Questões de Concursos SEE SP

Resolva Questões de Concursos SEE SP Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Q5963.   Português - Nível Superior - Professor de Educação Básica - SEE SP - VUNESP - 2012
  • texto prova Professor de Educação Básica - SEE SP - Português

    Leia o texto para responder às questões de números 4 e 5.

    O desafio é combater a discriminação que a escola opera
    atualmente, não só quando cria o fracasso explícito daqueles
    que não consegue alfabetizar, como também quando impede
    aos outros – os que aparentemente não fracassam – chegar
    a ser leitores e produtores de textos competentes e autônomos.
    O desafio que devemos enfrentar, nós que estamos
    comprometidos com a instituição escolar, é combater a discriminação
    desde o interior da escola; é unir nossos esforços
    para alfabetizar todos os alunos, para assegurar que todos
    tenham oportunidades de se apropriar da leitura e da escrita
    como ferramentas essenciais de progresso cognoscitivo e de
    crescimento pessoal.

    (Delia Lerner, Ler e escrever na escola: o real, o possível e o
    necessário, 2002, p.29)
  • O texto deixa claro que a produção de texto em sala de aula deve ser para o aluno uma atividade
  • 2 - Q10086.   Pedagogia - Nível Superior - Supervisor Escolar - SEE SP - CETRO - 2008
  • De acordo com o disposto no Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Estado de São Paulo - Lei nº 10.261/68, com suas alterações, pode-se corretamente afirmar que
  • 3 - Q10032.   Pedagogia - Nível Superior - Supervisor Escolar - SEE SP - CETRO - 2008
  • Souza, Paulo Renato (2005), escrevendo sobre a importância das Parcerias Público-Privadas na Educação, das quais cita como exemplar o Comunidade Solidária, aponta que o trabalho realizado nesse setor gerou a produção de novas tecnologias de gestão social, como ferramenta que potencializa o desempenho de programas e projetos sociais. Afirma que o único critério legítimo para definir as formas de relacionamento entre governo e sociedade é
  • 4 - Q10077.   Pedagogia - Nível Superior - Supervisor Escolar - SEE SP - CETRO - 2008
  • No balanço que faz da Educação Escolar Brasileira do século XX, Mello (2004) afirma que o legado do uso didático-pedagógico das tecnologias da informação e da comunicação (TICs) é mais de esperança do que de realizações. Sua crítica aponta para o fato de que
  • 5 - Q10061.   Pedagogia - Nível Superior - Supervisor Escolar - SEE SP - CETRO - 2008
  • A respeito da prática de ensino e do desenvolvimento do currículo, à luz dos estudos de Sacristán e Pérez Gómez (2000), pode-se afirmar que são processos

    I. de natureza social que permitem ser dirigidos por idéias e intenções, mas que não podem ser previstos totalmente antes de serem realizados.
    II. que planejados coletivamente, garantem o total controle das variáveis intervenientes.
    III. desencadeados por necessidade e não determinam nunca totalmente a prática educativa.
    IV. de caráter indeterminado que obrigam a esclarecer as idéias e pretensões que fundamentam as metas, para manter a coerência das práticas que se realizam para alcançá-las.
    V. guiados por princípios de diferentes tipos que, devidamente explicitados, poderão guiar a prática com segurança científico-técnica.

    Está correto, de acordo com os autores, o explicitado em
  • 6 - Q10045.   Pedagogia - Nível Superior - Supervisor Escolar - SEE SP - CETRO - 2008
  • Zabala (2002) afirma que "A resposta à função social que deve exercer o sistema educativo é o único meio para poder entender a pertinência e a relevância dos conteúdos disciplinares que devem ser objeto de aprendizagem e, como resultado dessa função, definir a melhor maneira de apresentar os conteúdos." Ainda, segundo o autor, a definição da função social do ensino se reveste de complexidade, pois
  • 7 - Q10068.   Pedagogia - Nível Superior - Supervisor Escolar - SEE SP - CETRO - 2008
  • No processo de formação dos professores, há múltiplas facetas e prioridades e, de acordo com Sacristán (2000), algumas dessas prioridades são consideradas indispensáveis. Estas serão atendidas quando o processo de formação continuada dos professores estiver voltado para

    I. dotá-los de um saber nos níveis e nas áreas do currículo que vão desenvolver, oferecendo alternativas práticas diversas.
    II. ajudá-los a estabelecer uma fundamentação desses saberes práticos para justificar e analisar sua prática, em função da coerência das tarefas que realiza com um determinado modelo educativo e com o conhecimento aceito como válido num dado momento.
    III. ajudá-los a desenvolver a capacidade de analisar e questionar as condições que delimitam as práticas institucionalmente estabelecidas, analisando seus pressupostos e promovendo alternativas mais de acordo com modelos educativos adequados às necessidades dos alunos.
    IV. promovê-los funcionalmente, levando-os à especialização em área curricular demandada pelo sistema de ensino.

    Está de acordo com o autor o contido em
  • 8 - Q10095.   Pedagogia - Nível Superior - Supervisor Escolar - SEE SP - CETRO - 2008
  • Segundo o Parecer CNE/CEB nº 22/98, que dispõe sobre as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil
  • 9 - Q10064.   Pedagogia - Nível Superior - Supervisor Escolar - SEE SP - CETRO - 2008
  • Ao citar as descrições de Hopkins sobre escolas fracassadas/ineficazes; abaixo do padrão; boas/eficazes; e a prescrição desse autor, no sentido de que iniciativas de aprimoramento escolar envolvam estratégias diferenciadas, adequadas às características da escola, Hargreaves (2004) afirma que

    I. essa análise reconhece que as escolas são diferentes em seus níveis de eficácia.
    II. diante dessa análise, a opção viável é criar comunidades de aprendizagem profissional entre professores, cujas habilidades e autoconfiança são subdesenvolvidas, para promover o desenvolvimento do grupo, levando-os a patamares superiores de profissionalismo.
    III. o problema de se estabelecer diferenças das escolas depende de como se define o fracasso e o sucesso. Se o fracasso for definido em termos brutos de aquisição, sem concessões às diferenças entre riqueza e pobreza, as escolas dos mais pobres irão aparecer permanentemente na parte inferior.
    IV. a combinação de uma definição de fracasso restrito às comunidades pobres e desfavorecidas, com um modelo evolutivo de melhoria escolar que reduz diferenças complexas entre escolas a um contínuo único de avanço ou atraso, transforma as questões politicamente controversas, relacionadas à pobreza e ao financiamento desigual, em tecnologias enganadoramente neutras de aprimoramento.

    Está correto o contido em
  • 10 - Q10060.   Pedagogia - Nível Superior - Supervisor Escolar - SEE SP - CETRO - 2008
  • Fonseca (2001), ao refletir sobre o Projeto Pedagógico das escolas, seu significado e sentido, com vistas ao sucesso escolar, defende, entre outras idéias, que