Questões de EBSERH Grátis - Exercícios com Gabarito

Resolva Questões de EBSERH com Gabarito. Exercícios com Atividades Grátis Resolvidas e Comentadas. Teste seus conhecimentos com Perguntas e Respostas sobre o Assunto.

1Questão 46786. Português, Cirurgião Dentista, EBSERH, AOCP, Ensino Superior, 2015

Texto associado.
A lista de desejos                                                                                                     
Rosely Sayao

      Acabou a graça de dar presentes em situações de comemoração e celebração, não é? Hoje, temos listas para quase todas as ocasiões: casamento, chá de cozinha e seus similares – e há similares espantosos, como chá de lingerie –, nascimento de filho e chá de bebê, e agora até para aniversário.
     Presente para os filhos? Tudo eles já pediram e apenas mudam, de vez em quando ou frequentemente, a ordem das suas prioridades. Quem tem filho tem sempre à sua disposição uma lista de pedidos de presentes feita por ele, que pode crescer diariamente, e que tanto pode ser informal quanto formal.
     A filha de uma amiga, por exemplo, tem uma lista na bolsa escrita à mão pelo filho, que tem a liberdade de sacá-la a qualquer momento para fazer as mudanças que ele julgar necessárias. Ah! E ela funciona tanto como lista de pedidos como também de “checklist" porque, dessa maneira, o garoto controla o que já recebeu e o que ainda está por vir. Sim: essas listas são quase uma garantia de conseguir ter o pedido atendido.
     Ninguém mais precisa ter trabalho ao comprar um presente para um conhecido, para um colega de trabalho, para alguma criança e até amigo. Sabe aquele esforço de pensar na pessoa que vai receber o presente e de imaginar o que ela gostaria de ganhar, o que tem relação com ela e seu modo de ser e de viver? Pois é: agora, basta um telefonema ou uma passada rápida nas lojas físicas ou virtuais em que as listas estão, ou até mesmo pedir para uma outra pessoa realizar tal tarefa, e pronto! Problema resolvido!
    Não é preciso mais o investimento pessoal do pensar em algo, de procurar até encontrar, de bater perna e cabeça até sentir-se satisfeito com a escolha feita que, além de tudo, precisaria estar dentro do orçamento disponível para tal. Hoje, o presente custa só o gasto financeiro e nem precisa estar dentro do orçamento porque, para não transgredir a lista, às vezes é preciso parcelar o presente em diversas prestações...
       E, assim que os convites chegam, acompanhados sem discrição alguma das listas, é uma correria dos convidados para efetuar sem demora sua compra. É que os presentes menos custosos são os primeiros a serem ticados nas listas, e quem demora para cumprir seu compromisso acaba gastando um pouco mais do que gostaria.
      Se, por um lado, dar presentes deixou de dar trabalho, por outro deixou também totalmente excluído do ato de presentear o relacionamento entre as pessoas envolvidas. Ganho para o mercado de consumo, perda para as relações humanas afetivas.
    Os presentes se tornaram impessoais, objetos de utilidade ou de luxo desejados. Acabou-se o que era doce no que já foi, num passado recente, uma demonstração pessoal de carinho.
     Sabe, caro leitor, aquela expressão de surpresa gostosa, ou de um pequeno susto que insiste em se expressar, apesar da vontade de querer que ele passe despercebido, quando recebíamos um mimo? Ou aquela frase transparente de criança, que nunca deixa por menos: “Eu não quero isso!"? Tudo isso acabou. Hoje, tudo o que ocorre é uma operação mental dupla. Quem recebe apenas tica algum item da lista elaborada, e quem presenteia dá-se por satisfeito por ter cumprido seu compromisso.
    Que tempos mais chatos. Resta, a quem tiver coragem, a possibilidade de transgredir essas tais listas. Assim, é possível tornar a vida mais saborosa.

Disponível em http://www1.folha.uol.com.br/colunas/roselysayao/2014/07/1489356-a-lista-de-desejos.shtml
Em “... para não transgredir a lista, às vezes é preciso parcelar o presente em diversas prestações...”, a oração destacada indica

2Questão 6613. Direito Administrativo, Assistente Administrativo, EBSERH, IADES, Ensino Médio, 2013

No âmbito dos órgãos da Administração Pública que compõem o Sistema Integrado de Serviços Gerais – SISG, a aquisição de bens de pequeno valor deve ser realizada, preferencialmente, por meio do Sistema de Cotação Eletrônica de Preços. Consideram-se bens de pequeno valor aqueles que se enquadram na hipótese de dispensa de licitação, prevista no inciso II do art. 24 da Lei no 8.666, de 21 de junho de 1993. Sobre o referido sistema, assinale a alternativa incorreta.

3Questão 120069. Redes de Computadores , Analista de Tecnologia da Informação Telecomunicações, EBSERH, IADES, 2012

Uma bridge, ao receber um frame ethernet e um pacote IP

4Questão 46729. Odontologia, Odontologia Pré Clínica, Cirurgião Dentista, EBSERH, IBFC, Ensino Superior, 2017

Nos procedimentos de exodontias, o Cirurgião-Dentista utiliza alguns instrumentais básicos para a realização das mesmas. Assinale a alternativa que cita os fórceps, indicados para a realização de exodontia dos elementos dentários 35, 27 e 11. 

5Questão 249330. Português, Técnico de Necrópsia, EBSERH, IBFC, 2013

Texto associado.

Médicos estrangeiros

João Medeiros Filho*

Mais uma vez em pauta a discussão em torno da importação de

médicos estrangeiros ou formados no exterior. Não poderíamos

nos abster de reiterar nosso posicionamento sobre matéria tão

relevante. Hoje somos mais de 380 mil médicos no País, o que

nos coloca na 5ª colocação no mundo, em números absolutos.

Temos 197 escolas,perdendo apenas para a Índia(1,2 bilhão de

hab.), superando a China( 1,3 bilhão de hab.) e os Estados Unidos

que detêm, respectivamente, 150 e 134 faculdades.

Nossa pequenina Paraíba, com uma população de cerca de 3,8

milhões de almas, conta com 6 escolas médicas e, pelo menos,

mais 2 em fase de implantação – um recorde, com certeza.

Formam–se por ano, aproximadamente, 16500 esculápios no Brasil

e 500 a 600,em nosso meio.Como se não bastasse, a Presidente

Dilma Rousseff anunciou recentemente a intenção de criar mais

4500 vagas anuais para medicina.

Será que precisamos trazer profissionais do exterior?E como seria

a revalidação de diploma desses profissionais, via decreto?Faltam

médicos em nosso meio? .

Não existe ainda um consenso em relação ao número ideal de

médicos/ habitante. Pesquisa realizada pelo CFM/CREMESP

evidenciou que no Brasil tal coeficiente é de 1,95/1000, o que nos

remete ao patamar de diversos países de 1º. mundo, a exemplo do

Canadá e dos Estados Unidos.Temos, sim, má distribuição dos

profissionais, que se concentram nas grandes cidades e capitais,

por falta de políticas públicas que priorizem a interiorização do médico.

Em João Pessoa, onde pontificam mais de 3000 esculápios, a

relação é de 4/1000, o dobro da média nacional; no entanto, mais

de 15% das equipes da ESF não dispõem de médicos, devido a

diversos fatores, entre os quais,a falta de condições adequadas

de trabalho e de segurança, a fragilidade do vínculo trabalhista e

a baixa remuneração. Não é importando médicos que vamos

corrigir tal distorção.

Não cultivamos a xenofobia, mas defendemos a revalidação dos

diplomas estrangeiros nos moldes do REVALIDA, que é aplicado

anualmente pelo MEC. Precisamos, sim, garantir a qualificação

profissional daqueles que pretendem atuar em nosso País, em

defesa da população menos favorecida, para que não incorramos

no erro de oferecer uma assistência médica pobre, de 2ª categoria,

para o pobre.

Considere as orações abaixo.
I. A maioria das pessoas que trabalham na empresa está satisfeita.
II. Devem haver outros meios para se resolver este problema.
A concordância está correta em

6Questão 201919. Português, Engenheiro Mecânico, EBSERH, IBFC, 2013

Assinale a alternativa que completa, correta e respectivamente, as lacunas.

I.O médico atende _____ cinco anos naquela clínica.
II.Devemos obedecer _____ regras do hospital.

7Questão 105474. Raciocínio Lógico , Matemática, Analista Administrativo Jornalismo, EBSERH, IADES, 2014

Os cinco primeiros termos de uma sequência são 3, 7, 11, 15, 19 . Qual é o seu 112° termo?

8Questão 262124. Português, Técnico em Saúde Bucal, EBSERH, IBFC, 2013

Assinale a alternativa em que o termo destacado está corretamente substituído pelo pronome.
Não cultivamos a xenofobia.

9Questão 103824. Raciocínio Lógico , Matemática, Analista Administrativo, EBSERH, IBFC, 2013

Dois candidatos A e B disputaram um cargo numa empresa. Os funcionários da empresa poderiam votar nos dois ou em apenas um deles ou em nenhum deles. O resultado foi o seguinte: 55% dos funcionários escolheram o candidato A, 75% escolheram o candidato B, 10% dos votos foram em branco. Pode–se afirmar então que o total de funcionários que escolheram somente um dentre os dois candidatos foi de:

10Questão 6217. Raciocínio Lógico, Técnico de enfermagem, EBSERH, IBFC, Ensino Médio, 2013

Numa pesquisa, sobre a preferência entre 2 produtos, foram, entrevistadas 320 pessoas e chegou-se ao seguinte resultado: 210 preferiram o produto A, 190 preferiram o produto B e 45 nenhum dos dois. Portanto o total de entrevistados que preferiram somente um dos produtos foi de: