← Mais simulados

Simulado: Auxiliar de Enfermagem - Urgência e Emergência - Polícia Federal - Questões

Simulado com Questões da Prova - Auxiliar de Enfermagem - Urgência e Emergência - Polícia Federal. Ao Terminar de Resolver, Clique em Corrigir para ver o Gabarito.

11 resolveram
79% acertos
Fácil
1 gabaritaram
6 ótimo
4 bom
1 regular
0 péssimo

O transporte intra-hospitalar de pacientes em situação grave é condição em que há a transferência temporária ou definitiva de pacientes por profissionais de saúde dentro do ambiente hospitalar. Realizar o transporte de pacientes é uma atividade freqüente e complexa, que demanda experiência e competência dos profissionais envolvidos e requer que os materiais e os equipamentos encontrem-se em perfeitas condições de uso. Com relação a esse assunto, julgue os itens que se seguem.

São exemplos de complicações freqüentes associadas ao transporte de pacientes em estado grave: a alteração dos níveis de pressão arterial, parada cardiorrespiratória, arritmias cardíacas, insuficiência respiratória, obstrução das vias aéreas, extubação, alterações do nível de consciência, hipoglicemia ou hiperglicemia.

Uma paciente de 46 anos de idade deu entrada no pronto-socorro de um hospital com queixas de falta de ar e inchaço nas pernas há uma semana. Informou sobre o diagnóstico médico de cardiopatia chagásica há 4 anos e que tem feito acompanhamento da doença com sucessivas internações. Chegou com quadro de dificuldade respiratória aos médios esforços associado a tosse com secreção esbranquiçada e rajas de sangue, epigastralgia, edema de pernas e redução da ingesta alimentar. Foram solicitadas as seguintes condutas: instalação de cateter nasal com oxigênio a 2 L/min; nebulização com água destilada (5 mL); verificação dos sinais vitais de 4 em 4 horas; medir e anotar a diurese. Foi também solicitada a administração dos seguintes medicamentos: digoxina via oral (0,25 mg, meio comprimido pela manhã); heparina 5.000 unidades por via subcutânea, de 12 em 12 horas e ceftriaxona 2 g ao dia, por via intravenosa.

Em face do quadro clínico acima descrito, julgue os itens seguintes.

Ao preparar a nebulização para a paciente, o profissional de enfermagem necessitará de uma máscara facial acoplada ao copo do nebulizador (com a solução prescrita), e este ao tubo corrugado (conector), que será adaptado ao fluxômetro de oxigênio ou de ar comprimido.

O atendimento inicial aos acidentados, por ser crítico para a evolução do trauma, deve ser realizado por profissional com preparo e conhecimento. Acerca desse tema, julgue os itens seguintes.

Ao chegar no local do acidente, o socorrista deve, imediatamente, realizar a avaliação inicial de trauma do paciente.

Durante seu turno de trabalho, um profissional de enfermagem de uma equipe de saúde da família, recebeu, na unidade base, um homem de 55 anos de idade desacordado. Os acompanhantes relataram que ele havia apresentado intensa dor no peito há 20 min, com sensação de aperto, sudorese fria e falta de ar, seguidos de desmaio que ocorreu há menos de 5 min, quando foi imediatamente trazido para atendimento. O profissional de enfermagem constatou que o paciente estava inconsciente, não respirava e não apresentava pulso carotídeo.

Considerando a situação clínica apresentada, julgue os itens a seguir.

Na grande maioria dos adultos que apresentam a condição emergencial descrita, constata-se a presença de assistolia, que deve ser tratada por meio de desfibrilação cardíaca.

O atendimento inicial aos acidentados, por ser crítico para a evolução do trauma, deve ser realizado por profissional com preparo e conhecimento. Acerca desse tema, julgue os itens seguintes.

No caso de o paciente apresentar fraturas, recomenda-se movimentar o mínimo possível o membro afetado, não remover o paciente antes de imobilizar a área afetada e não tentar recolocar o osso em seu local correto.

O atendimento inicial aos acidentados, por ser crítico para a evolução do trauma, deve ser realizado por profissional com preparo e conhecimento. Acerca desse tema, julgue os itens seguintes.

A avaliação de um paciente com problemas clínicos e de outro com trauma deve seguir a seqüência: obter a história clínica, fazer o exame físico e verificar os sinais vitais.

O atendimento inicial aos acidentados, por ser crítico para a evolução do trauma, deve ser realizado por profissional com preparo e conhecimento. Acerca desse tema, julgue os itens seguintes.

Em condições normais, a verificação do pulso pode ser realizada mediante palpação da artéria radial, em ponto localizado na porção lateral do antebraço ou no punho. Entretanto, caso seja necessário mobilizar o paciente com trauma, deve-se preterir essa artéria e dar preferência à verificação do pulso carotídeo.

O transporte intra-hospitalar de pacientes em situação grave é condição em que há a transferência temporária ou definitiva de pacientes por profissionais de saúde dentro do ambiente hospitalar. Realizar o transporte de pacientes é uma atividade freqüente e complexa, que demanda experiência e competência dos profissionais envolvidos e requer que os materiais e os equipamentos encontrem-se em perfeitas condições de uso. Com relação a esse assunto, julgue os itens que se seguem.

Os monitores cardíacos com desfibriladores são equipamentos que devem ser usados no transporte intrahospitalar de pacientes críticos pois são necessários para a identificação de alterações eletrocardiográficas (arritmias cardíacas), assim como para a imediata reversão dessas alterações (quando indicado).

A área de urgência e emergência é um importante componente da assistência à saúde. A Portaria n.º 2.048/2002 do Ministério da Saúde estabelece normas e critérios de funcionamento de serviços de urgência e emergência vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS). Com relação a esse tema, julgue os itens subseqüentes.

Os serviços de atendimento pré-hospitalar móvel devem contar exclusivamente com uma equipe de profissionais da área da saúde (médico, enfermeiro e auxiliares de enfermagem).

O transporte intra-hospitalar de pacientes em situação grave é condição em que há a transferência temporária ou definitiva de pacientes por profissionais de saúde dentro do ambiente hospitalar. Realizar o transporte de pacientes é uma atividade freqüente e complexa, que demanda experiência e competência dos profissionais envolvidos e requer que os materiais e os equipamentos encontrem-se em perfeitas condições de uso. Com relação a esse assunto, julgue os itens que se seguem.

Ambu® ou bolsa auto-inflável com reservatório de oxigênio, cânula de Guedel, laringoscópio, cânulas de intubação traqueal e fio-guia são exemplos de alguns equipamentos que devem estar incluídos na maleta para as vias aéreas, ou maleta de intubação.

O atendimento inicial aos acidentados, por ser crítico para a evolução do trauma, deve ser realizado por profissional com preparo e conhecimento. Acerca desse tema, julgue os itens seguintes.

Nos casos de atendimento a vítima de trauma craniencefálico, deve-se imobilizar a coluna cervical com colar cervical, impedir que haja dobramento da coluna vertebral, manter as vias aéreas permeáveis e pesquisar outras lesões.

A área de urgência e emergência é um importante componente da assistência à saúde. A Portaria n.º 2.048/2002 do Ministério da Saúde estabelece normas e critérios de funcionamento de serviços de urgência e emergência vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS). Com relação a esse tema, julgue os itens subseqüentes.

Atendimento pré-hospitalar fixo é prestado por um conjunto de unidades básicas de saúde, unidades do Programa de Saúde da Família (PSF), Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS), ambulatórios especializados, serviços de diagnóstico e terapia, unidades não-hospitalares de atendimento às urgências e emergências e pelos serviços de atendimento pré-hospitalar móvel.

Deixe seu comentário (0)

Participe, faça um comentário.