← Início

Questões de Concurso - AGE MT - Exercícios com Gabarito

Questões de Concurso - AGE MT com Gabarito. Exercícios com Perguntas e Respostas Resolvidas e Comentadas. Acesso Online Grátis!


No ICMS, a Constituição da República Federativa do Brasil, assim como a Lei Complementar 87/96, estabelecem que deverá haver a compensação do que for devido em cada operação relativa à circulação de mercadorias ou prestação de serviços com o montante cobrado nas anteriores pelo mesmo ou outro Estado ou pelo Distrito Federal. Essa regra é conhecida como princípio da:

Conceder-se-á ao servidor público estadual licença por motivo de doença em pessoa da família; por motivo de afastamento do cônjuge ou companheiro; para serviço militar; para atividade política; prêmio por assiduidade; para tratar de interesses particulares; e para qualificação profissional. A licença:

Sobre as normas constitucionais aplicáveis à Ordem Econômica, é correto afirmar que:

No tocante aos papéis de trabalho de auditoria, é correto afirmar que:

Em relação ao Poder de Polícia, é INCORRETO afirmar que:

O conceito de necessidade de financiamento do setor público (NFSP) engloba os gastos do(s):

O Risco de Auditoria é a possibilidade de o Auditor vir a emitir uma opinião tecnicamente inadequada sobre demonstrações contábeis significativamente incorretas. Na determinação desse Risco de Auditoria, o Auditor deve avaliar o ambiente de controle da entidade auditada. São componentes do ambiente de controle os listados a seguir, EXCETO:

Em relação ao Poder Constituinte e à Constituição Federal, é INCORRETO afirmar que:

Em relação aos servidores públicos, analise as afirmativas a seguir:

I - Os servidores públicos, ocupantes de cargos efetivos, são aposentados compulsoriamente aos setenta anos de idade, com proventos integrais.

II - Os servidores públicos vão adquirir vitaliciedade após três anos de efetivo exercício.

III - A Constituição proíbe o acesso de estrangeiros a cargos públicos.

É/são verdadeira(s) somente a(s) afirmativa(s):

O art. 169 da Constituição Federal exige que os entes da Federação observem limites para os gastos com servidores públicos. Levando-se em consideração o art. 169 e a Lei de Responsabilidade Fiscal, a despesa total com pessoal, em cada período de apuração, para os Estados, NÃO poderá exceder o seguinte percentual da receita corrente líquida: