Simulado: Enfermeiro - Enfermagem - Enfermagem Clínica - DPF

20 questões Enfermagem, Enfermagem Clínica, Enfermeiro, Polícia Federal, CESPE, Ensino Superior

Responda as 20 questões do simulado abaixo (Enfermeiro - Enfermagem - Enfermagem Clínica - DPF). Ao terminar a prova, clique em corrigir para ver o gabarito.

2 resolveram
30% acertos
Difícil
0 gabaritaram
0 ótimo
0 bom
2 regular
0 péssimo
Dados estatísticos de usuários que resolveram este simulado.

1Questão 358760. Enfermagem, Enfermagem Clínica, Enfermeiro, Polícia Federal, CESPE, Ensino Superior, 2004

Um homem com 43 anos de idade, casado, encontra-se internado em clínica médica para tratamento de pancreatite aguda. Deu entrada há 15 dias no pronto-socorro, referindo dor epigástrica intensa, associada a vômitos, distensão abdominal, parada de eliminação de flatos, constipação e dificuldades para urinar. É etilista declarado e refere preferência por gorduras, mantendo dieta hipergraxa. Na admissão, foi instalada sonda nasogástrica, cateter de oxigênio nasal e sonda vesical. Evoluiu com melhora do quadro, persistindo ainda dor epigástrica e alguns episódios de vômitos. Sinais vitais: 36,4 ºC, 76 batimentos por minuto, 26 movimentos respiratórios por minuto, 130 mmHg × 70 mmHg, peso atual de 63,8 kg e altura de 1,70 m. Ecografia de abdome superior revelou pâncreas hipoecogênico, aumentado de volume, com limites e contornos irregulares, apresentando coleção de líquido peripancreático.

Considerando esse quadro clínico, julgue os itens que se seguem.

Entre as complicações potenciais na situação apresentada, citam-se os distúrbios hidreletrolíticos, cabendo ao profissional de enfermagem avaliar o estado hidreletrolítico do paciente a partir do turgor cutâneo, as mucosas, o débito urinário, os sinais vitais e os parâmetros hemodinâmicos, por exemplo.

2Questão 358875. Enfermagem, Enfermagem Clínica, Enfermeiro, Polícia Federal, CESPE, Ensino Superior, 2004

A hipertensão arterial acomete entre 11% e 20% da população adulta jovem (com mais de 20 anos de idade). Quando diagnosticada precocemente, há grande chance de se evitar complicações. Em face desse assunto e tomando por base o Manual de Hipertensão Arterial e Diabetes Melito do Ministério da Saúde (2002), julgue os itens seguintes.

Na realização do método auscultatório para aferição da pressão arterial, é recomendado o posicionamento suave da campânula do estetoscópio sobre a artéria braquial, na fossa antecubital, evitando compressão excessiva.

3Questão 359072. Enfermagem, Enfermagem Clínica, Enfermeiro, Polícia Federal, CESPE, Ensino Superior, 2004

Uma adolescente de 15 anos de idade deu entrada no serviço de pronto atendimento de um hospital, com um ataque agudo de asma. Relatou ter apresentado piora respiratória pela manhã, quando se aprontava para ir à escola. Apresentava-se dispnéica, agitada e ansiosa devido à internação. A ausculta pulmonar revelou sibilos bilaterais. Referiu que, nos últimos dois anos, tem tido uma rotina diária muito atribulada, pois tem estudado e trabalhado como vendedora, para melhorar a renda familiar. Referiu alimentar-se irregularmente por estar realizando muitas atividades e não ter tempo para ir até em casa almoçar. Estava apresentando dificuldades para dormir, perdendo o sono durante a madrugada. Queixou-se de cefaléias freqüentes, com intensidade moderada. Tem tido ataques asmáticos recorrentes e não vem utilizando os medicamentos indicados pelo médico há um ano. Apresentava cianose labial e tosse improdutiva. Na avaliação dos sinais vitais, a temperatura foi de 36,8 ºC, pulso de 110 batimentos por minuto, pressão arterial de 122 mmHg × 66 mmHg e freqüência respiratória de 34 movimentos por minuto. Peso de 60 kg, altura de 1,77 m.

Diante do quadro clínico acima apresentado e acerca do processo de enfermagem, julgue os itens subseqüentes.

Não existem dados suficientes que confirmem a existência do diagnóstico de enfermagem da NANDA de enfrentamento ineficaz, sendo necessária a retomada da coleta de dados para a complementação das informações.

4Questão 359340. Enfermagem, Enfermagem Clínica, Enfermeiro, Polícia Federal, CESPE, Ensino Superior, 2004

A hipertensão arterial acomete entre 11% e 20% da população adulta jovem (com mais de 20 anos de idade). Quando diagnosticada precocemente, há grande chance de se evitar complicações. Em face desse assunto e tomando por base o Manual de Hipertensão Arterial e Diabetes Melito do Ministério da Saúde (2002), julgue os itens seguintes.

Durante o procedimento para medida indireta da pressão arterial no membro superior, deve-se colocar o manguito adequado, firmemente, entre dois e três centímetros acima da fossa antecubital, centralizando as tubulações que saem da bolsa de borracha sobre a face anterior do antebraço.

5Questão 359595. Enfermagem, Enfermagem Clínica, Enfermeiro, Polícia Federal, CESPE, Ensino Superior, 2004

A hipertensão arterial acomete entre 11% e 20% da população adulta jovem (com mais de 20 anos de idade). Quando diagnosticada precocemente, há grande chance de se evitar complicações. Em face desse assunto e tomando por base o Manual de Hipertensão Arterial e Diabetes Melito do Ministério da Saúde (2002), julgue os itens seguintes.

A hipertensão arterial é definida quando a pressão arterial sistólica for maior ou igual a 130 mmHg e(ou) a pressão arterial diastólica for maior ou igual a 80 mmHg, em pelo menos duas aferições, feitas em momentos diversos, em indivíduos que não estejam fazendo uso de medicação anti-hipertensiva.

6Questão 359876. Enfermagem, Enfermagem Clínica, Enfermeiro, Polícia Federal, CESPE, Ensino Superior, 2004

Um homem com 43 anos de idade, casado, encontra-se internado em clínica médica para tratamento de pancreatite aguda. Deu entrada há 15 dias no pronto-socorro, referindo dor epigástrica intensa, associada a vômitos, distensão abdominal, parada de eliminação de flatos, constipação e dificuldades para urinar. É etilista declarado e refere preferência por gorduras, mantendo dieta hipergraxa. Na admissão, foi instalada sonda nasogástrica, cateter de oxigênio nasal e sonda vesical. Evoluiu com melhora do quadro, persistindo ainda dor epigástrica e alguns episódios de vômitos. Sinais vitais: 36,4 ºC, 76 batimentos por minuto, 26 movimentos respiratórios por minuto, 130 mmHg × 70 mmHg, peso atual de 63,8 kg e altura de 1,70 m. Ecografia de abdome superior revelou pâncreas hipoecogênico, aumentado de volume, com limites e contornos irregulares, apresentando coleção de líquido peripancreático.

Considerando esse quadro clínico, julgue os itens que se seguem.

As metas principais para o paciente na fase inicial de sua admissão devem incluir melhoria da função respiratória, melhoria no padrão gastrointestinal/nutricional e alívio da dor/desconforto.

7Questão 360082. Enfermagem, Enfermagem Clínica, Enfermeiro, Polícia Federal, CESPE, Ensino Superior, 2004

A hipertensão arterial acomete entre 11% e 20% da população adulta jovem (com mais de 20 anos de idade). Quando diagnosticada precocemente, há grande chance de se evitar complicações. Em face desse assunto e tomando por base o Manual de Hipertensão Arterial e Diabetes Melito do Ministério da Saúde (2002), julgue os itens seguintes.

Quando a hipertensão arterial sistêmica é diagnosticada em pacientes jovens (com menos de 30 anos de idade) ou surge subitamente em indivíduos idosos (com mais de 50 anos de idade), nos quais não há antecedentes familiares de hipertensão arterial, deve-se suspeitar de causas secundárias, especialmente renovasculares.

8Questão 361315. Enfermagem, Enfermagem Clínica, Enfermeiro, Polícia Federal, CESPE, Ensino Superior, 2004

A hipertensão arterial acomete entre 11% e 20% da população adulta jovem (com mais de 20 anos de idade). Quando diagnosticada precocemente, há grande chance de se evitar complicações. Em face desse assunto e tomando por base o Manual de Hipertensão Arterial e Diabetes Melito do Ministério da Saúde (2002), julgue os itens seguintes.

Excetuando-se condições especiais, a determinação da pressão arterial sistólica é feita no momento do aparecimento do primeiro som (fase I de Korotkoff), e da pressão arterial diastólica, no momento do desaparecimento dos sons (fase V de Korotkoff).

9Questão 363648. Enfermagem, Enfermagem Clínica, Enfermeiro, Polícia Federal, CESPE, Ensino Superior, 2004

Uma adolescente de 15 anos de idade deu entrada no serviço de pronto atendimento de um hospital, com um ataque agudo de asma. Relatou ter apresentado piora respiratória pela manhã, quando se aprontava para ir à escola. Apresentava-se dispnéica, agitada e ansiosa devido à internação. A ausculta pulmonar revelou sibilos bilaterais. Referiu que, nos últimos dois anos, tem tido uma rotina diária muito atribulada, pois tem estudado e trabalhado como vendedora, para melhorar a renda familiar. Referiu alimentar-se irregularmente por estar realizando muitas atividades e não ter tempo para ir até em casa almoçar. Estava apresentando dificuldades para dormir, perdendo o sono durante a madrugada. Queixou-se de cefaléias freqüentes, com intensidade moderada. Tem tido ataques asmáticos recorrentes e não vem utilizando os medicamentos indicados pelo médico há um ano. Apresentava cianose labial e tosse improdutiva. Na avaliação dos sinais vitais, a temperatura foi de 36,8 ºC, pulso de 110 batimentos por minuto, pressão arterial de 122 mmHg × 66 mmHg e freqüência respiratória de 34 movimentos por minuto. Peso de 60 kg, altura de 1,77 m.

Diante do quadro clínico acima apresentado e acerca do processo de enfermagem, julgue os itens subseqüentes.

A segunda etapa do processo de enfermagem tem sido identificada como a do diagnóstico e representa a formulação dos diagnósticos de enfermagem, a qual pode estar, preferencialmente, representada à luz de uma taxonomia.

10Questão 365148. Enfermagem, Enfermagem Clínica, Enfermeiro, Polícia Federal, CESPE, Ensino Superior, 2004

A hipertensão arterial acomete entre 11% e 20% da população adulta jovem (com mais de 20 anos de idade). Quando diagnosticada precocemente, há grande chance de se evitar complicações. Em face desse assunto e tomando por base o Manual de Hipertensão Arterial e Diabetes Melito do Ministério da Saúde (2002), julgue os itens seguintes.

Segundo as normas do Ministério da Saúde, é atribuição/competência do enfermeiro, como membro da equipe de saúde, solicitar, durante a consulta de enfermagem, os exames mínimos estabelecidos nos consensos e definidos como possíveis e necessários pelo médico da equipe.

11Questão 365204. Enfermagem, Enfermagem Clínica, Enfermeiro, Polícia Federal, CESPE, Ensino Superior, 2004

Uma adolescente de 15 anos de idade deu entrada no serviço de pronto atendimento de um hospital, com um ataque agudo de asma. Relatou ter apresentado piora respiratória pela manhã, quando se aprontava para ir à escola. Apresentava-se dispnéica, agitada e ansiosa devido à internação. A ausculta pulmonar revelou sibilos bilaterais. Referiu que, nos últimos dois anos, tem tido uma rotina diária muito atribulada, pois tem estudado e trabalhado como vendedora, para melhorar a renda familiar. Referiu alimentar-se irregularmente por estar realizando muitas atividades e não ter tempo para ir até em casa almoçar. Estava apresentando dificuldades para dormir, perdendo o sono durante a madrugada. Queixou-se de cefaléias freqüentes, com intensidade moderada. Tem tido ataques asmáticos recorrentes e não vem utilizando os medicamentos indicados pelo médico há um ano. Apresentava cianose labial e tosse improdutiva. Na avaliação dos sinais vitais, a temperatura foi de 36,8 ºC, pulso de 110 batimentos por minuto, pressão arterial de 122 mmHg × 66 mmHg e freqüência respiratória de 34 movimentos por minuto. Peso de 60 kg, altura de 1,77 m.

Diante do quadro clínico acima apresentado e acerca do processo de enfermagem, julgue os itens subseqüentes.

Conforme a classificação dos diagnósticos de enfermagem da NANDA (North American Nursing Diagnosis Association), desobstrução ineficaz das vias aéreas pode ser identificada como diagnóstico real, na situação apresentada, pois existem características definidoras suficientes que o evidenciam.

12Questão 365348. Enfermagem, Enfermagem Clínica, Enfermeiro, Polícia Federal, CESPE, Ensino Superior, 2004

Uma adolescente de 15 anos de idade deu entrada no serviço de pronto atendimento de um hospital, com um ataque agudo de asma. Relatou ter apresentado piora respiratória pela manhã, quando se aprontava para ir à escola. Apresentava-se dispnéica, agitada e ansiosa devido à internação. A ausculta pulmonar revelou sibilos bilaterais. Referiu que, nos últimos dois anos, tem tido uma rotina diária muito atribulada, pois tem estudado e trabalhado como vendedora, para melhorar a renda familiar. Referiu alimentar-se irregularmente por estar realizando muitas atividades e não ter tempo para ir até em casa almoçar. Estava apresentando dificuldades para dormir, perdendo o sono durante a madrugada. Queixou-se de cefaléias freqüentes, com intensidade moderada. Tem tido ataques asmáticos recorrentes e não vem utilizando os medicamentos indicados pelo médico há um ano. Apresentava cianose labial e tosse improdutiva. Na avaliação dos sinais vitais, a temperatura foi de 36,8 ºC, pulso de 110 batimentos por minuto, pressão arterial de 122 mmHg × 66 mmHg e freqüência respiratória de 34 movimentos por minuto. Peso de 60 kg, altura de 1,77 m.

Diante do quadro clínico acima apresentado e acerca do processo de enfermagem, julgue os itens subseqüentes.

Considerando o estilo de vida da paciente, os diagnósticos de enfermagem de nutrição alterada para mais que as necessidades corporais e dor podem ser formulados como diagnósticos de risco, obedecendo à classificação da NANDA, pois existem fatores que fundamentam esse julgamento clínico.

13Questão 365632. Enfermagem, Enfermagem Clínica, Enfermeiro, Polícia Federal, CESPE, Ensino Superior, 2004

A hipertensão arterial acomete entre 11% e 20% da população adulta jovem (com mais de 20 anos de idade). Quando diagnosticada precocemente, há grande chance de se evitar complicações. Em face desse assunto e tomando por base o Manual de Hipertensão Arterial e Diabetes Melito do Ministério da Saúde (2002), julgue os itens seguintes.

A pressão arterial elevada provoca lesões vasculares nos chamados órgãos-alvo, que são o coração, o cérebro e os rins.

14Questão 365658. Enfermagem, Enfermagem Clínica, Enfermeiro, Polícia Federal, CESPE, Ensino Superior, 2004

A hipertensão arterial acomete entre 11% e 20% da população adulta jovem (com mais de 20 anos de idade). Quando diagnosticada precocemente, há grande chance de se evitar complicações. Em face desse assunto e tomando por base o Manual de Hipertensão Arterial e Diabetes Melito do Ministério da Saúde (2002), julgue os itens seguintes.

Uma urgência hipertensiva é definida como aumento súbito da pressão arterial, acompanhado de sinais e sintomas indicativos de dano importante em órgãos-alvo e risco de morte. São exemplos dessa situação o infarto do miocárdio e a encefalopatia hipertensiva.

15Questão 366225. Enfermagem, Enfermagem Clínica, Enfermeiro, Polícia Federal, CESPE, Ensino Superior, 2004

Um homem com 43 anos de idade, casado, encontra-se internado em clínica médica para tratamento de pancreatite aguda. Deu entrada há 15 dias no pronto-socorro, referindo dor epigástrica intensa, associada a vômitos, distensão abdominal, parada de eliminação de flatos, constipação e dificuldades para urinar. É etilista declarado e refere preferência por gorduras, mantendo dieta hipergraxa. Na admissão, foi instalada sonda nasogástrica, cateter de oxigênio nasal e sonda vesical. Evoluiu com melhora do quadro, persistindo ainda dor epigástrica e alguns episódios de vômitos. Sinais vitais: 36,4 ºC, 76 batimentos por minuto, 26 movimentos respiratórios por minuto, 130 mmHg × 70 mmHg, peso atual de 63,8 kg e altura de 1,70 m. Ecografia de abdome superior revelou pâncreas hipoecogênico, aumentado de volume, com limites e contornos irregulares, apresentando coleção de líquido peripancreático.

Considerando esse quadro clínico, julgue os itens que se seguem.

A pancreatite aguda é uma emergência clínica associada a um alto risco de complicações, representando um distúrbio grave do pâncreas que pode manifestar-se como um quadro autolimitado até uma doença de evolução rápida e fatal.

16Questão 366356. Enfermagem, Enfermagem Clínica, Enfermeiro, Polícia Federal, CESPE, Ensino Superior, 2004

Um homem com 43 anos de idade, casado, encontra-se internado em clínica médica para tratamento de pancreatite aguda. Deu entrada há 15 dias no pronto-socorro, referindo dor epigástrica intensa, associada a vômitos, distensão abdominal, parada de eliminação de flatos, constipação e dificuldades para urinar. É etilista declarado e refere preferência por gorduras, mantendo dieta hipergraxa. Na admissão, foi instalada sonda nasogástrica, cateter de oxigênio nasal e sonda vesical. Evoluiu com melhora do quadro, persistindo ainda dor epigástrica e alguns episódios de vômitos. Sinais vitais: 36,4 ºC, 76 batimentos por minuto, 26 movimentos respiratórios por minuto, 130 mmHg × 70 mmHg, peso atual de 63,8 kg e altura de 1,70 m. Ecografia de abdome superior revelou pâncreas hipoecogênico, aumentado de volume, com limites e contornos irregulares, apresentando coleção de líquido peripancreático.

Considerando esse quadro clínico, julgue os itens que se seguem.

A dor epigástrica apresentada pelo paciente está relacionada a inflamação/edema decorrentes do processo de distensão do pâncreas. Esse sintoma está presente na maioria dos pacientes com pancreatite, o que faz necessário o uso de analgésicos potentes, como a meperidina (demerol).

17Questão 366583. Enfermagem, Enfermagem Clínica, Enfermeiro, Polícia Federal, CESPE, Ensino Superior, 2004

Um homem com 43 anos de idade, casado, encontra-se internado em clínica médica para tratamento de pancreatite aguda. Deu entrada há 15 dias no pronto-socorro, referindo dor epigástrica intensa, associada a vômitos, distensão abdominal, parada de eliminação de flatos, constipação e dificuldades para urinar. É etilista declarado e refere preferência por gorduras, mantendo dieta hipergraxa. Na admissão, foi instalada sonda nasogástrica, cateter de oxigênio nasal e sonda vesical. Evoluiu com melhora do quadro, persistindo ainda dor epigástrica e alguns episódios de vômitos. Sinais vitais: 36,4 ºC, 76 batimentos por minuto, 26 movimentos respiratórios por minuto, 130 mmHg × 70 mmHg, peso atual de 63,8 kg e altura de 1,70 m. Ecografia de abdome superior revelou pâncreas hipoecogênico, aumentado de volume, com limites e contornos irregulares, apresentando coleção de líquido peripancreático.

Considerando esse quadro clínico, julgue os itens que se seguem.

O paciente pode ser classificado como desnutrido, considerando o índice de massa corporal, devendo receber especial atenção quanto à orientação dietética e reposição protéico-calórica.

18Questão 366840. Enfermagem, Enfermagem Clínica, Enfermeiro, Polícia Federal, CESPE, Ensino Superior, 2004

Um homem com 43 anos de idade, casado, encontra-se internado em clínica médica para tratamento de pancreatite aguda. Deu entrada há 15 dias no pronto-socorro, referindo dor epigástrica intensa, associada a vômitos, distensão abdominal, parada de eliminação de flatos, constipação e dificuldades para urinar. É etilista declarado e refere preferência por gorduras, mantendo dieta hipergraxa. Na admissão, foi instalada sonda nasogástrica, cateter de oxigênio nasal e sonda vesical. Evoluiu com melhora do quadro, persistindo ainda dor epigástrica e alguns episódios de vômitos. Sinais vitais: 36,4 ºC, 76 batimentos por minuto, 26 movimentos respiratórios por minuto, 130 mmHg × 70 mmHg, peso atual de 63,8 kg e altura de 1,70 m. Ecografia de abdome superior revelou pâncreas hipoecogênico, aumentado de volume, com limites e contornos irregulares, apresentando coleção de líquido peripancreático.

Considerando esse quadro clínico, julgue os itens que se seguem.

Embora estejam presentes no paciente descrito, não existe relação entre a pancreatite e o etilismo, sendo a infecção bacteriana ou viral a causa mais comum de pancreatite.

19Questão 368511. Enfermagem, Enfermagem Clínica, Enfermeiro, Polícia Federal, CESPE, Ensino Superior, 2004

Um homem com 43 anos de idade, casado, encontra-se internado em clínica médica para tratamento de pancreatite aguda. Deu entrada há 15 dias no pronto-socorro, referindo dor epigástrica intensa, associada a vômitos, distensão abdominal, parada de eliminação de flatos, constipação e dificuldades para urinar. É etilista declarado e refere preferência por gorduras, mantendo dieta hipergraxa. Na admissão, foi instalada sonda nasogástrica, cateter de oxigênio nasal e sonda vesical. Evoluiu com melhora do quadro, persistindo ainda dor epigástrica e alguns episódios de vômitos. Sinais vitais: 36,4 ºC, 76 batimentos por minuto, 26 movimentos respiratórios por minuto, 130 mmHg × 70 mmHg, peso atual de 63,8 kg e altura de 1,70 m. Ecografia de abdome superior revelou pâncreas hipoecogênico, aumentado de volume, com limites e contornos irregulares, apresentando coleção de líquido peripancreático.

Considerando esse quadro clínico, julgue os itens que se seguem.

Considerando a fase inicial da admissão do paciente descrito, são intervenções de enfermagem com vistas à redução da estimulação do pâncreas: administração de medicamentos anticolinérgicos conforme prescrição médica, introdução de uma dieta branda e pobre em lipídios e repouso no leito.

20Questão 368755. Enfermagem, Enfermagem Clínica, Enfermeiro, Polícia Federal, CESPE, Ensino Superior, 2004

Um homem com 43 anos de idade, casado, encontra-se internado em clínica médica para tratamento de pancreatite aguda. Deu entrada há 15 dias no pronto-socorro, referindo dor epigástrica intensa, associada a vômitos, distensão abdominal, parada de eliminação de flatos, constipação e dificuldades para urinar. É etilista declarado e refere preferência por gorduras, mantendo dieta hipergraxa. Na admissão, foi instalada sonda nasogástrica, cateter de oxigênio nasal e sonda vesical. Evoluiu com melhora do quadro, persistindo ainda dor epigástrica e alguns episódios de vômitos. Sinais vitais: 36,4 ºC, 76 batimentos por minuto, 26 movimentos respiratórios por minuto, 130 mmHg × 70 mmHg, peso atual de 63,8 kg e altura de 1,70 m. Ecografia de abdome superior revelou pâncreas hipoecogênico, aumentado de volume, com limites e contornos irregulares, apresentando coleção de líquido peripancreático.

Considerando esse quadro clínico, julgue os itens que se seguem.

Considerando o paciente descrito e conforme a taxonomia II dos diagnósticos de enfermagem da NANDA, pode-se elaborar o seguinte diagnóstico de enfermagem: vômito relacionado a inflamação do pâncreas, evidenciado por episódios de vômitos.