Questões de Concursos Polícia Militar MG

Resolva Questões de Concursos Polícia Militar MG Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Q16958.   Farmácia - Nível Médio - Auxiliar de Farmácia - Polícia Militar MG - CRSP PMMG - 2015
  • Considerando os requisitos mínimos para o funcionamento dos Serviços de Terapia Antineoplásica (STA), com base na Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) nº 220, de 21/09/04, marque a alternativa CORRETA:
  • 2 - Q17045.   Direito Constitucional - Nível Superior - Oficial da Polícia Militar - Polícia Militar MG - CRSP PMMG - 2012
  • Nos termos da Constituição Federal, sobre os pagamentos devidos pelas Fazendas Públicas Federal, Estaduais, Distrital e Municipais, em virtude de sentença judiciária, é CORRETO afirmar que:
  • 3 - Q17039.   Música - Nível Médio - Soldado da Polícia Militar - Polícia Militar MG - CRSP PMMG - 2013
  • Sobre a composição da Série Harmônica, marque a alternativa que representa a sequência CORRETA dos primeiros harmônicos.
  • 4 - Q4924.   Informática - Nível Médio - Assistente Administrativo - Polícia Militar MG - FCC - 2012
  • Tiago prepara ofícios e relatórios com frequência utilizando o Microsoft Word e o BrOffice Writer. Nesses editores de texto, Tiago possui grande agilidade nas tarefas rotineiras de criação e edição de textos. Normalmente, ele copia blocos de texto de um documento e cola em outro utilizando, respectivamente, as combinações de teclas
  • 5 - Q7762.   Direito Penal - Nível Superior - Oficial da Polícia Militar - Polícia Militar MG - 2013
  • Marque a alternativa CORRETA. Para que se possa concluir pelo concurso de pessoas, será preciso verificar a presença dos seguintes requisitos:
  • 6 - Q16962.   Português - Interpretação de Textos - Nível Médio - Auxiliar de Farmácia - Polícia Militar MG - CRSP PMMG - 2015
  • A mulher do vizinho 
    Fernando Sabino

    Contaram-me que na rua onde mora (ou morava) um conhecido e antipático general de nosso Exército morava (ou mora) também um sueco cujos filhos passavam o dia jogando futebol com bola de meia. Ora, às vezes acontecia cair a bola no carro do general e um dia o general acabou perdendo a paciência, pediu ao delegado do bairro para dar um jeito nos filhos do sueco.

    O delegado resolveu passar uma chamada no homem, e intimou-o a comparecer à delegacia.

    O sueco era tímido, meio descuidado no vestir e pelo aspecto não parecia ser um importante industrial, dono de grande fabrica de papel (ou coisa parecida), que realmente ele era. Obedecendo a ordem recebida, compareceu em companhia da mulher à delegacia e ouviu calado tudo o que o delegado tinha a dizer-lhe. O delegado tinha a dizer-lhe o seguinte:

    - O senhor pensa que só porque o deixaram morar neste país pode logo ir fazendo o que quer? Nunca ouviu falar numa coisa chamada AUTORIDADES CONSTITUÍDAS? Não sabe que tem de conhecer as leis do país? Não sabe que existe uma coisa chamada EXÉRCITO BRASILEIRO que o senhor tem de respeitar? Que negócio é este? Então é ir chegando assim sem mais nem menos e fazendo o que bem entende, como se isso aqui fosse casa da sogra? Eu ensino o senhor a cumprir a lei, ali no duro: dura lex! Seus filhos são uns moleques e outra vez que eu souber que andaram incomodando o general, vai tudo em cana. Morou? Sei como tratar gringos feito o senhor.

    Tudo isso com voz pausada, reclinado para trás, sob o olhar de aprovação do escrivão a um canto. O sueco pediu (com delicadeza) licença para se retirar. Foi então que a mulher do sueco interveio:

    -Era tudo que o senhor tinha a dizer a meu marido?

    O delegado apenas olhou-a espantado com o atrevimento.

    - Pois então fique sabendo que eu também sei tratar tipos como o senhor. Meu marido não e gringo nem meus filhos são moleques. Se por acaso incomodaram o general ele que viesse falar comigo, pois o senhor também está nos incomodando. E fique sabendo que sou brasileira, sou prima de um major do Exército, sobrinha de um coronel, E FILHA DE UM GENERAL! Morou?

    Estarrecido, o delegado só teve forças para engolir em seco e balbuciar humildemente:

    - Da ativa, minha senhora?
    E ante a confirmação, voltou-se para o escrivão, erguendo os braços desalentado:
    - Da ativa, Motinha! Sai dessa...

     
    Texto extraído do livro "Fernando Sabino - Obra Reunida - Vol.01", 
    Editora Nova Aguiar - Rio de Janeiro, 1996, pág. 872.
  • Conforme se vê no primeiro parágrafo do texto, o autor optou em iniciar a narrativa com um verbo na primeira pessoa do plural e depois pela colocação de verbos entre parênteses. Sobre o uso desse tipo de estrutura, é CORRETO afirmar que:
  • 7 - Q17071.   Direito Penal Militar - Nível Superior - Oficial da Polícia Militar - Polícia Militar MG - CRSP PMMG - 2012
  • Um grupo de militares federais, todos da ativa, desarmados, resolveram paralisar os serviços administrativos de uma determinada Unidade, praticando desobediência contra ordem de superiores. O mentor dessa empreitada criminosa, conforme ficou comprovado nos autos da investigação policial militar, foi um Cabo. Do grupo, ainda faziam parte 01 (um) Tenente, 06 (seis) Subtenentes e 05 (cinco) Sargentos. Considerando a dosimetria da pena que os juízes de direito militares devem observar em relação à participação de cada militar na conduta infracional, certo é que:
  • 8 - Q16951.   Farmácia - Nível Médio - Auxiliar de Farmácia - Polícia Militar MG - CRSP PMMG - 2015
  • A Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) nº 67, de 08/10/07, foi publicada para regulamentar as Boas Práticas de Manipulação de Preparações Magistrais e Oficinais para Uso Humano em farmácias. Considerando o conteúdo dessa Resolução e a importância da manipulação nos serviços de saúde, marque a alternativa CORRETA:
  • 10 - Q16973.   Matemática - Nível Médio - Auxiliar de Farmácia - Polícia Militar MG - CRSP PMMG - 2015
  • Uma empresa, dividida em 200 cotas de participação, possui cinco sócios, A, B, C, D e E, com a seguinte distribuição nas cotas: A com 30, B com 48 e C com 42, sendo que os sócios D e E possuem a mesma quantidade de cotas. Para que todos tenham a mesma participação nas cotas da empresa, a variação percentual na quantidade de cotas de cada um deles será de: