← Mais simulados

Simulado: Enfermeiro - Enfermagem - Biossegurança - Fundação Hospitalar de Saúde SE

Simulados, Provas e Questões - Enfermeiro - Enfermagem - Biossegurança - Fundação Hospitalar de Saúde SE. Ao Terminar de Resolver o Teste, Clique em Corrigir para ver o Gabarito.

4 resolveram
64% acertos
Médio
0 gabaritaram
1 ótimo
2 bom
1 regular
0 péssimo

Julgue os itens subsequentes, com relação a esterilização de materiais. Os materiais sujos de matéria orgânica devem ficar imersos em detergentes enzimáticos por cerca de 3 a 5 minutos, tempo necessário para desagregar a matéria orgânica. Devem ser colocados abertos e desconectados em recipiente não metálico, tendo-se o cuidado de evitar que materiais diferentes sejam postos no mesmo recipiente.
De acordo com orientações do Ministério da Saúde, a estrutura física da central de material esterilizado deve ter projetada de forma a permitir o fluxo de materiais da área de recepção à de distribuição e a evitar o cruzamento de material limpo com o contaminado. Tais cuidados proporcionam condições adequadas de trabalho à equipe de saúde, diminuindo o risco de preparo inadequado do material. A esse respeito, julgue os itens a seguir. No esterilizador de óxido de etileno, a utilização de campos de tecido de algodão, papéis, filme de poliamida transparente e caixa metálica perfurada e embalada em campo facilita a livre circulação do vapor.
A resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) RDC n.º 153, de 14 de junho de 2004, determina o regulamento técnico para os procedimentos hemoterápicos, incluindo coleta, processamento, teste, armazenamento, transporte, controle de qualidade e uso humano de sangue e seus componentes, obtidos do sangue venoso, do cordão umbilical, da placenta ou da medula óssea. Com base no que determina a referida resolução, julgue os itens a seguir. O doador alérgico somente deverá ser aceito se estiver assintomático no momento da doação. São considerados inaptos definitivos aqueles que padecem de enfermidades atópicas graves como, por exemplo, asma brônquica grave.
A resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) RDC n.º 153, de 14 de junho de 2004, determina o regulamento técnico para os procedimentos hemoterápicos, incluindo coleta, processamento, teste, armazenamento, transporte, controle de qualidade e uso humano de sangue e seus componentes, obtidos do sangue venoso, do cordão umbilical, da placenta ou da medula óssea. Com base no que determina a referida resolução, julgue os itens a seguir. O intervalo mínimo entre duas plasmaféreses em um doador é de 48 horas, podendo uma pessoa doar, no máximo, 4 vezes em um período de 2 meses. Depois da quarta doação efetuada em menos de 60 dias, terá que haver um intervalo de 2 meses até a doação subsequente.
Na Central de Material Esterilizado (CME) é realizado o preparo de todo o material estéril a ser utilizado no hospital. Essa área do hospital é composta pelas áreas de recepção, limpeza, preparo, esterilização, guarda e distribuição dos materiais esterilizados utilizados pela equipe de saúde no atendimento ao cliente. Com relação a esterilização de material, julgue os itens de 110 a 112. Entre as vantagens de centralização do processo de esterilização, está a padronização das técnicas de processamento de material estéril, o qual contribui para a qualidade desse material e favorece a economia de pessoal, de material e de tempo.
Julgue os itens subsequentes, com relação a esterilização de materiais. Ao se empacotar os materiais cirúrgicos, o invólucro utilizado deve possibilitar tanto a penetração do agente esterilizante como mantê-los protegidos até o momento do uso. Na autoclave são utilizados campos de tecido de algodão, papéis (grau cirúrgico e kraft), filme poliamida transparente e caixa metálica perfurada embalada em campo, para permitir a livre circulação do vapor.
A resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) RDC n.º 153, de 14 de junho de 2004, determina o regulamento técnico para os procedimentos hemoterápicos, incluindo coleta, processamento, teste, armazenamento, transporte, controle de qualidade e uso humano de sangue e seus componentes, obtidos do sangue venoso, do cordão umbilical, da placenta ou da medula óssea. Com base no que determina a referida resolução, julgue os itens a seguir. O sangue coletado e rotulado deve ser armazenado temporariamente à temperatura de 4 ºC (± 2 ºC) até ser transportado para o laboratório de processamento. O tempo entre a coleta e o início do processamento não deve exceder 48 horas.
De acordo com orientações do Ministério da Saúde, a estrutura física da central de material esterilizado deve ter projetada de forma a permitir o fluxo de materiais da área de recepção à de distribuição e a evitar o cruzamento de material limpo com o contaminado. Tais cuidados proporcionam condições adequadas de trabalho à equipe de saúde, diminuindo o risco de preparo inadequado do material. A esse respeito, julgue os itens a seguir. Os aventais ou capotes e os demais campos cirúrgicos recebidos da lavanderia são encaminhados ao setor de preparo, onde são inspecionados, dobrados e acondicionados. Durante a etapa de inspeção, devem ser observados sujidades, rasgos e ausência de cadarços ou amarrilhos.
Na Central de Material Esterilizado (CME) é realizado o preparo de todo o material estéril a ser utilizado no hospital. Essa área do hospital é composta pelas áreas de recepção, limpeza, preparo, esterilização, guarda e distribuição dos materiais esterilizados utilizados pela equipe de saúde no atendimento ao cliente. Com relação a esterilização de material, julgue os itens de 110 a 112. A recepção do material contaminado, que necessita limpeza deve ser feita pelo pessoal da área de preparo de material e esterilização, que inclui a área de armazenamento e distribuição.
Julgue os itens subsequentes, com relação a esterilização de materiais. Na estufa são utilizados filme de poliamida transparente e caixa metálica fechada e, no esterilizador de óxido de etileno são utilizadas lâminas de alumínio, recipiente de vidro refratário e caixa metálica fechada.
Na Central de Material Esterilizado (CME) é realizado o preparo de todo o material estéril a ser utilizado no hospital. Essa área do hospital é composta pelas áreas de recepção, limpeza, preparo, esterilização, guarda e distribuição dos materiais esterilizados utilizados pela equipe de saúde no atendimento ao cliente. Com relação a esterilização de material, julgue os itens de 110 a 112. Para assegurar uma correta esterilização dos materiais, faz-se necessária a adoção de alguns cuidados importantes: utilizar no máximo 60% da capacidade de armazenamento da câmara; evitar que os pacotes encostem nas paredes do aparelho; colocar os pacotes maiores na parte superior e os menores na parte inferior do aparelho, colocando jarros, bacias e frascos com a boca para baixo, para facilitar o processo.
De acordo com orientações do Ministério da Saúde, a estrutura física da central de material esterilizado deve ter projetada de forma a permitir o fluxo de materiais da área de recepção à de distribuição e a evitar o cruzamento de material limpo com o contaminado. Tais cuidados proporcionam condições adequadas de trabalho à equipe de saúde, diminuindo o risco de preparo inadequado do material. A esse respeito, julgue os itens a seguir. No processo de esterilização em estufa, utilizam-se lâminas de alumínio, recipiente de vidro refratário e caixa metálica fechada.
A resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) RDC n.º 153, de 14 de junho de 2004, determina o regulamento técnico para os procedimentos hemoterápicos, incluindo coleta, processamento, teste, armazenamento, transporte, controle de qualidade e uso humano de sangue e seus componentes, obtidos do sangue venoso, do cordão umbilical, da placenta ou da medula óssea. Com base no que determina a referida resolução, julgue os itens a seguir. Candidatas a doação de sangue que estiverem grávidas não devem ser impedidas de doar. Porém, a candidata deve ser excluída se tiver sofrido abortamento em menos de 12 semanas. Em caso de doença hemolítica perinatal em que seja possível encontrar sangue compatível para transfusão em recém-nascido, a mãe pode ser autorizada a realizar a doação de sangue, desde que haja consentimento escrito do hemoterapeuta e do médico obstetra.
De acordo com orientações do Ministério da Saúde, a estrutura física da central de material esterilizado deve ter projetada de forma a permitir o fluxo de materiais da área de recepção à de distribuição e a evitar o cruzamento de material limpo com o contaminado. Tais cuidados proporcionam condições adequadas de trabalho à equipe de saúde, diminuindo o risco de preparo inadequado do material. A esse respeito, julgue os itens a seguir. O material estéril não deve, em hipótese alguma, ser encaminhado ao centro cirúrgico por meio de monta-cargas ou carrinhos visto que eles não garantem a adequada proteção do material.
A resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) RDC n.º 153, de 14 de junho de 2004, determina o regulamento técnico para os procedimentos hemoterápicos, incluindo coleta, processamento, teste, armazenamento, transporte, controle de qualidade e uso humano de sangue e seus componentes, obtidos do sangue venoso, do cordão umbilical, da placenta ou da medula óssea. Com base no que determina a referida resolução, julgue os itens a seguir. Todos os materiais, substâncias e insumos industrializados usados para coleta, preservação, processamento, armazenamento e transfusão de sangue e de seus componentes, assim como os reagentes industrializados usados para triagem de doenças transmissíveis pelo sangue e para triagem imuno-hematológica, devem satisfazer as normas vigentes e estar registrados ou autorizados para uso pela autoridade sanitária competente.

Deixe seu comentário (0)

Seja o primeiro a comentar!