Questões de História para Concursos

Resolva Questões de História para Concursos Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Questão 54338.   História - Idade Contemporânea - Nível Médio - Vestibular
  • (UFRRJ) “Construído de surpresa e em tempo recorde, na noite de 17 para 18 de agosto de 1961, o Muro de Berlim, com 160 km de comprimento e média de 3 m de altura, conheceu ontem, na prática, um fim tão fulminante quanto seu começo. Pouco depois de o governo da Alemanha Oriental anunciar que decidira abrir todas as suas fronteiras com a Alemanha Ocidental, multidões excitadas já se aglomeravam, em Berlim, nos postos de passagem entre os dois setores da cidade e cruzavam para o outro lado – nem que fosse apenas para fazer um passeio.”

    Jornal do Brasil. 10/11/1989.

    A existência do chamado Muro de Berlim está vinculada a um fenômeno histórico do século XX, qual seja:
  • 3 - Questão 49279.   História - Nível Fundamental - Secretário Auxiliar - MPE GO - 2017
  • A volta democrática de Getúlio Vargas ao poder, após ser eleito no ano de 1950, ficou caracterizada pelo presidente:
  • 4 - Questão 54217.   História - Idade Moderna - Nível Médio - Vestibular
  • (U. Salvador-BA) Um dos fatores que impulsionou a expansão marítima européia, no início da Idade Moderna, foi:
  • 5 - Questão 54245.   História - Idade Moderna - Nível Médio - Vestibular
  • (UFPE) Na Idade Moderna, o mercantilismo foi a política econômica:
  • 7 - Questão 25135.   História - Nível Médio - Vestibular - FUVEST - 2015
  • Os impérios do mundo antigo tinham ampla abrangência territorial e estruturas politicamente complexas, o que implicava custos crescentes de administração. No caso do Império Romano da Antiguidade, são exemplos desses custos:
  • 8 - Questão 9867.   História - Nível Superior - Estudantes Universitários - SEE DF - CESPE - 2014
  • Responda de acordo com o texto a seguir as questões 1 a 4:

    “Já o bom historiador se parece com o ogro da lenda. Onde fareja carne humana, sabe que ali está a sua caça.”

                      Marc Bloch. “A história, os homens e o tempo”, Apologia da História ou o ofício do historiador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001, [primeira edição 1949], p. 54.

    O trecho acima é parte do último livro do famoso historiador francês, conhecido como um dos mais criativos e importantes do século XX. Escrita em circunstâncias especiais, a obra pode ser lida como uma espécie de testamento acadêmico de Marc Bloch. O texto, contudo, não chegou a ser finalizado, pois Bloch, que era
    judeu, estava preso e fora torturado pela Gestapo — polícia secreta alemã —, sendo fuzilado perto de Lyon no dia 16 de julho de 1944.
    Tendo as informações acima como referência inicial, julgue o item subsequente.

    Responda de acordo com o texto a seguir as questões 5 a 8:

    No Brasil, as duas aspirações - a da independência e a da unidade -- não nasceram juntas e, por longo tempo ainda, não caminharam de mãos dadas. As sublevações e as conjunturas nativistas são invariavelmente manifestações desconexas da antipatia que, desde o século XVI, opõe o português da Europa e o do Novo Mundo. E mesmo onde se aguça a antipatia, chegando a tomar colorido sedicioso, com a influência dos princípios franceses ou do exemplo da América inglesa, nada prova que tenda a superar os simples âmbitos regionais.

                Sérgio Buarque de Holanda. A herança colonial - sua desagregação. In: História Geral da Civilização Brasileira. Tomo II, O Brasil Monárquico. 1.º volume, O processo da Emancipação. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, p. 9 (com adaptações).

    Considerando o fragmento de texto acima e o processo histórico ao qual se refere, julgue o item que se seguem.
  • As divergências econômicas entre França e Alemanha foram o estopim do conflito de proporções mundiais conhecido como a Segunda Guerra Mundial.
  • 9 - Questão 15755.   História - Nível Médio - Aluno Oficial - APMBB - VUNESP - 2012
  • Esse movimento intelectual – que atingiu sua maturidade e maior expressão na França do século XVIII – tinha como fundamentos a crença inabalável na razão e a ideia de que o progresso do homem pode ser infinito, desde que o espírito humano, através do livre exercício de suas faculdades, se liberte do emaranhado de superstições, tolices, misticismo, ignorância, etc, a que até então estivera subordinado.
    (Ricardo de Moura Faria et al. História, vol. 1, 1989. Adaptado.) O fragmento faz referência
  • 10 - Questão 54397.   História - História do Brasil - Nível Médio - Vestibular
  • Sobre os anos 90 no Brasil, assinale a alternativa correta.