Simulado: Pedagogo - Pedagogia - Planejamento de Ensino - Fasepa

24 questões Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio

Responda as 24 questões do simulado abaixo (Pedagogo - Pedagogia - Planejamento de Ensino - Fasepa). Ao terminar a prova, clique em corrigir para ver o gabarito.

4 resolveram
42% acertos
Difícil
0 gabaritaram
0 ótimo
1 bom
3 regular
0 péssimo
Dados estatísticos de usuários que resolveram este simulado.

1Questão 320064. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Em uma escola que trabalha com a modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA), foi organizada uma classe para atender adolescentes, jovens e adultos na faixa etária entre 15 e 30 anos em fase de alfabetização. Alguns desses alunos já estão integrados ao mercado de trabalho, principalmente o de natureza informal, e outros estão desempregados, especialmente os mais novos. Todos tiveram uma passagem pela escola e não conseguiram aprender a ler e a escrever. Neste ano, retomaram seus estudos com vontade de recuperar o que não foi aprendido. Em uma das aulas, o professor distribuiu um texto para a turma fazer uma leitura silenciosa individualmente. Ao perceber que uma das alunas, que está desempregada, não estava lendo o texto proposto, o professor então disse: “Você, fulana, fica aí sem querer ler e escrever, vai trabalhar de quê? Faxineira? Olha lá, se alguém quer faxineira que não saiba ler nem escrever!

Diante da situação hipotética acima descrita, julgue os itens a seguir.

A falta de acolhimento dos adolescentes das camadas desfavorecidas no sistema escolar pouco interfere no processo de ensino-aprendizagem, pois esses alunos já estão acostumados a enfrentar situações constrangedoras dessa natureza.

2Questão 320770. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Planejo a avaliação depois. Geralmente as atividades que constam da avaliação são quase idênticas às que são trabalhadas durante as aulas. A coordenadora me dá os modelos de provas. Dou uma olhada no conteúdo. Caso tenha alguma coisa que ainda não dei, vou trabalhando e reforçando até o dia da avaliação e dou um questionário parecido com o que será cobrado na prova.

Diante da situação hipotética acima, que apresenta o depoimento de um professor, julgue os itens seguintes.

A avaliação deve ser planejada de acordo com o ritmo de aprendizagem dos alunos. A prática pedagógica e a avaliação são atividades distintas. Portanto, o planejamento dessas atividades deve ser construído em momentos separados.

3Questão 320895. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Julgue os itens que se seguem, relativos aos desafios na ação educativa com crianças institucionalizadas em abrigo e(ou) em casa de privação de liberdade. Os adolescentes em privação de liberdade normalmente resistem em freqüentar a escola. Essa resistência, muitas vezes, é construída nas diversas experiências vivenciadas por eles em escolas tradicionais. Portanto, o processo educativo deve considerar as expectativas, as intenções e os propósitos de aprendizagem do aluno que está nas condições descritas.

4Questão 320950. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Em uma escola que trabalha com a modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA), foi organizada uma classe para atender adolescentes, jovens e adultos na faixa etária entre 15 e 30 anos em fase de alfabetização. Alguns desses alunos já estão integrados ao mercado de trabalho, principalmente o de natureza informal, e outros estão desempregados, especialmente os mais novos. Todos tiveram uma passagem pela escola e não conseguiram aprender a ler e a escrever. Neste ano, retomaram seus estudos com vontade de recuperar o que não foi aprendido. Em uma das aulas, o professor distribuiu um texto para a turma fazer uma leitura silenciosa individualmente. Ao perceber que uma das alunas, que está desempregada, não estava lendo o texto proposto, o professor então disse: “Você, fulana, fica aí sem querer ler e escrever, vai trabalhar de quê? Faxineira? Olha lá, se alguém quer faxineira que não saiba ler nem escrever!

Diante da situação hipotética acima descrita, julgue os itens a seguir.

A observação do professor, na situação descrita, em relação ao comportamento da adolescente, é inadequada, pois ele deveria identificar as razões que estavam corroborando para provocar o desinteresse da aluna pela leitura do texto solicitado.

5Questão 321188. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Em uma escola que trabalha com a modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA), foi organizada uma classe para atender adolescentes, jovens e adultos na faixa etária entre 15 e 30 anos em fase de alfabetização. Alguns desses alunos já estão integrados ao mercado de trabalho, principalmente o de natureza informal, e outros estão desempregados, especialmente os mais novos. Todos tiveram uma passagem pela escola e não conseguiram aprender a ler e a escrever. Neste ano, retomaram seus estudos com vontade de recuperar o que não foi aprendido. Em uma das aulas, o professor distribuiu um texto para a turma fazer uma leitura silenciosa individualmente. Ao perceber que uma das alunas, que está desempregada, não estava lendo o texto proposto, o professor então disse: “Você, fulana, fica aí sem querer ler e escrever, vai trabalhar de quê? Faxineira? Olha lá, se alguém quer faxineira que não saiba ler nem escrever!

Diante da situação hipotética acima descrita, julgue os itens a seguir.

Considerando que os adolescentes, jovens e adultos da classe mencionada tiveram uma passagem pela escola e não conseguiram aprender a ler e escrever, é correto afirmar que o contexto dessa sala de aula reflete um dos fatores de perpetuação do analfabetismo brasileiro.

6Questão 321308. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Olha o caderno dele [mostrando para a classe] está um lixo. Muito bem...você é o palhaço da turma, beltrano? Sente-se em seu lugar como um rapazinho, né!

Diante da situação hipotética acima descrita, envolvendo um professor em uma turma de 4.ª série do ensino fundamental, julgue os itens que se seguem.

Na situação considerada, o comentário do professor avaliou mais a pessoa do aluno do que aprendizagem da prática escolar e caracterizou um procedimento típico de avaliação formal.

7Questão 321407. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Planejo a avaliação depois. Geralmente as atividades que constam da avaliação são quase idênticas às que são trabalhadas durante as aulas. A coordenadora me dá os modelos de provas. Dou uma olhada no conteúdo. Caso tenha alguma coisa que ainda não dei, vou trabalhando e reforçando até o dia da avaliação e dou um questionário parecido com o que será cobrado na prova.

Diante da situação hipotética acima, que apresenta o depoimento de um professor, julgue os itens seguintes.

Na situação relatada, a avaliação utilizada baseia-se no processo desenvolvido em sala de aula.

8Questão 322055. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Quando a gente dá a prova no final do bimestre, já sabe quem vai tirar nota boa e quem não vai. Prova é uma satisfação para os pais. A prova serve apenas para preencher o diário. No dia da prova, a agente já sabe a menção de cada um.

Com respeito à afirmação acima, hipoteticamente feita por um professor, julgue os itens a seguir.

A prova, nessa situação, possibilita ao professor a uma análise do rendimento dos alunos quanto a competências, habilidades, atitudes e valores.

9Questão 322213. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Em uma escola que trabalha com a modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA), foi organizada uma classe para atender adolescentes, jovens e adultos na faixa etária entre 15 e 30 anos em fase de alfabetização. Alguns desses alunos já estão integrados ao mercado de trabalho, principalmente o de natureza informal, e outros estão desempregados, especialmente os mais novos. Todos tiveram uma passagem pela escola e não conseguiram aprender a ler e a escrever. Neste ano, retomaram seus estudos com vontade de recuperar o que não foi aprendido. Em uma das aulas, o professor distribuiu um texto para a turma fazer uma leitura silenciosa individualmente. Ao perceber que uma das alunas, que está desempregada, não estava lendo o texto proposto, o professor então disse: “Você, fulana, fica aí sem querer ler e escrever, vai trabalhar de quê? Faxineira? Olha lá, se alguém quer faxineira que não saiba ler nem escrever!

Diante da situação hipotética acima descrita, julgue os itens a seguir.

A escola que não trabalha o fortalecimento dos vínculos familiares, os laços de solidariedade humana e da tolerância recíproca em que se assenta a vida social deixa de atuar em relação aos objetivos fundamentais da formação básica do cidadão do ensino fundamental.

10Questão 323223. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Em uma escola que trabalha com a modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA), foi organizada uma classe para atender adolescentes, jovens e adultos na faixa etária entre 15 e 30 anos em fase de alfabetização. Alguns desses alunos já estão integrados ao mercado de trabalho, principalmente o de natureza informal, e outros estão desempregados, especialmente os mais novos. Todos tiveram uma passagem pela escola e não conseguiram aprender a ler e a escrever. Neste ano, retomaram seus estudos com vontade de recuperar o que não foi aprendido. Em uma das aulas, o professor distribuiu um texto para a turma fazer uma leitura silenciosa individualmente. Ao perceber que uma das alunas, que está desempregada, não estava lendo o texto proposto, o professor então disse: “Você, fulana, fica aí sem querer ler e escrever, vai trabalhar de quê? Faxineira? Olha lá, se alguém quer faxineira que não saiba ler nem escrever!

Diante da situação hipotética acima descrita, julgue os itens a seguir.

Na situação descrita, a verbalização do professor representou um alerta a todos os alunos para a necessidade de se alfabetizar, condição essencial para se ingressar no mercado de trabalho.

11Questão 324155. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Julgue os itens a seguir, relativos à educação e à vida em grupo. O papel da avaliação, para alguns estudiosos, consiste em determinar em que medida os objetivos educacionais definidos nas propostas curriculares e nos planos de ensino estão sendo alcançados.

12Questão 324244. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Em uma escola que trabalha com a modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA), foi organizada uma classe para atender adolescentes, jovens e adultos na faixa etária entre 15 e 30 anos em fase de alfabetização. Alguns desses alunos já estão integrados ao mercado de trabalho, principalmente o de natureza informal, e outros estão desempregados, especialmente os mais novos. Todos tiveram uma passagem pela escola e não conseguiram aprender a ler e a escrever. Neste ano, retomaram seus estudos com vontade de recuperar o que não foi aprendido. Em uma das aulas, o professor distribuiu um texto para a turma fazer uma leitura silenciosa individualmente. Ao perceber que uma das alunas, que está desempregada, não estava lendo o texto proposto, o professor então disse: “Você, fulana, fica aí sem querer ler e escrever, vai trabalhar de quê? Faxineira? Olha lá, se alguém quer faxineira que não saiba ler nem escrever!

Diante da situação hipotética acima descrita, julgue os itens a seguir.

A permanência do aluno na escola não é algo simples, depende de diversos fatores, entre os quais, a política de valorização dos professores, visando um ensino relevante e significativo para os alunos.

13Questão 324637. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Em uma escola que trabalha com a modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA), foi organizada uma classe para atender adolescentes, jovens e adultos na faixa etária entre 15 e 30 anos em fase de alfabetização. Alguns desses alunos já estão integrados ao mercado de trabalho, principalmente o de natureza informal, e outros estão desempregados, especialmente os mais novos. Todos tiveram uma passagem pela escola e não conseguiram aprender a ler e a escrever. Neste ano, retomaram seus estudos com vontade de recuperar o que não foi aprendido. Em uma das aulas, o professor distribuiu um texto para a turma fazer uma leitura silenciosa individualmente. Ao perceber que uma das alunas, que está desempregada, não estava lendo o texto proposto, o professor então disse: “Você, fulana, fica aí sem querer ler e escrever, vai trabalhar de quê? Faxineira? Olha lá, se alguém quer faxineira que não saiba ler nem escrever!

Diante da situação hipotética acima descrita, julgue os itens a seguir.

Na situação relatada, o professor ressaltou que o conhecimento é um recurso controlador e fator decisivo para a inserção social da adolescente.

14Questão 324903. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Uma adolescente com 16 anos de idade sai pouco de seu bairro, onde freqüenta um salão de baile, um lugar “respeitado”, e vai a pizzarias. Fora isso, vai aos shoppings. Atualmente, ela cursa a 5.ª série do ensino fundamental e já foi reprovada três vezes, pois não alcança média suficiente em matemática. “O professor dá tanta coisa que não entendo, o ano vai passano, quando vejo não deu. Mais uma reprovação. Acho que não dou prá matemática”, diz ela.

Diante da situação acima relatada, julgue os itens que se seguem.

A maioria dos alunos das classes desfavorecidas do país reage como a adolescente em questão. Faz pouco esforço para adquirir o conhecimento prestigiado socialmente, ou seja, parece acomodada. Não consegue associar que a aquisição desse conhecimento é requisito para uma compreensão mais objetiva sobre o mundo e para a garantia de melhores oportunidades de vida.

15Questão 325159. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Quando a gente dá a prova no final do bimestre, já sabe quem vai tirar nota boa e quem não vai. Prova é uma satisfação para os pais. A prova serve apenas para preencher o diário. No dia da prova, a agente já sabe a menção de cada um.

Com respeito à afirmação acima, hipoteticamente feita por um professor, julgue os itens a seguir.

O professor em questão demonstra ser conhecedor da importância da avaliação no processo de ensinoaprendizagem.

16Questão 326392. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Quando a gente dá a prova no final do bimestre, já sabe quem vai tirar nota boa e quem não vai. Prova é uma satisfação para os pais. A prova serve apenas para preencher o diário. No dia da prova, a agente já sabe a menção de cada um.

Com respeito à afirmação acima, hipoteticamente feita por um professor, julgue os itens a seguir.

A avaliação intuitiva assume a função de confirmar a avaliação formal do professor.

17Questão 326654. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Planejo a avaliação depois. Geralmente as atividades que constam da avaliação são quase idênticas às que são trabalhadas durante as aulas. A coordenadora me dá os modelos de provas. Dou uma olhada no conteúdo. Caso tenha alguma coisa que ainda não dei, vou trabalhando e reforçando até o dia da avaliação e dou um questionário parecido com o que será cobrado na prova.

Diante da situação hipotética acima, que apresenta o depoimento de um professor, julgue os itens seguintes.

Na situação descrita, o aluno estuda para a avaliação, e o professor também ensina para a avaliação.

18Questão 327124. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Julgue os itens a seguir, relativos à educação e à vida em grupo. A avaliação, embora se apresente como um processo único, envolve a avaliação do conteúdo estudado, o comportamento do aluno e os aspectos relativos a valores e atitudes.

19Questão 327517. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Os educadores de uma entidade que trabalha com adolescentes com privação de liberdade, em uma reunião, discutiram a prática pedagógica desenvolvida nessa instituição. O professor de matemática começou a discussão, dizendo que não via crescimento dos alunos, uma vez que eles aparentavam uma certa apatia. O professor afirmou que “na hora da explicação, os alunos não fazem perguntas relacionadas ao conteúdo. Não lêem os comandos dos exercícios e fazem tudo errado, e, quando peço para refazê-los, dizem que não vão fazer e fica por isso mesmo. Dou as aulas, exponho todo o assunto no quadro de giz. Depois, distribuo uma lista de exercício para fixar a matéria. A maioria não faz a atividade, alegando que não entendeu a explicação”.

A professora de português teve a mesma visão do professor de matemática. Segundo ela, “os alunos não sabem nada. Não querem ler os textos solicitados. São agressivos e, quando peço para fazerem a dramatização de um texto, a fim de mudar a rotina da aula, tenho de ficar no pé deles. Se não, não sai nada”. A coordenadora pedagógica disse que as declarações dos professores indicavam diversos problemas na prática pedagógica, mas considerou a relação entre professor e aluno como um dos mais sérios. Os professores discordaram.

Diante da situação hipotética acima, julgue os itens a seguir.

Para garantir um processo pedagógico de qualidade, o educador deve assumir uma postura investigativa.

20Questão 327636. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Planejo a avaliação depois. Geralmente as atividades que constam da avaliação são quase idênticas às que são trabalhadas durante as aulas. A coordenadora me dá os modelos de provas. Dou uma olhada no conteúdo. Caso tenha alguma coisa que ainda não dei, vou trabalhando e reforçando até o dia da avaliação e dou um questionário parecido com o que será cobrado na prova.

Diante da situação hipotética acima, que apresenta o depoimento de um professor, julgue os itens seguintes.

O conteúdo da avaliação é o eixo norteador da ação do professor. O que será avaliado constitui objetivos a serem alcançados no processo de ensino-aprendizagem.

21Questão 328122. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Quando a gente dá a prova no final do bimestre, já sabe quem vai tirar nota boa e quem não vai. Prova é uma satisfação para os pais. A prova serve apenas para preencher o diário. No dia da prova, a agente já sabe a menção de cada um.

Com respeito à afirmação acima, hipoteticamente feita por um professor, julgue os itens a seguir.

O professor em questão sabe “quem vai tirar nota boa ou não” porque conhece seus alunos. Para isso, muito provavelmente, ele, desde o início do ano letivo, vem utilizando a avaliação investigativa com seus alunos.

22Questão 328141. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Olha o caderno dele [mostrando para a classe] está um lixo. Muito bem...você é o palhaço da turma, beltrano? Sente-se em seu lugar como um rapazinho, né!

Diante da situação hipotética acima descrita, envolvendo um professor em uma turma de 4.ª série do ensino fundamental, julgue os itens que se seguem.

O comentário do professor sobre a organização do caderno do aluno é um procedimento avaliativo, pois a avaliação do aluno deve ir além do processo formal.

23Questão 328330. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Olha o caderno dele [mostrando para a classe] está um lixo. Muito bem...você é o palhaço da turma, beltrano? Sente-se em seu lugar como um rapazinho, né!

Diante da situação hipotética acima descrita, envolvendo um professor em uma turma de 4.ª série do ensino fundamental, julgue os itens que se seguem.

O professor utilizou a avaliação para controlar o comportamento do aluno por meio de comentários depreciativos sobre o cuidado que este tem com o seu material escolar.

24Questão 328927. Pedagogia, Planejamento de Ensino, Pedagogo, Fasepa, CESPE, Ensino Médio, 2004

Em uma escola que trabalha com a modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA), foi organizada uma classe para atender adolescentes, jovens e adultos na faixa etária entre 15 e 30 anos em fase de alfabetização. Alguns desses alunos já estão integrados ao mercado de trabalho, principalmente o de natureza informal, e outros estão desempregados, especialmente os mais novos. Todos tiveram uma passagem pela escola e não conseguiram aprender a ler e a escrever. Neste ano, retomaram seus estudos com vontade de recuperar o que não foi aprendido. Em uma das aulas, o professor distribuiu um texto para a turma fazer uma leitura silenciosa individualmente. Ao perceber que uma das alunas, que está desempregada, não estava lendo o texto proposto, o professor então disse: “Você, fulana, fica aí sem querer ler e escrever, vai trabalhar de quê? Faxineira? Olha lá, se alguém quer faxineira que não saiba ler nem escrever!

Diante da situação hipotética acima descrita, julgue os itens a seguir.

A atividade utilizada pelo professor, a leitura silenciosa de um texto individualmente, favorece o desenvolvimento da autonomia e o sentimento de segurança em relação às próprias capacidades dos alunos.