Questões de Concursos Bombeiro Militar TO

Resolva Questões de Concursos Bombeiro Militar TO Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 2 - Questão 43042.   Português - Nível Médio - Soldado do Corpo de Bombeiro - Bombeiro Militar TO - CONSULPLAN - 2013
  • Texto III para responder à questão.

    Papel aceita tudo

         Papel aceita tudo e “papel”, nessa expressão surrada dos velhos jornalistas, ocupa aqui a vaga de qualquer espaço útil a mensagens (a tela do computador, o dial do rádio, o sinal da TV, a conversa no bar etc.).
        Papel não tem superego, não faz autocrítica, não corrige o que colocamos nele (com o andar da tecnologia da correção automática, alguns dirão, “ainda não”). Da capa de revista que só faz panfletagem direitosa ao programa de auditório ruim, muita coisa é vomitada sem revisão ou segunda opinião.
         A tecnologia da comunicação nos abriu horizontes. Mas, de tanto ser usada para manter os privilégios de sem‐ pre, a informação parece antes confirmar a preconcepção irrefletida, em vez de ampliar a visão das coisas. Mais do que um gesto de precisão, a revisão (de nossos textos, nossas ideias e certezas) é por isso um ato de carinho para com os outros. É o manifesto verbal de nosso cuidado, do zelo pela convivência, pela criação de um ambiente em comum em que as pessoas possam instigar outras a serem mais criativas e felizes. Não é exagero: o mundo insiste a toda hora no cada um por si, somos mal pagos e trabalhamos demais, é preciso atenção para sentir se o que apre‐ sentamos de volta não é só uma nova contribuição de piora, a confirmação de preconceitos, um reforço aos privilégios de poucos. 
         Na Roma antiga, governantes nomeavam delatores (do latim delatio, reportar, contar) para andar pelas ruas, ouvido atento ao que as pessoas diziam deles, e rebater a onda, lançando rumores que lhes fossem benéficos. Nero fez isso quando acusado do incêndio de Roma (64 a.C.). Impopular, foi acusado pelo episódio. Como só desmentir seria ineficaz, mandou espalhar que os culpados eram cristãos – a Geni da época, em quem todos jogavam pedras.
          Nero inaugurou o oportunismo do veículo, até hoje em uso. A vida brasileira tem mostrado que é preciso aprender a detectar os sinais desse tipo de oportunismo. Afinal, qual‐ quer que seja a forma que usam para falar com a gente, ela aceitará tudo. 

    (Luiz Costa Pereira Júnior. Língua Portuguesa. São Paulo: Segmento, julho/2013.)
  • No 1º parágrafo, a palavra “papel” aparece entre aspas para demonstrar que
  • 3 - Questão 43055.   Português - Interpretação de Textos - Nível Médio - Soldado do Corpo de Bombeiro - Bombeiro Militar TO - CONSULPLAN - 2013
  • Texto I para responder à questão.

    Uma chance de proteger o futuro


       Imagine um mundo com secas, tempestades e fome, com ilhas e regiões costeiras inundadas, onde milhões de pessoas morrem por causa da poluição do ar e das águas, enquanto outras buscam refúgio em lugares mais seguros e alguns ainda lutam entre si pelos escassos recursos naturais.
       Em contraponto, imagine um mundo com ar e água limpos, com tecnologia, onde casas, transportes e indústrias estejam a serviço de toda a população, onde todos compartilhem os benefícios do desenvolvimento, da industrialização e de recursos naturais; imagine ainda que esta situação possa se sustentar de uma geração para a outra.    A escolha entre esses dois futuros cabe a nós.

    (Kofi Annan, secretário geral da ONU. Folha de S. Paulo. São Paulo, 30/06/2002. Fragmento.)
  • De acordo com o ponto de vista apresentado pelo autor do texto, é correto afirmar que o(a)
  • 4 - Questão 43052.   Português - Interpretação de Textos - Nível Médio - Soldado do Corpo de Bombeiro - Bombeiro Militar TO - CONSULPLAN - 2013
  • Texto I para responder à questão.

    Uma chance de proteger o futuro


       Imagine um mundo com secas, tempestades e fome, com ilhas e regiões costeiras inundadas, onde milhões de pessoas morrem por causa da poluição do ar e das águas, enquanto outras buscam refúgio em lugares mais seguros e alguns ainda lutam entre si pelos escassos recursos naturais.
       Em contraponto, imagine um mundo com ar e água limpos, com tecnologia, onde casas, transportes e indústrias estejam a serviço de toda a população, onde todos compartilhem os benefícios do desenvolvimento, da industrialização e de recursos naturais; imagine ainda que esta situação possa se sustentar de uma geração para a outra.    A escolha entre esses dois futuros cabe a nós.

    (Kofi Annan, secretário geral da ONU. Folha de S. Paulo. São Paulo, 30/06/2002. Fragmento.)
  • No trecho “... onde milhões de pessoas morrem por causa da poluição do ar e das águas, enquanto outras buscam refúgio...” os termos em destaque expressam, respectivamente, a ideia de
  • 5 - Questão 43054.   Português - Interpretação de Textos - Nível Médio - Soldado do Corpo de Bombeiro - Bombeiro Militar TO - CONSULPLAN - 2013
  • Texto I para responder à questão.

    Uma chance de proteger o futuro


       Imagine um mundo com secas, tempestades e fome, com ilhas e regiões costeiras inundadas, onde milhões de pessoas morrem por causa da poluição do ar e das águas, enquanto outras buscam refúgio em lugares mais seguros e alguns ainda lutam entre si pelos escassos recursos naturais.
       Em contraponto, imagine um mundo com ar e água limpos, com tecnologia, onde casas, transportes e indústrias estejam a serviço de toda a população, onde todos compartilhem os benefícios do desenvolvimento, da industrialização e de recursos naturais; imagine ainda que esta situação possa se sustentar de uma geração para a outra.    A escolha entre esses dois futuros cabe a nós.

    (Kofi Annan, secretário geral da ONU. Folha de S. Paulo. São Paulo, 30/06/2002. Fragmento.)
  • Ao introduzir o 2º parágrafo com a expressão “Em contra‐ponto”, o articulista estabelece que
  • 6 - Questão 43057.   Raciocínio Lógico - Nível Médio - Soldado do Corpo de Bombeiro - Bombeiro Militar TO - CONSULPLAN - 2013
  • Cinco irmãos nasceram nos seguintes anos: 1984, 1987,1989, 1991 e 1993. Considere que eles fizeram um concursoe obtiveram os cinco melhores resultados, de acordo comas seguintes informações:

    • o primogênito não tirou a maior nota e nem ficou em último lugar;
    • a nota obtida pelo segundo irmão mais velho foi superior à nota obtida pelo irmão do meio e inferior à nota obtida pelo caçula;
    • o penúltimo irmão a nascer obteve o melhor resultado;
    • a nota obtida pelo irmão mais novo superou a nota de apenas dois dos irmãos;
    • o segundo irmão a nascer ficou em quarto lugar.

    Se a prova foi realizada no ano de 2010, após o aniversário de cada um dos irmãos daquele ano, então as idades do primeiro para o quinto colocado na época de realização do concurso eram
  • 7 - Questão 43033.   Princípios, Normas e Atribuições Institucionais - Nível Médio - Soldado do Corpo de Bombeiro - Bombeiro Militar TO - CONSULPLAN - 2013
  • Nos termos da Lei Complementar nº 45/06, assinale a alternativa que NÃO retrata uma das competências do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Tocantins (CBMTO).
  • 9 - Questão 43058.   Raciocínio Lógico - Nível Médio - Soldado do Corpo de Bombeiro - Bombeiro Militar TO - CONSULPLAN - 2013
  • A diretora de uma escola afirmou que “todos os alunos desta escola vão mal em alguma matéria”, visto que incluíra, também, alunos que vão bem em todas as matérias, ela então negou sua afirmação. Das sentenças a seguir, assinale a que expressa de maneira correta a negação da afirmação da diretora.
  • 10 - Questão 43047.   Português - Nível Médio - Soldado do Corpo de Bombeiro - Bombeiro Militar TO - CONSULPLAN - 2013
  • Texto III para responder à questão.

    Papel aceita tudo

         Papel aceita tudo e “papel”, nessa expressão surrada dos velhos jornalistas, ocupa aqui a vaga de qualquer espaço útil a mensagens (a tela do computador, o dial do rádio, o sinal da TV, a conversa no bar etc.).
        Papel não tem superego, não faz autocrítica, não corrige o que colocamos nele (com o andar da tecnologia da correção automática, alguns dirão, “ainda não”). Da capa de revista que só faz panfletagem direitosa ao programa de auditório ruim, muita coisa é vomitada sem revisão ou segunda opinião.
         A tecnologia da comunicação nos abriu horizontes. Mas, de tanto ser usada para manter os privilégios de sem‐ pre, a informação parece antes confirmar a preconcepção irrefletida, em vez de ampliar a visão das coisas. Mais do que um gesto de precisão, a revisão (de nossos textos, nossas ideias e certezas) é por isso um ato de carinho para com os outros. É o manifesto verbal de nosso cuidado, do zelo pela convivência, pela criação de um ambiente em comum em que as pessoas possam instigar outras a serem mais criativas e felizes. Não é exagero: o mundo insiste a toda hora no cada um por si, somos mal pagos e trabalhamos demais, é preciso atenção para sentir se o que apre‐ sentamos de volta não é só uma nova contribuição de piora, a confirmação de preconceitos, um reforço aos privilégios de poucos. 
         Na Roma antiga, governantes nomeavam delatores (do latim delatio, reportar, contar) para andar pelas ruas, ouvido atento ao que as pessoas diziam deles, e rebater a onda, lançando rumores que lhes fossem benéficos. Nero fez isso quando acusado do incêndio de Roma (64 a.C.). Impopular, foi acusado pelo episódio. Como só desmentir seria ineficaz, mandou espalhar que os culpados eram cristãos – a Geni da época, em quem todos jogavam pedras.
          Nero inaugurou o oportunismo do veículo, até hoje em uso. A vida brasileira tem mostrado que é preciso aprender a detectar os sinais desse tipo de oportunismo. Afinal, qual‐ quer que seja a forma que usam para falar com a gente, ela aceitará tudo. 

    (Luiz Costa Pereira Júnior. Língua Portuguesa. São Paulo: Segmento, julho/2013.)
  • Ao retirar os parênteses do trecho “... a revisão (de nossos textos, nossas ideias e certezas) é por isso um ato de carinho para com os outros.”, a forma verbal