Questões de Concursos Bombeiro Militar PE

Resolva Questões de Concursos Bombeiro Militar PE Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Questão 36597.   Português - Interpretação de Textos - Nível Médio - Bombeiro Militar - Bombeiro Militar PE - IPAD - 2006
  • TEXTO 1 -  QUESTÕES 1, 2 e 3

    Três idades

    A primeira vez que te vi,
    Eu era menino e tu menina.
    Sorrias tanto... Havia em ti
    Graça de instinto, airosa e fina.
    Eras pequena, eras franzina...
    (...)
    Quando te vi segunda vez,
    Já eras moça, e com que encanto
    A adolescência em ti se fez!
    Flor e botão... Sorrias tanto...
    E o teu sorriso foi meu pranto...
    (...)
    Vejo-te agora. Oito anos faz,
    Oito anos faz que não te via...
    Quanta mudança o tempo traz
    Em sua atroz monotonia!
    Que é do teu riso de alegria?

    Foi bem cruel o teu desgosto.
    Essa tristeza é que mo diz...
    Ele marcou sobre o teu rosto
    A imperecível cicatriz:
    És triste até quando sorris...

    BANDEIRA, Manuel. Estrela da vida inteira. 20ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1993. pp. 62-63.


    TEXTO 2 - QUESTÕES 4, 5, 6 e 7

    Um jogo de palavras

        Nunca a língua portuguesa esteve tão representada numa Copa do Mundo quanto nesta 18ª edição, na Alemanha. As presenças de Brasil, Angola e Portugal mobilizaram boa parte dos 205 milhões de falantes desses países.
        No Brasil, a influência do futebol é sentida na linguagem. Não só porque nosso vocabulário ficou elástico com as expressões do esporte que incorporamos no dia-a-dia. Nem pela movimentação inversa, com termos que tomam outro significado devido ao uso boleiro. O futebol está no léxico, mas também em nossa retórica, no espírito que sustenta a cultura, na música, na literatura, no cinema, enfim, na abordagem que fazemos do mundo.
        A relação criativa com as palavras é um dos diferenciais do nosso futebol. A começar pela idéia de que, quando o assunto é de fato importante para o brasileiro, como é a bola, nenhum estrangeirismo nos domina ̛ nós o dominamos. (...) Parte do inventário sociológico e cultural do país, o futebol imprime várias marcas na vida brasileira. A da linguagem não é menos notável.

    Revista Língua Portuguesa Especial, Carta ao Leitor, abril 2006.
  • Identifique o item que focaliza o núcleo temático do Texto 2.
  • 2 - Questão 36587.   Português - Nível Médio - Soldado Bombeiro Militar - Bombeiro Militar PE - IPAD - 2006
  • Profissionais treinam em acidente simulado

        O plano de emergência para transporte de produtos perigosos na Região Metropolitana do Recife (Previne) realizou, ontem pela manhã, a primeira simulação do ano. Para isso, um caminhão carregando 10 mil litros de álcool etílico e uma kombi foram colocados em uma das faixas da BR-232, no Curado, em posição que simulava uma colisão traseira. Para representar a combustão do álcool, foi usado um sinalizador que liberava uma fumaça alaranjada. Três bombeiros participaram como vítimas da simulação. Esta foi a etapa final de uma capacitação que envolveu órgãos públicos e privados de Pernambuco com o objetivo de treinar profissionais para atuar nos acidentes envolvendo carregamentos de materiais como álcool, gasolina e diesel. Participaram da capacitação 42 profissionais de órgãos como o Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal, Estadual, Codecipe, Petrobras, Chesf e empresas privadas. Todos receberão um certificado e poderão repassar o que aprenderam nas empresas ou instituições de origem.
        Apesar de considerado satisfatório pela coordenadora do Previne, Suely Ferreira, o procedimento das equipes do Grupamento de Bombeiros de Atendimento Pré-Hospitalar (GBAPH), do Corpo de Bombeiros (CB) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), apresentou falhas. "Tivemos três grandes problemas. O Corpo de Bombeiros não isolou a área antes de começar a atender os feridos e conter o incêndio. O GBAPH demorou 25 minutos para chegar quando o ideal seria 12 minutos e a PRF não informou sobre o acidente à Agência Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (CPRH)", explicou. O Major do CB, Márcio Tenório, afirmou que os resultados da simulação são importantes para o aperfeiçoamento do órgão. "É preciso identificar as falhas para resolvê-las", resumiu.

    Dados – Em apenas 15 dias do último mês de agosto, o Previne vistoriou 880 caminhões nas principais BRs e PEs do estado. O programa verificou que a maioria dos caminhões que transporta as substâncias não possui kits de emergência e os motoristas não são devidamente capacitados para enfrentar acidentes ou eventuais vazamentos da carga perigosa.

    In: Diario de Pernambuco. Vida urbana. 23 de set. de 2006. p.C5. Adapt.
  • Assinale a alternativa em que a correspondência entre o verbo e o substantivo formado está correta.
  • 3 - Questão 43136.   Matemática - Nível Médio - Soldado do Corpo de Bombeiro - Bombeiro Militar PE - UPENET - 2017
  • Uma empresa financeira está com uma promoção para consignado e oferece empréstimos a juro simples para funcionários públicos. Aproveitando a promoção, Laura pediu emprestado nessa empresa R$ 2 800,00 com uma taxa de 5% ao mês.

    Se o montante da sua dívida ficou em R$ 4 200,00, qual o tempo, em meses, que ela levou para quitar esse empréstimo?
  • 4 - Questão 36612.   História - Nível Médio - Soldado Bombeiro Militar - Bombeiro Militar PE - IPAD - 2006
  • O movimento de 1817 em Pernambuco foi um movimento separatista e teve influência das idéias revolucionárias francesas. Sobre este movimento, pode-se afirmar que
  • 6 - Questão 36614.   História - Nível Médio - Soldado Bombeiro Militar - Bombeiro Militar PE - IPAD - 2006
  • O regime escravocrata no Brasil foi extinto em 1888. Sobre o processo de abolição da escravidão aqui no Brasil pode-se afirmar que
  • 7 - Questão 36591.   Português - Nível Médio - Soldado Bombeiro Militar - Bombeiro Militar PE - IPAD - 2006
  • Profissionais treinam em acidente simulado

        O plano de emergência para transporte de produtos perigosos na Região Metropolitana do Recife (Previne) realizou, ontem pela manhã, a primeira simulação do ano. Para isso, um caminhão carregando 10 mil litros de álcool etílico e uma kombi foram colocados em uma das faixas da BR-232, no Curado, em posição que simulava uma colisão traseira. Para representar a combustão do álcool, foi usado um sinalizador que liberava uma fumaça alaranjada. Três bombeiros participaram como vítimas da simulação. Esta foi a etapa final de uma capacitação que envolveu órgãos públicos e privados de Pernambuco com o objetivo de treinar profissionais para atuar nos acidentes envolvendo carregamentos de materiais como álcool, gasolina e diesel. Participaram da capacitação 42 profissionais de órgãos como o Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal, Estadual, Codecipe, Petrobras, Chesf e empresas privadas. Todos receberão um certificado e poderão repassar o que aprenderam nas empresas ou instituições de origem.
        Apesar de considerado satisfatório pela coordenadora do Previne, Suely Ferreira, o procedimento das equipes do Grupamento de Bombeiros de Atendimento Pré-Hospitalar (GBAPH), do Corpo de Bombeiros (CB) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), apresentou falhas. "Tivemos três grandes problemas. O Corpo de Bombeiros não isolou a área antes de começar a atender os feridos e conter o incêndio. O GBAPH demorou 25 minutos para chegar quando o ideal seria 12 minutos e a PRF não informou sobre o acidente à Agência Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (CPRH)", explicou. O Major do CB, Márcio Tenório, afirmou que os resultados da simulação são importantes para o aperfeiçoamento do órgão. "É preciso identificar as falhas para resolvê-las", resumiu.

    Dados – Em apenas 15 dias do último mês de agosto, o Previne vistoriou 880 caminhões nas principais BRs e PEs do estado. O programa verificou que a maioria dos caminhões que transporta as substâncias não possui kits de emergência e os motoristas não são devidamente capacitados para enfrentar acidentes ou eventuais vazamentos da carga perigosa.

    In: Diario de Pernambuco. Vida urbana. 23 de set. de 2006. p.C5. Adapt.
  • Indique a alternativa em que todos os vocábulos são acentuados graficamente pela mesma razão que a palavra emergência.
  • 8 - Questão 36593.   Português - Nível Médio - Soldado Bombeiro Militar - Bombeiro Militar PE - IPAD - 2006
  • Profissionais treinam em acidente simulado

        O plano de emergência para transporte de produtos perigosos na Região Metropolitana do Recife (Previne) realizou, ontem pela manhã, a primeira simulação do ano. Para isso, um caminhão carregando 10 mil litros de álcool etílico e uma kombi foram colocados em uma das faixas da BR-232, no Curado, em posição que simulava uma colisão traseira. Para representar a combustão do álcool, foi usado um sinalizador que liberava uma fumaça alaranjada. Três bombeiros participaram como vítimas da simulação. Esta foi a etapa final de uma capacitação que envolveu órgãos públicos e privados de Pernambuco com o objetivo de treinar profissionais para atuar nos acidentes envolvendo carregamentos de materiais como álcool, gasolina e diesel. Participaram da capacitação 42 profissionais de órgãos como o Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal, Estadual, Codecipe, Petrobras, Chesf e empresas privadas. Todos receberão um certificado e poderão repassar o que aprenderam nas empresas ou instituições de origem.
        Apesar de considerado satisfatório pela coordenadora do Previne, Suely Ferreira, o procedimento das equipes do Grupamento de Bombeiros de Atendimento Pré-Hospitalar (GBAPH), do Corpo de Bombeiros (CB) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), apresentou falhas. "Tivemos três grandes problemas. O Corpo de Bombeiros não isolou a área antes de começar a atender os feridos e conter o incêndio. O GBAPH demorou 25 minutos para chegar quando o ideal seria 12 minutos e a PRF não informou sobre o acidente à Agência Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (CPRH)", explicou. O Major do CB, Márcio Tenório, afirmou que os resultados da simulação são importantes para o aperfeiçoamento do órgão. "É preciso identificar as falhas para resolvê-las", resumiu.

    Dados – Em apenas 15 dias do último mês de agosto, o Previne vistoriou 880 caminhões nas principais BRs e PEs do estado. O programa verificou que a maioria dos caminhões que transporta as substâncias não possui kits de emergência e os motoristas não são devidamente capacitados para enfrentar acidentes ou eventuais vazamentos da carga perigosa.

    In: Diario de Pernambuco. Vida urbana. 23 de set. de 2006. p.C5. Adapt.
  • O emprego da crase no fragmento “a PRF não informou sobre o acidente à Agência Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos” SÓ NÃO ESTÁ JUSTIFICADO em: “A palavra agência
  • 9 - Questão 36582.   Português - Nível Médio - Soldado Bombeiro Militar - Bombeiro Militar PE - IPAD - 2006
  • Profissionais treinam em acidente simulado

        O plano de emergência para transporte de produtos perigosos na Região Metropolitana do Recife (Previne) realizou, ontem pela manhã, a primeira simulação do ano. Para isso, um caminhão carregando 10 mil litros de álcool etílico e uma kombi foram colocados em uma das faixas da BR-232, no Curado, em posição que simulava uma colisão traseira. Para representar a combustão do álcool, foi usado um sinalizador que liberava uma fumaça alaranjada. Três bombeiros participaram como vítimas da simulação. Esta foi a etapa final de uma capacitação que envolveu órgãos públicos e privados de Pernambuco com o objetivo de treinar profissionais para atuar nos acidentes envolvendo carregamentos de materiais como álcool, gasolina e diesel. Participaram da capacitação 42 profissionais de órgãos como o Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal, Estadual, Codecipe, Petrobras, Chesf e empresas privadas. Todos receberão um certificado e poderão repassar o que aprenderam nas empresas ou instituições de origem.
        Apesar de considerado satisfatório pela coordenadora do Previne, Suely Ferreira, o procedimento das equipes do Grupamento de Bombeiros de Atendimento Pré-Hospitalar (GBAPH), do Corpo de Bombeiros (CB) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), apresentou falhas. "Tivemos três grandes problemas. O Corpo de Bombeiros não isolou a área antes de começar a atender os feridos e conter o incêndio. O GBAPH demorou 25 minutos para chegar quando o ideal seria 12 minutos e a PRF não informou sobre o acidente à Agência Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (CPRH)", explicou. O Major do CB, Márcio Tenório, afirmou que os resultados da simulação são importantes para o aperfeiçoamento do órgão. "É preciso identificar as falhas para resolvê-las", resumiu.

    Dados – Em apenas 15 dias do último mês de agosto, o Previne vistoriou 880 caminhões nas principais BRs e PEs do estado. O programa verificou que a maioria dos caminhões que transporta as substâncias não possui kits de emergência e os motoristas não são devidamente capacitados para enfrentar acidentes ou eventuais vazamentos da carga perigosa.

    In: Diario de Pernambuco. Vida urbana. 23 de set. de 2006. p.C5. Adapt.
  • Considerando que a organização do Texto 1 se dá com base em dados que podem ser sintetizados nas expressões o quê, quem, onde, quando, como, por quê, identifique a alternativa que relaciona corretamente expressão e informação.
  • 10 - Questão 36595.   Português - Interpretação de Textos - Nível Médio - Bombeiro Militar - Bombeiro Militar PE - IPAD - 2006
  • TEXTO 1 -  QUESTÕES 1, 2 e 3

    Três idades

    A primeira vez que te vi,
    Eu era menino e tu menina.
    Sorrias tanto... Havia em ti
    Graça de instinto, airosa e fina.
    Eras pequena, eras franzina...
    (...)
    Quando te vi segunda vez,
    Já eras moça, e com que encanto
    A adolescência em ti se fez!
    Flor e botão... Sorrias tanto...
    E o teu sorriso foi meu pranto...
    (...)
    Vejo-te agora. Oito anos faz,
    Oito anos faz que não te via...
    Quanta mudança o tempo traz
    Em sua atroz monotonia!
    Que é do teu riso de alegria?

    Foi bem cruel o teu desgosto.
    Essa tristeza é que mo diz...
    Ele marcou sobre o teu rosto
    A imperecível cicatriz:
    És triste até quando sorris...

    BANDEIRA, Manuel. Estrela da vida inteira. 20ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1993. pp. 62-63.


    TEXTO 2 - QUESTÕES 4, 5, 6 e 7

    Um jogo de palavras

        Nunca a língua portuguesa esteve tão representada numa Copa do Mundo quanto nesta 18ª edição, na Alemanha. As presenças de Brasil, Angola e Portugal mobilizaram boa parte dos 205 milhões de falantes desses países.
        No Brasil, a influência do futebol é sentida na linguagem. Não só porque nosso vocabulário ficou elástico com as expressões do esporte que incorporamos no dia-a-dia. Nem pela movimentação inversa, com termos que tomam outro significado devido ao uso boleiro. O futebol está no léxico, mas também em nossa retórica, no espírito que sustenta a cultura, na música, na literatura, no cinema, enfim, na abordagem que fazemos do mundo.
        A relação criativa com as palavras é um dos diferenciais do nosso futebol. A começar pela idéia de que, quando o assunto é de fato importante para o brasileiro, como é a bola, nenhum estrangeirismo nos domina ̛ nós o dominamos. (...) Parte do inventário sociológico e cultural do país, o futebol imprime várias marcas na vida brasileira. A da linguagem não é menos notável.

    Revista Língua Portuguesa Especial, Carta ao Leitor, abril 2006.
  • Assinale os tópicos utilizados pelo poeta para desenvolver o tema.

    1. Marcação da passagem do tempo
    2. Ponderação sobre as amarguras da velhice
    3. Reminiscências da infância e adolescência
    4. Reflexão sobre o tempo perdido
    5. Elemento de ligação das partes do texto: sorriso

    Os tópicos assinalados são os de número: