Questões de Concursos Técnico Judiciário

Resolva Questões de Concursos Técnico Judiciário Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Questão 37560.   Direito Processual do Trabalho - Nível Médio - Técnico Judiciário - TRT PA AP - CESPE - 2016
  • Em relação a sentença, coisa julgada e liquidação de sentença trabalhista, assinale a opção correta.
  • 3 - Questão 38502.   Direito Constitucional - Nível Médio - Técnico Judiciário - TRE AC - AOCP - 2015
  • No tocante aos direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, assinale a alternativa que está de acordo com o que dispõe o texto constitucional.
  • 4 - Questão 37952.   Direito Administrativo - Nível Médio - Técnico Judiciário - TRT BA - FCC - 2013
  • A presunção de legitimidade ou de veracidade é um dos atributos do ato administrativo. Desta presunção decorrem alguns efeitos, dentre eles a
  • 5 - Questão 37107.   Raciocínio Lógico - Nível Médio - Técnico Judiciário - TRT ES - CESPE - 2013
  • Considerando que dois álbuns de fotos, com x e y páginas, sejam montados com o menor número possível de capítulos — divisão das fotos por eventos — e que cada capítulo, nos dois álbuns, deva ter o mesmo número z de páginas, julgue os itens subsequentes.

    Se x é divisor de y, então z = x.
  • 6 - Questão 38660.   Informática - Nível Médio - Técnico Judiciário - TRE SE - FCC - 2015
  • Existe uma série de recomendações para fazer uso seguro do webmail, como a criação de uma senha de acesso adequada, a não abertura de links suspeitos e a utilização de conexões de acesso ao webmailseguras. Uma conexão é considerada segura se o endereço da página do provedor de webmail, utilizada no acesso ao e-mail, for iniciada por
  • 7 - Questão 44666.   Raciocínio Lógico - Nível Médio - Técnico Judiciário - TRF 4a - FCC - 2014
  • Considere verdadeiras as afirmativas: 

    Se não fui ao mercado, então não fiz compras. 
    Comprei creme e sabonete. 
    Ou comprei queijo ou comprei iogurte. 
    Comprei cereal ou comprei pão. 

    A partir dessas afirmações, pode-se concluir que
  • 9 - Questão 8400.   Português - Nível Médio - Técnico Judiciário - TJ RJ - FCC - 2012
  • Nosso espaço

    Já somos mais de 6 bilhões, não contando o milhão e pouco que nasceu desde o começo desta frase. Se fosse um planeta bem administrado isso não assustaria tanto. Mas é, além de tudo, um lugar mal frequentado. Temos a fertilidade de coelhos e o caráter dos chacais, que, como se sabe, são animais sem qualquer espírito de solidariedade. As megacidades, que um dia foram símbolos da felicidade bem distribuída que a ciência e a técnica nos trariam - um helicóptero em cada garagem e caloria sintética para todos, segundo as projeções futuristas de anos atrás -, se transformaram em representações da injustiça sem remédio, cidadelas de privilégio cercadas de miséria, uma réplica exata do mundo feudal, só que com monóxido de carbono. Nosso futuro é a aglomeração urbana e as sociedades se dividem entre as que se preparam - conscientemente ou não - para um mundo desigual e apertado e as que confiam que as cidadelas resistirão às hordas sem espaço. Os jornais ficaram mais estreitos para economizar papel, mas também porque diminui a área para a expansão dos cotovelos. Adeus advérbios de modo e frases longas, adeus frivolidades e divagações superficiais como esta. A tendência de tudo feito pelo homem é a diminuição - dos telefones e computadores portáteis aos assentos na classe econômica. O próprio ser humano trata de perder volume, não por razões estéticas ou de saúde, mas para poder caber no mundo.

    (Adaptado de Luís Fernando Veríssimo, O mundo é bárbaro)
  • Os seguintes segmentos estabelecem entre si uma estreita relação, em que um exemplifica e reforça o sentido do outro:
  • 10 - Questão 37633.   Direito Processual do Trabalho - Nível Médio - Técnico Judiciário - TRT AL - FCC - 2014
  • Marta ajuizou reclamação trabalhista em face de sua empregadora doméstica Tatiana. A referida reclamação foi distribuída para a primeira Vara Trabalhista de Maceió. Marta descobriu que, Mônica, esposa do Magistrado da referida Vara, é credora de Tatiana, já que esta deve valores locatícios de imóvel de propriedade de Mônica. Neste caso,