra, mas poucos se mexem para isso. Queremos dar um empurrão, dizer ‘vamos começar de algum lugar’ e mostrar quanto é fácil adotar posturas mais conscientes”.

    (Revista Veja, de 15/04/15 - adaptado)
  • O vocábulo “também”, presente no título do texto, faz com que o leitor atribua a ele um sentido de:
  • 7 - Q34417.   Enfermagem - Nível Médio - Técnico de enfermagem - EBC - CESPE - 2011
  • Tendo em vista que, no cotidiano do trabalho dentro de uma empresa, o profissional de enfermagem é demandado a atender situações emergenciais desencadeadas por problemas de saúde e riscos a que estão expostos os trabalhadores, julgue o item subsequente.

    A melhor maneira de estancar-se uma hemorragia em uma perna é baixá-la para que haja uma circulação de retorno mais rápida.