Simulado Soldado da Polícia Militar - Direito Penal - Polícia Militar BA - 2012

Simulado com 4 questões de Direito Penal Ensino Médio Banca FCC. Teste seus Conhecimentos em Provas Online com Gabarito.

  • 5.026 Resolveram
  • 44% Acertos
  • 366 Gabaritaram
  • barra ótimo 366 Ótimo
  • barra qtd_bom 2.471 Bom
  • barra ruim1.425 Ruim
  • barra péssimo764 Péssimo

Para corrigir este simulado é preciso Entrar ou Cadastrar-se. É simples e rápido!

  • 2 - Questão 16707.   Direito Penal - Nível Médio - Soldado da Polícia Militar - Polícia Militar BA - FCC - 2012
  • No que concerne ao arrependimento eficaz e à desistência voluntária, é correto afirmar que
  • 3 - Questão 16708.   Direito Penal - Nível Médio - Soldado da Polícia Militar - Polícia Militar BA - FCC - 2012
  • No que concerne ao crime de homicídio, considere:

    I . O emprego cfe veneno para causar a morte da ví­tima não constitui, por si só, circunstância qualificadora do delito.

    I I . A utilização de arma de calibre superior àquela que era portada pela vítima constitui circunstância qualificadora, porque coloca o agente em situação de superioridade.

    I I I . O emprego de meio que agrava o sofrimento da vitima configura a circunstância qualificadora do emprego de meio cruel.

    IV . O fato de ter sido o homicídio praticado por motivo frívolo, feviano, insignificante, mínimo, caracteriza a circunstância quafificadora do motivo torpe.

    Está correto o que se afirma SOMENTE em
  • 4 - Questão 16709.   Direito Penal - Nível Médio - Soldado da Polícia Militar - Polícia Militar BA - FCC - 2012
  • Plauto é Policial Militar e estava exercendo as suas funções no policiamento de rua de determinado bairro. No exercício dessas funções, surpreendeu João subtraindo objetos da vitrine de uma loja, cujo vidro eie havia quebrado. João. seu amigo, pediu perdão, dizendo que estava desempregado e pretendia vender os objetos para obter recursos. Penalizado com a situação de João. Plauto deixou de prendê-lo e permitiu que deixasse o local. Nesse caso, Plauto cometeu crime de