Questões de Concursos Correios

Resolva Questões de Concursos Correios Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 2 - Q206.   Português - Nível Médio - Carteiro - Correios - FUNRIO
  • Os nossos estudantes têm de ser bons leitores e bons usuários da língua formal.

    No período acima destacado, nota-se o emprego do acento circunflexo na palavra “têm”. Qual das alternativas abaixo está CORRETA quanto ao emprego ou ao não emprego do acento circunflexo na sílaba tônica do verbo flexionado?
  • 4 - Q6135.   Matemática - Nível Médio - Carteiro - Correios - CESPE - 2011
  • Para o envio de pequenas encomendas, os Correios
    comercializam caixas de papelão, na forma de paralelepípedo
    retângulo, de dois tipos: tipo 2, com arestas medindo 27 cm, 18 cm,
    e 9 cm; e tipo 4, com arestas medindo 36 cm, 27 cm e 18 cm.

    Se um escritor deseja enviar livros de sua autoria a outro estado e
    se cada livro mede 23 cm × 16 cm × 1,2 cm, então a quantidade
    máxima desses livros que poderá ser enviada em uma caixa do tipo
    2, sem que sejam danificados ou deformados, é igual a
  • 7 - Q695.   Português - Nível Médio - Atendente Comercial - Correios - CONESUL
  • Filhos, melhor não tê-los?

    Vinicius de Moraes era conhecido entre amigos e
    fãs como "o poetinha". Diminutivo carinhoso, que nada
    tem a ver com a qualidade de sua obra literária: Vinicius
    era, e é, um grande poeta, autor de versos antológicos,
    como aqueles que se constituem num surpreendente e
    desafiador paradoxo:
         Filhos, melhor não tê-los.
         Mas, se não os temos, como sabê-lo?
         Observem o contraste entre os dois versos. No
    primeiro, Vinicius faz uma afirmativa categórica: "Filhos,
    melhor não tê-los." É algo que pode ter resultado, em
    primeiro lugar, de uma experiência pessoal. Casado várias
    vezes, Vinicius teve muitos filhos. E teve também uma
    vida atribulada, cheia de conflitos de várias ordens. Mas
    quando afirma que "Filhos, melhor não tê-los", Vinicius
    certamente não se restringe a seu próprio caso: está
    verbalizando, e de uma maneira que nem é tão poética,
    aquilo que muitos pais sentem quando se sentem
    __________ pelas obrigações resultantes da
    paternidade. Quando o filho chora de noite, quando o
    filho vai __________ no colégio, quando o filho cria
    confusão, "Filhos, melhor não tê-los".
         Mas esta não é uma afirmação definitiva. A
    paternidade dá incontáveis alegrias. Mais: a paternidade
    e a maternidade conferem ........ pessoas um sentimento
    de realização pessoal que corresponde a uma
    necessidade embutida na própria condição humana, a
    um verdadeiro e poderoso instinto. Paternidade e
    maternidade significam continuidade. Afinal, é bom ou é
    ruim ter filhos? Notem que o primeiro verso é uma
    afirmação que se pretende definitiva: filhos, nem pensar,
    filhos só dão trabalho - ........ muitos provérbios que o
    _______, como aquele que diz: "Filhos pequenos, pequenas
    preocupações; filhos grandes, grandes preocupações."
         Administradores modernos bolariam algum cálculo
    do tipo custo-benefício para responder ........ questão do
    vale ou não a pena. Mas o comum das pessoas não
    chega a esses extremos. O resultado é a dúvida. Que
    só pode ser esclarecida com a própria paternidade e
    com a própria maternidade. Ou seja: correndo o risco.
    Porque a vida é isso, correr riscos. Quem não se arrisca
    não apenas não petisca: não vive.
         A interrogação formulada por Vinicius continua atual.
    E cada pessoa, cada casal, responde a sua maneira. O
    que devemos aceitar. Somos humanos, e nada do que é
    humano pode nos parecer estranho.

     Adaptado de: SCLIAR, Moacyr.  Zero Hora, Porto Alegre, revista Donna, 30 de março de 2008.
  • Assinale a alternativa que identifica corretamente o pronome em destaque nas frases.
  • 10 - Q202.   Português - Nível Médio - Carteiro - Correios - FUNRIO
  • Veja só (...).

    Na expressão “Veja só”, o verbo está: