Questões de Concursos - CRP GO TO - Exercícios com Gabarito

Questões de Concursos Públicos - CRP GO TO - com Gabarito. Exercícios com Perguntas e Respostas, Resolvidas e Comentadas. Acesse Grátis!


Texto associado.
Para responder à questão, leia o texto abaixo.

Para crianças, dar é melhor do que receber Pequenos ficam mais felizes quando oferecem algo próprio a outros

21 de junho de 2012 | 15h 24

    Estudo avaliou reações de crianças ao partilhar guloseimas. Além de ser um gesto nobre, dar - em vez de receber - pode também tornar as pessoas mais felizes. E isso vale até mesmo para as crianças pequenas, sugere um novo estudo conduzido por psicólogos da Universidade da Columbia Britânica.
    O estudo, publicado no periódico PLoS One, revela que crianças com menos de dois anos são mais felizes quando oferecem algo do que quando recebem.
    A descoberta reforça pesquisas recentes que mostram que adultos se sentem melhor quando ajudam os demais e pode explicar por que pessoas às vezes tomam atitudes em prol dos outros, mesmo quando isso envolve custos pessoais.
    "As pessoas tendem a assumir que as crianças pequenas são naturalmente egoístas", diz Lara Aknin, coautora do estudo. "A descoberta mostra que as crianças são na realidade mais felizes dando do que recebendo".
    Durante o estudo, cada criança recebeu agrados, como biscoitos. Poucos minutos depois, a criança foi convidada a oferecer um deles a um fantoche. Depois, os cientistas ofereceram outro biscoito e pediram à criança que o oferecesse ao fantoche. As reações foram gravadas e incluídas num ranking de felicidade.
    Quando os pequenos partilhavam o biscoito com o fantoche, eles mostravam mais felicidade do que quando davam o biscoito oferecido pelo pesquisador. Segundo os autores, o contraste mostra o papel do sacrifício pessoal - em vez de ser algo aversivo, sugere que as crianças acham o comportamento recompensador.
    "O que é mais estimulante é que as crianças eram mais felizes quando davam algo próprio", diz Aknin. "Desistir de seus recursos em benefício de outros fazia deles mais felizes", diz.
    A descoberta lança luzes em um quebra-cabeça: por que humanos ajudam outros, incluindo pessoas que acabam de conhecer? Parte da resposta, parece, é que o ato de dar faz se sentir bem. O fato de que crianças pequenas também gostem de dar sugere que a capacidade de encontrar alegria ao ajudar os outros está profundamente enraizada na natureza humana.

(Disponível em www.estodoo.com.br)
Sobre a palavra "pequenas", que aparece em destaque no texto, analise as afirmações.

I.     É um substantivo.
II.    Possui um equivalente masculino.
III,   Pode aparecer no singular.
IV.   Concorda com "crianças" em gênero e número.

É correto o que se afirma em:
Sistema de Informação é um conjunto de recursos humanos e materiais dentro de uma entidade, sendo responsável pela coleta e pelo processamento de dados, para produzir informações que sejam úteis a todos os segmentos dessa entidade. Uma informação, para ser considerada como tal, deve atender a alguns atributos:

• Acessibilidade
• Abrangência
• Precisão
• Propriedade
• Oportunidade
• Clareza
• Flexibilidade
• Verificabilidade
• Não preconcepção
• Quantificabilidade

Assinale a única alternativa correta.
Sobre redes, internet e intranets, são feitas as seguintes afirmações.

I. Uma intranet é uma rede privada que se conecta à internet, mas sem fazer uso dos protocolos TCP/IP.
II. Impressoras podem ser compartilhadas apenas em redes locais, porém não nas intranets.
III. O serviço de correio eletrônico só é possível em redes e intranets conectadas à internet.

Está correto o que se afirma em:
Texto associado.
Para responder à questão, leia o texto abaixo.

Para crianças, dar é melhor do que receber Pequenos ficam mais felizes quando oferecem algo próprio a outros

21 de junho de 2012 | 15h 24

    Estudo avaliou reações de crianças ao partilhar guloseimas. Além de ser um gesto nobre, dar - em vez de receber - pode também tornar as pessoas mais felizes. E isso vale até mesmo para as crianças pequenas, sugere um novo estudo conduzido por psicólogos da Universidade da Columbia Britânica.
    O estudo, publicado no periódico PLoS One, revela que crianças com menos de dois anos são mais felizes quando oferecem algo do que quando recebem.
    A descoberta reforça pesquisas recentes que mostram que adultos se sentem melhor quando ajudam os demais e pode explicar por que pessoas às vezes tomam atitudes em prol dos outros, mesmo quando isso envolve custos pessoais.
    "As pessoas tendem a assumir que as crianças pequenas são naturalmente egoístas", diz Lara Aknin, coautora do estudo. "A descoberta mostra que as crianças são na realidade mais felizes dando do que recebendo".
    Durante o estudo, cada criança recebeu agrados, como biscoitos. Poucos minutos depois, a criança foi convidada a oferecer um deles a um fantoche. Depois, os cientistas ofereceram outro biscoito e pediram à criança que o oferecesse ao fantoche. As reações foram gravadas e incluídas num ranking de felicidade.
    Quando os pequenos partilhavam o biscoito com o fantoche, eles mostravam mais felicidade do que quando davam o biscoito oferecido pelo pesquisador. Segundo os autores, o contraste mostra o papel do sacrifício pessoal - em vez de ser algo aversivo, sugere que as crianças acham o comportamento recompensador.
    "O que é mais estimulante é que as crianças eram mais felizes quando davam algo próprio", diz Aknin. "Desistir de seus recursos em benefício de outros fazia deles mais felizes", diz.
    A descoberta lança luzes em um quebra-cabeça: por que humanos ajudam outros, incluindo pessoas que acabam de conhecer? Parte da resposta, parece, é que o ato de dar faz se sentir bem. O fato de que crianças pequenas também gostem de dar sugere que a capacidade de encontrar alegria ao ajudar os outros está profundamente enraizada na natureza humana.

(Disponível em www.estodoo.com.br)
Leia o trecho seguinte, extraído do texto:

Além de ser um gesto nobre, dor - em vez de receber - pode também tomar as pessoas mais felizes.

Sobre ele, assinale a afirmação incorreta.
No MS PowerPoint 2010 BR, em sua instalação padrão, o atalho de teclado utilizado para abrir o diálogo Localizar é:
Quantos triângulos distintos podem ser formados unindo- se 3 pontos entre 9 pontos marcados em uma circunferência?
Na procura da produtividade, destacam-se dois princípios básicos da Organização Científica do Trabalho:

• É sempre possível encontrar uma melhor maneira de fazer qualquer trabalho.
• Depois de realizado o trabalho pelo novo processo, o cansaço do trabalhador não deve ser maior do que era pelo processo antigo.

Diante do exposto, o aumento da produtividade, necessariamente, implica em:
Existem diversos dispositivos de hardware capazes de armazenar dados, por meio das mais diversas tecnologias, sem os quais os computadores não teriam a utilidade que possuem. Sobre esse tema, assinale abaixo a alternativa correta.
O Prof. Idalberto Chiavenato (Administração: Teoria, Processo e Prática - MacGraw-Hill. 1985. p.3) informa que "a tarefa da Administração é interpretar os objetivos propostos pela empresa e transformá-los em ação empresarial através de planejamento, organização, direção e controle de todos os esforços realizados em todas as áreas e em todos os níveis da empresa, a fim de atingir tais objetivos".

Nessa informação, ficam claras as funções administrativas que um administrador deve exercer. Das alternativas a seguir, qual melhor define a função administrativa "controlar"?
A relação entre dois números é de 6 para 1. Se a soma dos dois números é igual a 56, qual é o maior?