Questões de Concursos Bombeiro Militar DF

Resolva Questões de Concursos Bombeiro Militar DF Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Questão 16280.   Química - Nível Médio - Soldado Bombeiro Militar - Bombeiro Militar DF - CESPE - 2011
  • Nos Estados Unidos da América, encontram-se disponíveis kits para testar o nível de radônio-222 em residências, em razão de esse gás pertencer à série de desintegração do urânio-238, elemento presente, em grande quantidade, no subsolo daquele país. Com base nessas informações, julgue os itens subsequentes.
  • A emissão de uma partícula alfa e de uma partícula gama faz que o isótopo radônio-222 se transforme no isótopo estável radônio-220.
  • 2 - Questão 9840.   Informática - Nível Médio - Militar Músico - Bombeiro Militar DF - CESPE - 2011
  • No que concerne aos sistemas operacionais Linux e Windows, julgue os itens a seguir.

    No sistema operacional Linux Ubuntu 10.4, a execução do comando ls /etc/home -la faz que todos os arquivos do diretório /etc/home retornem, com exceção dos arquivos que comecem com os caracteres la.
  • 3 - Questão 9831.   Música - Nível Médio - Militar Músico - Bombeiro Militar DF - CESPE - 2011
  • Julgue os itens seguintes, relativos a modulação e enarmonia.

    Ao se aplicar simultaneamente a enarmonia parcial e total, são encontrados oito intervalos enarmônicos para cada intervalo, com exceção dos que contêm as notas Sol# (Sol sustenido) ou Láb (Lá bemol).
  • 6 - Questão 42921.   Português - Nível Médio - Soldado do Corpo de Bombeiro - Bombeiro Militar DF - IDECAN - 2017
  •                               Liderança solitária não permite evolução

          Quando paramos para analisar o atual cenário econômico e social estabelecido em nosso país podemos perceber que a crise, da qual tanto se fala, vai além da questão financeira, da corrupção e do caos econômico que muitos estão vivenciando. Ela envolve, nitidamente, falta de liderança e de espírito corporativo. E não é a liderança habitual praticada por gestores ou chefes, mas sim aquela que envolve quase todas as esferas e que é um estado de consciência, uma atitude. [...]
          As ações individualistas, exageradas, polarizadas e fanáticas não nos levam à devida solução, muito menos nos permitem fazer parte de uma transformação positiva dos múltiplos cenários, além de só colaborarem ainda mais com esse estado de ausência de liderança.
          Da mesma forma que antigamente os sistemas de liderança nas empresas eram vistos como caminhos a serem percorridos de forma solitária e que o segredo para alcançar o sucesso estava em uma postura mais individualista, muitas pessoas, empresas e profissionais ainda mantêm essa posição individual e retrógrada, dificultando o crescimento de todos, inclusive delas mesmas.
          Mas, muito ao contrário disso, o cenário atual requer pessoas, empresas e profissionais capazes de oferecer a oportunidade para todos brilharem e se realizarem dentro dos ambientes em que estão inseridos. Ao assumirem essa postura, cada um faz muito mais do que simplesmente comandar algo: convidam todos que estão ao redor para crescerem juntos. E como já dizia um provérbio africano, “se quer ir rápido, vá sozinho; se quer ir longe, vá em grupo”, ou seja, as soluções precisam ser compartilhadas e baseadas no cooperativismo, pois cada vez mais necessitamos do apoio de outras pessoas, empresas, profissionais, mercados, entre outros. [...]
          O verdadeiro líder tem a capacidade de ouvir o próximo e fazer algo novo. A diferença não está na capacidade de gerir, organizar e guiar um grupo, mas sim nos líderes criadores de contexto, capazes de se colocar no lugar do outro, de ousar, criar, compartilhar novas soluções para os mesmos problemas de sempre. Esses líderes são aptos a gerenciar as próprias competências sociemocionais e também às de todos que estão ao seu redor. E lá no século XVII já ensinava Baltazar Gracián: “O caminho da grandeza se percorre juntamente com outros!”.

    (Eduardo Shinyashiki. Disponível em: http://psiquecienciaevida.uol.com.br/ESPS/Edicoes/127/lideranca-solitaria-nao-permite-evolucao-aoportunidade-de-ser-375389-1.asp.)
  • Assinale a seguir um livre comentário do texto em análise cuja ortografia aplicada está totalmente de acordo com a norma padrão da língua.
  • 8 - Questão 42929.   Biologia - Nível Médio - Soldado do Corpo de Bombeiro - Bombeiro Militar DF - IDECAN - 2017
  • Sobre o mecanismo de transmissão do Trypanosoma cruzi, analise as afirmativas a seguir.

    I. A transmissão pelo vetor ocorre pela penetração de tripomastigotas metacíclicos, eliminados nas fezes ou na urina do triatomíneo, durante o hematofagismo.
    II. A transfusão sanguínea constitui o segundo mecanismo de importância epidemiológica na transmissão da doença de Chagas.
    III. A transmissão congênita ocorre quando existem ninhos de tripomastigotas na placenta, que liberam amastigotas que chegam até a circulação fetal.
    IV. A transmissão oral ocorre pela ingestão de alimentos contaminados com fezes ou urina de tripomastigotas infectados.

    Estão corretas apenas as afirmativas 
  • 9 - Questão 16357.   Enfermagem - Assistência de Enfermagem ao Pré Natal - Nível Superior - Oficial Bombeiro Militar Complementar - Bombeiro Militar DF - CESPE - 2011
  • Com referência às medidas a serem tomadas na assistência de enfermagem a gestantes do grupo de alto risco, julgue os itens.
  • Durante a consulta de enfermagem, o enfermeiro deve proceder a uma entrevista completa, buscando colher o maior número de dados possível a respeito do estado de saúde da gestante, bem como realizar exame físico geral e gineco- obstétrico das gestantes atendidas, a fim de detectar possíveis fatores de risco gestacional no decorrer da assistência pré- natal.