← Mais simulados

Simulado: Policial Militar PM Soldado - História - História do Brasil - PM ES

Simulados, Provas e Questões - Policial Militar PM Soldado - História - História do Brasil - PM ES. Ao Terminar de Resolver o Teste, Clique em Corrigir para ver o Gabarito.

36 resolveram
38% acertos
Difícil
0 gabaritaram
0 ótimo
9 bom
27 regular
0 péssimo
Compartilhe:

O início da colonização do Brasil foi marcado por uma espécie de parceria entre o Estado português e a iniciativa privada que se expressa na criação das capitanias hereditárias, quando o litoral da colônia, incluindo o território do Espírito Santo, foi repartido em grandes lotes e entregues a particulares. Latifúndio, escravidão e monocultura exportadora foram aspectos essenciais desse modelo de exploração colonial.

Ao ficar independente, em 1822, o Brasil não rompeu radicalmente com essa estrutura herdada da colônia. Assim, o café veio substituir, em importância econômica, a cana-de-açúcar, mas o poder permanecia em mãos de uns poucos. A escravidão somente foi abolida em 1888, às vésperas do golpe republicano. Até o advento da Revolução de 1930, o país pouco se modernizara e a exclusão política, social e econômica continuava a ser a regra. Um Brasil diferente começa a surgir na Era Vargas (1930-1945): introduzia-se a indústria de base, a vida urbana começa a expandir-se e conquistas sociais — como a legislação trabalhista — são obtidas.

A partir das informações acima e considerando aspectos significativos da história do Brasil, julgue os itens subsequentes.

A Independência manteve de pé os pilares que sustentaram a etapa colonial da História brasileira.

A partir de 1945, o Brasil viveu uma experiência democrática, ainda que limitada. As crises políticas se sucediam e o regime entrou em colapso em 1964, quando um golpe de estado derrubou o presidente João Goulart. Foram cerca de duas décadas de regime militar, cujo autoritarismo teve no Ato Institucional n.º 5 (AI 5) sua expressão máxima. Esgotado, o regime sai de cena em 1985, com o retorno do poder civil, simbolizado na eleição indireta de Tancredo Neves. Começava nova experiência democrática, agora bem mais ampliada e assentada nos princípios do respeito amplo à cidadania e à participação política mais incisiva da sociedade, realidade que a Constituição de 1988 sintetiza e traduz. O primeiro presidente civil eleito diretamente após a queda do regime militar não conseguiu concluir seu mandato, mas a ordem institucional não foi abalada. Depois de tentativas frustradas, a inflação foi contida e a economia estabilizada com o Plano Real.

Tendo as informações acima como referência inicial e considerando a história contemporânea do Brasil, julgue os itens seguintes.

Eleito pela imensa maioria dos brasileiros, Tancredo Neves morreu pouco tempo depois de ser empossado presidente da República

A partir de 1945, o Brasil viveu uma experiência democrática, ainda que limitada. As crises políticas se sucediam e o regime entrou em colapso em 1964, quando um golpe de estado derrubou o presidente João Goulart. Foram cerca de duas décadas de regime militar, cujo autoritarismo teve no Ato Institucional n.º 5 (AI 5) sua expressão máxima. Esgotado, o regime sai de cena em 1985, com o retorno do poder civil, simbolizado na eleição indireta de Tancredo Neves. Começava nova experiência democrática, agora bem mais ampliada e assentada nos princípios do respeito amplo à cidadania e à participação política mais incisiva da sociedade, realidade que a Constituição de 1988 sintetiza e traduz. O primeiro presidente civil eleito diretamente após a queda do regime militar não conseguiu concluir seu mandato, mas a ordem institucional não foi abalada. Depois de tentativas frustradas, a inflação foi contida e a economia estabilizada com o Plano Real.

Tendo as informações acima como referência inicial e considerando a história contemporânea do Brasil, julgue os itens seguintes.

O suicídio do presidente Vargas, a renúncia de Jânio Quadros e a deposição de Goulart integram o quadro de crise vivido pelo Brasil entre 1945 e 1964

Na Antiguidade, Grécia e Roma forneceram as bases para a Civilização Ocidental. Com o fim do Império Romano, a Europa conheceu, ao longo da Idade Média, uma forma de organização da sociedade denominada feudalismo, assentada na terra, no domínio da nobreza e no trabalho servil. A Idade Moderna foi a transição do sistema feudal à moderna era capitalista, assinalada pelo absolutismo político, pela expansão do comércio e da exploração colonial, além da intolerância religiosa e política.

A Revolução Industrial, iniciada na Inglaterra, consolida o capitalismo como sistema dominante, que se universaliza, atingindo todas as regiões do planeta. A Primeira Guerra Mundial deveu-se, em larga medida, às disputas entre potências imperialistas. A crise econômica que se seguiu ao conflito gerou a Grande Depressão dos anos 1930, que estimulou o surgimento de regimes políticos totalitários e foi decisiva para a Segunda Guerra. Nas décadas que se seguiram, o mundo se dividiu em dois pólos de influência sob o comando de Washington e Moscou, situação que se encerra formalmente com o fim da União Soviética. Foi também nesse período que as antigas colônias asiáticas e africanas tornaram-se independentes e surgiu o conceito de Terceiro Mundo. A expansão capitalista em escala universal permite que se fale, nas décadas finais do século XX, em globalização. Mais do que nunca, o domínio do saber impulsiona o avanço da economia.

Tendo essas informações como referência inicial e considerando aspectos marcantes da história mundial, julgue os itens seguintes.

O fim da URSS não alterou o sistema de poder existente no mundo.

O início da colonização do Brasil foi marcado por uma espécie de parceria entre o Estado português e a iniciativa privada que se expressa na criação das capitanias hereditárias, quando o litoral da colônia, incluindo o território do Espírito Santo, foi repartido em grandes lotes e entregues a particulares. Latifúndio, escravidão e monocultura exportadora foram aspectos essenciais desse modelo de exploração colonial.

Ao ficar independente, em 1822, o Brasil não rompeu radicalmente com essa estrutura herdada da colônia. Assim, o café veio substituir, em importância econômica, a cana-de-açúcar, mas o poder permanecia em mãos de uns poucos. A escravidão somente foi abolida em 1888, às vésperas do golpe republicano. Até o advento da Revolução de 1930, o país pouco se modernizara e a exclusão política, social e econômica continuava a ser a regra. Um Brasil diferente começa a surgir na Era Vargas (1930-1945): introduzia-se a indústria de base, a vida urbana começa a expandir-se e conquistas sociais — como a legislação trabalhista — são obtidas.

A partir das informações acima e considerando aspectos significativos da história do Brasil, julgue os itens subsequentes.

A criação da Companhia Siderúrgica Nacional ocorreu no contexto da Segunda Guerra Mundial e é o ponto de partida da indústria pesada no Brasil

O início da colonização do Brasil foi marcado por uma espécie de parceria entre o Estado português e a iniciativa privada que se expressa na criação das capitanias hereditárias, quando o litoral da colônia, incluindo o território do Espírito Santo, foi repartido em grandes lotes e entregues a particulares. Latifúndio, escravidão e monocultura exportadora foram aspectos essenciais desse modelo de exploração colonial.

Ao ficar independente, em 1822, o Brasil não rompeu radicalmente com essa estrutura herdada da colônia. Assim, o café veio substituir, em importância econômica, a cana-de-açúcar, mas o poder permanecia em mãos de uns poucos. A escravidão somente foi abolida em 1888, às vésperas do golpe republicano. Até o advento da Revolução de 1930, o país pouco se modernizara e a exclusão política, social e econômica continuava a ser a regra. Um Brasil diferente começa a surgir na Era Vargas (1930-1945): introduzia-se a indústria de base, a vida urbana começa a expandir-se e conquistas sociais — como a legislação trabalhista — são obtidas.

A partir das informações acima e considerando aspectos significativos da história do Brasil, julgue os itens subsequentes.

A República foi implantada no Brasil graças à mobilização popular que, em eleição, demonstrou descontentamento com o regime imperial.

A partir de 1945, o Brasil viveu uma experiência democrática, ainda que limitada. As crises políticas se sucediam e o regime entrou em colapso em 1964, quando um golpe de estado derrubou o presidente João Goulart. Foram cerca de duas décadas de regime militar, cujo autoritarismo teve no Ato Institucional n.º 5 (AI 5) sua expressão máxima. Esgotado, o regime sai de cena em 1985, com o retorno do poder civil, simbolizado na eleição indireta de Tancredo Neves. Começava nova experiência democrática, agora bem mais ampliada e assentada nos princípios do respeito amplo à cidadania e à participação política mais incisiva da sociedade, realidade que a Constituição de 1988 sintetiza e traduz. O primeiro presidente civil eleito diretamente após a queda do regime militar não conseguiu concluir seu mandato, mas a ordem institucional não foi abalada. Depois de tentativas frustradas, a inflação foi contida e a economia estabilizada com o Plano Real.

Tendo as informações acima como referência inicial e considerando a história contemporânea do Brasil, julgue os itens seguintes.

A Constituição de 1988 é o marco jurídico-político da nova fase democrática vivida pelo Brasil após o regime autoritário instituído pelo golpe militar de 1964

O início da colonização do Brasil foi marcado por uma espécie de parceria entre o Estado português e a iniciativa privada que se expressa na criação das capitanias hereditárias, quando o litoral da colônia, incluindo o território do Espírito Santo, foi repartido em grandes lotes e entregues a particulares. Latifúndio, escravidão e monocultura exportadora foram aspectos essenciais desse modelo de exploração colonial.

Ao ficar independente, em 1822, o Brasil não rompeu radicalmente com essa estrutura herdada da colônia. Assim, o café veio substituir, em importância econômica, a cana-de-açúcar, mas o poder permanecia em mãos de uns poucos. A escravidão somente foi abolida em 1888, às vésperas do golpe republicano. Até o advento da Revolução de 1930, o país pouco se modernizara e a exclusão política, social e econômica continuava a ser a regra. Um Brasil diferente começa a surgir na Era Vargas (1930-1945): introduzia-se a indústria de base, a vida urbana começa a expandir-se e conquistas sociais — como a legislação trabalhista — são obtidas.

A partir das informações acima e considerando aspectos significativos da história do Brasil, julgue os itens subsequentes.

A Revolução de 1930 pôs fim à República Velha e é considerada marco decisivo para o processo de modernização do país.

Um dos aspectos mais importantes da nova ordem mundial é a globalização. Esse termo, que surgiu na década de 1980, refere-se a um avançado estágio da interdependência de todos os povos e economias do mundo. A respeito da globalização e seus aspectos, julgue os itens seguintes.

A globalização constitui-se, desde sua 1.ª fase (1450-1850), em um fenômeno que atingiu todas as regiões do planeta

A partir de 1945, o Brasil viveu uma experiência democrática, ainda que limitada. As crises políticas se sucediam e o regime entrou em colapso em 1964, quando um golpe de estado derrubou o presidente João Goulart. Foram cerca de duas décadas de regime militar, cujo autoritarismo teve no Ato Institucional n.º 5 (AI 5) sua expressão máxima. Esgotado, o regime sai de cena em 1985, com o retorno do poder civil, simbolizado na eleição indireta de Tancredo Neves. Começava nova experiência democrática, agora bem mais ampliada e assentada nos princípios do respeito amplo à cidadania e à participação política mais incisiva da sociedade, realidade que a Constituição de 1988 sintetiza e traduz. O primeiro presidente civil eleito diretamente após a queda do regime militar não conseguiu concluir seu mandato, mas a ordem institucional não foi abalada. Depois de tentativas frustradas, a inflação foi contida e a economia estabilizada com o Plano Real.

Tendo as informações acima como referência inicial e considerando a história contemporânea do Brasil, julgue os itens seguintes.

O Real foi o primeiro plano de estabilização econômica que o Brasil conheceu após o fim do regime militar

A partir de 1945, o Brasil viveu uma experiência democrática, ainda que limitada. As crises políticas se sucediam e o regime entrou em colapso em 1964, quando um golpe de estado derrubou o presidente João Goulart. Foram cerca de duas décadas de regime militar, cujo autoritarismo teve no Ato Institucional n.º 5 (AI 5) sua expressão máxima. Esgotado, o regime sai de cena em 1985, com o retorno do poder civil, simbolizado na eleição indireta de Tancredo Neves. Começava nova experiência democrática, agora bem mais ampliada e assentada nos princípios do respeito amplo à cidadania e à participação política mais incisiva da sociedade, realidade que a Constituição de 1988 sintetiza e traduz. O primeiro presidente civil eleito diretamente após a queda do regime militar não conseguiu concluir seu mandato, mas a ordem institucional não foi abalada. Depois de tentativas frustradas, a inflação foi contida e a economia estabilizada com o Plano Real.

Tendo as informações acima como referência inicial e considerando a história contemporânea do Brasil, julgue os itens seguintes.

A edição do AI 5 foi a tentativa dos militares de assegurar a abertura democrática ao regime político que eles comandavam

O início da colonização do Brasil foi marcado por uma espécie de parceria entre o Estado português e a iniciativa privada que se expressa na criação das capitanias hereditárias, quando o litoral da colônia, incluindo o território do Espírito Santo, foi repartido em grandes lotes e entregues a particulares. Latifúndio, escravidão e monocultura exportadora foram aspectos essenciais desse modelo de exploração colonial.

Ao ficar independente, em 1822, o Brasil não rompeu radicalmente com essa estrutura herdada da colônia. Assim, o café veio substituir, em importância econômica, a cana-de-açúcar, mas o poder permanecia em mãos de uns poucos. A escravidão somente foi abolida em 1888, às vésperas do golpe republicano. Até o advento da Revolução de 1930, o país pouco se modernizara e a exclusão política, social e econômica continuava a ser a regra. Um Brasil diferente começa a surgir na Era Vargas (1930-1945): introduzia-se a indústria de base, a vida urbana começa a expandir-se e conquistas sociais — como a legislação trabalhista — são obtidas.

A partir das informações acima e considerando aspectos significativos da história do Brasil, julgue os itens subsequentes.

A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) surgiu na Era Vargas.

Deixe seu comentário (0)

Seja o primeiro a comentar!