← Início

Questões de Vestibular - História da América - Exercícios com Gabarito

Questões de Vestibular - História da América - com Gabarito. Exercícios com Perguntas e Respostas, Resolvidas e Comentadas. Acesse Grátis!


(PUC-RJ) Ao longo de todo o século XIX, a tensão entre forças descentralizadoras e centralizadoras caracterizou as relações políticas em boa parte das regiões latino-americanas recém-libertadas do jugo colonial. Sobre essas relações, é correto afirmar que:
(Unifor-CE) Depois da queda do Estado oligárquico, a maioria dos países latino-americanos importantes conheceu governos populistas. Em alguns deles, tal fato representou a experiência política mais importante nos meados do século XX. O populismo latino-americano
(UFRRJ) “A estruturação dos Estados Nacionais ocorreu de forma acidentada em quase toda a América Latina (...) A evolução geral vinha se fazendo no sentido da autonomização regional, decorrência do debilitamento dos antigos pólos de crescimento. Na ausência de vínculos econômicos mais significativos o localismo político tendia a prevalecer.”

FURTADO, C. Formação Econômica da América Latina.

A existência dessa realidade latino-americana do período pós-independência mostrada acima por Celso Furtado teve como responsáveis, dentre outros fatores:
(PUC-RJ) Ao longo de todo o século XIX, a tensão entre forças descentralizadoras e centralizadoras caracterizou as relações políticas em boa parte das regiões latino-americanas recém libertadas do jugo colonial. Sobre essas relações, é CORRETO afirmar que:
(FGV-SP) A Ku Klux Klan representa, entre as organizações de segregação racial, uma das mais conhecidas. Surgida e proibida na segunda metade do século XIX, ainda hoje tem adeptos que a fazem ressurgir em atos isolados e, muitas vezes, apenas simbólicos. Sobre a KKK é correto afirmar que:
(UFR-RJ) “A organização de trabalho (...), sofreu terrível impacto sob a dominação (...) (...) Uma série de procedimentos compulsórios de contigenciamento de mão-de-obra, tanto novos (...) quanto redefinidos (...) foram desastrosos para os índios (...).”

RIBEIRO, Darcy. As américas e a civilização. Rio de Janeiro: Vozes, 1997. p. 158-159.

Com relação à questão do trabalho indígena, no processo de colonização da Hispano – América, podemos afirmar que:
(UFRJ) A partir da década de 30, a chamada “política de boa vizinhança” inaugurada pelos Estados Unidos significou, para a América Latina, a imposição de padrões culturais norteamericanos. Assinale a opção que se refere, incorretamente, a este processo.
(UFMS) Sabe-se que a Guerra de Secessão constitui um dos mais importantes momentos na formação dos Estados Unidos da América. As proposições abaixo referem-se a esse tema.

I. As diferenças econômicas, sociais e políticas entre Norte e Sul agudizaram-se na primeira metade do século XIX e levaram à guerra.
II. Os empresários industriais do Norte exigiam uma política de tarifas altas para proteção de suas indústrias, mas não contavam com o apoio do Sul.
III. A cultura do algodão desenvolveu-se no Sul dos Estados Unidos baseada no trabalho escravo, que era contestado pelos empresários do Norte.

Assinale a alternativa correta:
(PUC-RS) Durante os anos 80, a América Latina sofre os efeitos da grave crise econômica, na conjuntura conhecida como “a década perdida”. Nessa conjuntura, as políticas econômica e social, geralmente praticadas pelos maiores países da região, caracterizam-se
(PUC-RJ) “Diziam que haviam visto chegar em sua terra certas pessoas muito diferentes de nosso costume e vestiário, que pareciam viracochas, que é o nome pelo qual antigamente denominamos o Criador de todas as coisas...; primeiro porque se diferenciavam muito de nosso traje e semblante...; andavam em uns animais muito grandes, os quais tinham os pés de prata...; porque os viram falar sozinhos em uns panos brancos como uma pessoa falava com outra...; uns eram de barbas negras e outros de barbas vermelhas e os viam comer em prata; e também porque tinham yllapas, nomes que nós temos para os trovões e isto diziam por causa dos arcabuzes, porque pensavam que eram trovões do céu...”

Descrição dos conquistadores atribuída a Titu Cusi Yupanqui, filho de Manco II que ocupou o trono inca em Vilacamba, de 1557 a 1570, ditada ao agostiniano Frei Marcos Garcia.

O relato apresenta algumas idéias que, num primeiro momento, os incas construíram a respeito dos conquistadores espanhóis. Sobre elas estão corretas as seguintes afirmativas, com exceção de: perioridade militar e técnica ignorada até então pelos incas.