← Mais simulados

Simulado: Polícia Militar ES - História do Brasil - Soldado da Polícia Militar - 2009

Ao Terminar de Resolver o Simulado, Clique em Corrigir para ver o Gabarito. Questões da Prova - Polícia Militar ES - História do Brasil - Soldado da Polícia Militar - 2009.

1.172 resolveram
69% acertos
Médio
63 gabaritaram
443 ótimo
652 bom
75 regular
2 péssimo

Texto associado.
O início da colonização do Brasil foi marcado por uma espécie de parceria entre o Estado português e a iniciativa privada que se expressa na criação das capitanias hereditárias, quando o litoral da colônia, incluindo o território do Espírito Santo, foi repartido em grandes lotes e entregues a particulares. Latifúndio, escravidão e monocultura exportadora foram aspectos essenciais desse modelo de exploração colonial.

Ao ficar independente, em 1822, o Brasil não rompeu radicalmente com essa estrutura herdada da colônia. Assim, o café veio substituir, em importância econômica, a cana-de-açúcar, mas o poder permanecia em mãos de uns poucos. A escravidão somente foi abolida em 1888, às vésperas do golpe republicano. Até o advento da Revolução de 1930, o país pouco se modernizara e a exclusão política, social e econômica continuava a ser a regra. Um Brasil diferente começa a surgir na Era Vargas (1930-1945): introduzia-se a indústria de base, a vida urbana começa a expandir-se e conquistas sociais — como a legislação trabalhista — são obtidas.

A partir das informações acima e considerando aspectos significativos da história do Brasil, julgue os itens subsequentes.
Em meados do século XX, o Brasil passa a conviver com expressivo processo de urbanização, deixando para trás a imagem de uma sociedade historicamente rural.
Texto associado.
O início da colonização do Brasil foi marcado por uma espécie de parceria entre o Estado português e a iniciativa privada que se expressa na criação das capitanias hereditárias, quando o litoral da colônia, incluindo o território do Espírito Santo, foi repartido em grandes lotes e entregues a particulares. Latifúndio, escravidão e monocultura exportadora foram aspectos essenciais desse modelo de exploração colonial.

Ao ficar independente, em 1822, o Brasil não rompeu radicalmente com essa estrutura herdada da colônia. Assim, o café veio substituir, em importância econômica, a cana-de-açúcar, mas o poder permanecia em mãos de uns poucos. A escravidão somente foi abolida em 1888, às vésperas do golpe republicano. Até o advento da Revolução de 1930, o país pouco se modernizara e a exclusão política, social e econômica continuava a ser a regra. Um Brasil diferente começa a surgir na Era Vargas (1930-1945): introduzia-se a indústria de base, a vida urbana começa a expandir-se e conquistas sociais — como a legislação trabalhista — são obtidas.

A partir das informações acima e considerando aspectos significativos da história do Brasil, julgue os itens subsequentes.
O Brasil participou diretamente da Segunda Guerra Mundial ao lado dos países que combatiam o nazifascismo.
Texto associado.
O início da colonização do Brasil foi marcado por uma espécie de parceria entre o Estado português e a iniciativa privada que se expressa na criação das capitanias hereditárias, quando o litoral da colônia, incluindo o território do Espírito Santo, foi repartido em grandes lotes e entregues a particulares. Latifúndio, escravidão e monocultura exportadora foram aspectos essenciais desse modelo de exploração colonial.

Ao ficar independente, em 1822, o Brasil não rompeu radicalmente com essa estrutura herdada da colônia. Assim, o café veio substituir, em importância econômica, a cana-de-açúcar, mas o poder permanecia em mãos de uns poucos. A escravidão somente foi abolida em 1888, às vésperas do golpe republicano. Até o advento da Revolução de 1930, o país pouco se modernizara e a exclusão política, social e econômica continuava a ser a regra. Um Brasil diferente começa a surgir na Era Vargas (1930-1945): introduzia-se a indústria de base, a vida urbana começa a expandir-se e conquistas sociais — como a legislação trabalhista — são obtidas.

A partir das informações acima e considerando aspectos significativos da história do Brasil, julgue os itens subsequentes.
Na capitania do Espírito Santo, as hostilidades indígenas impediram a fixação de ordens religiosas, como a dos jesuítas, para o trabalho de catequese que se pretendia executar.
Texto associado.
O início da colonização do Brasil foi marcado por uma espécie de parceria entre o Estado português e a iniciativa privada que se expressa na criação das capitanias hereditárias, quando o litoral da colônia, incluindo o território do Espírito Santo, foi repartido em grandes lotes e entregues a particulares. Latifúndio, escravidão e monocultura exportadora foram aspectos essenciais desse modelo de exploração colonial.

Ao ficar independente, em 1822, o Brasil não rompeu radicalmente com essa estrutura herdada da colônia. Assim, o café veio substituir, em importância econômica, a cana-de-açúcar, mas o poder permanecia em mãos de uns poucos. A escravidão somente foi abolida em 1888, às vésperas do golpe republicano. Até o advento da Revolução de 1930, o país pouco se modernizara e a exclusão política, social e econômica continuava a ser a regra. Um Brasil diferente começa a surgir na Era Vargas (1930-1945): introduzia-se a indústria de base, a vida urbana começa a expandir-se e conquistas sociais — como a legislação trabalhista — são obtidas.

A partir das informações acima e considerando aspectos significativos da história do Brasil, julgue os itens subsequentes.
A economia açucareira, com seus lucros expressivos, fez do Espírito Santo e de São Vicente as exceções de sucesso no conjunto das capitanias hereditárias.
Texto associado.
O início da colonização do Brasil foi marcado por uma espécie de parceria entre o Estado português e a iniciativa privada que se expressa na criação das capitanias hereditárias, quando o litoral da colônia, incluindo o território do Espírito Santo, foi repartido em grandes lotes e entregues a particulares. Latifúndio, escravidão e monocultura exportadora foram aspectos essenciais desse modelo de exploração colonial.

Ao ficar independente, em 1822, o Brasil não rompeu radicalmente com essa estrutura herdada da colônia. Assim, o café veio substituir, em importância econômica, a cana-de-açúcar, mas o poder permanecia em mãos de uns poucos. A escravidão somente foi abolida em 1888, às vésperas do golpe republicano. Até o advento da Revolução de 1930, o país pouco se modernizara e a exclusão política, social e econômica continuava a ser a regra. Um Brasil diferente começa a surgir na Era Vargas (1930-1945): introduzia-se a indústria de base, a vida urbana começa a expandir-se e conquistas sociais — como a legislação trabalhista — são obtidas.

A partir das informações acima e considerando aspectos significativos da história do Brasil, julgue os itens subsequentes.
A mão-de-obra escrava foi um dos sustentáculos da economia colonial brasileira, sendo extinta apenas após a Independência, ao final do período monárquico.
Texto associado.
O início da colonização do Brasil foi marcado por uma espécie de parceria entre o Estado português e a iniciativa privada que se expressa na criação das capitanias hereditárias, quando o litoral da colônia, incluindo o território do Espírito Santo, foi repartido em grandes lotes e entregues a particulares. Latifúndio, escravidão e monocultura exportadora foram aspectos essenciais desse modelo de exploração colonial.

Ao ficar independente, em 1822, o Brasil não rompeu radicalmente com essa estrutura herdada da colônia. Assim, o café veio substituir, em importância econômica, a cana-de-açúcar, mas o poder permanecia em mãos de uns poucos. A escravidão somente foi abolida em 1888, às vésperas do golpe republicano. Até o advento da Revolução de 1930, o país pouco se modernizara e a exclusão política, social e econômica continuava a ser a regra. Um Brasil diferente começa a surgir na Era Vargas (1930-1945): introduzia-se a indústria de base, a vida urbana começa a expandir-se e conquistas sociais — como a legislação trabalhista — são obtidas.

A partir das informações acima e considerando aspectos significativos da história do Brasil, julgue os itens subsequentes.
A Independência manteve de pé os pilares que sustentaram a etapa colonial da História brasileira.
Texto associado.
O início da colonização do Brasil foi marcado por uma espécie de parceria entre o Estado português e a iniciativa privada que se expressa na criação das capitanias hereditárias, quando o litoral da colônia, incluindo o território do Espírito Santo, foi repartido em grandes lotes e entregues a particulares. Latifúndio, escravidão e monocultura exportadora foram aspectos essenciais desse modelo de exploração colonial.

Ao ficar independente, em 1822, o Brasil não rompeu radicalmente com essa estrutura herdada da colônia. Assim, o café veio substituir, em importância econômica, a cana-de-açúcar, mas o poder permanecia em mãos de uns poucos. A escravidão somente foi abolida em 1888, às vésperas do golpe republicano. Até o advento da Revolução de 1930, o país pouco se modernizara e a exclusão política, social e econômica continuava a ser a regra. Um Brasil diferente começa a surgir na Era Vargas (1930-1945): introduzia-se a indústria de base, a vida urbana começa a expandir-se e conquistas sociais — como a legislação trabalhista — são obtidas.

A partir das informações acima e considerando aspectos significativos da história do Brasil, julgue os itens subsequentes.
A República foi implantada no Brasil graças à mobilização popular que, em eleição, demonstrou descontentamento com o regime imperial.
Texto associado.
O início da colonização do Brasil foi marcado por uma espécie de parceria entre o Estado português e a iniciativa privada que se expressa na criação das capitanias hereditárias, quando o litoral da colônia, incluindo o território do Espírito Santo, foi repartido em grandes lotes e entregues a particulares. Latifúndio, escravidão e monocultura exportadora foram aspectos essenciais desse modelo de exploração colonial.

Ao ficar independente, em 1822, o Brasil não rompeu radicalmente com essa estrutura herdada da colônia. Assim, o café veio substituir, em importância econômica, a cana-de-açúcar, mas o poder permanecia em mãos de uns poucos. A escravidão somente foi abolida em 1888, às vésperas do golpe republicano. Até o advento da Revolução de 1930, o país pouco se modernizara e a exclusão política, social e econômica continuava a ser a regra. Um Brasil diferente começa a surgir na Era Vargas (1930-1945): introduzia-se a indústria de base, a vida urbana começa a expandir-se e conquistas sociais — como a legislação trabalhista — são obtidas.

A partir das informações acima e considerando aspectos significativos da história do Brasil, julgue os itens subsequentes.
A Revolução de 1930 pôs fim à República Velha e é considerada marco decisivo para o processo de modernização do país.
Texto associado.
O início da colonização do Brasil foi marcado por uma espécie de parceria entre o Estado português e a iniciativa privada que se expressa na criação das capitanias hereditárias, quando o litoral da colônia, incluindo o território do Espírito Santo, foi repartido em grandes lotes e entregues a particulares. Latifúndio, escravidão e monocultura exportadora foram aspectos essenciais desse modelo de exploração colonial.

Ao ficar independente, em 1822, o Brasil não rompeu radicalmente com essa estrutura herdada da colônia. Assim, o café veio substituir, em importância econômica, a cana-de-açúcar, mas o poder permanecia em mãos de uns poucos. A escravidão somente foi abolida em 1888, às vésperas do golpe republicano. Até o advento da Revolução de 1930, o país pouco se modernizara e a exclusão política, social e econômica continuava a ser a regra. Um Brasil diferente começa a surgir na Era Vargas (1930-1945): introduzia-se a indústria de base, a vida urbana começa a expandir-se e conquistas sociais — como a legislação trabalhista — são obtidas.

A partir das informações acima e considerando aspectos significativos da história do Brasil, julgue os itens subsequentes.
A criação da Companhia Siderúrgica Nacional ocorreu no contexto da Segunda Guerra Mundial e é o ponto de partida da indústria pesada no Brasil.
Texto associado.
O início da colonização do Brasil foi marcado por uma espécie de parceria entre o Estado português e a iniciativa privada que se expressa na criação das capitanias hereditárias, quando o litoral da colônia, incluindo o território do Espírito Santo, foi repartido em grandes lotes e entregues a particulares. Latifúndio, escravidão e monocultura exportadora foram aspectos essenciais desse modelo de exploração colonial.

Ao ficar independente, em 1822, o Brasil não rompeu radicalmente com essa estrutura herdada da colônia. Assim, o café veio substituir, em importância econômica, a cana-de-açúcar, mas o poder permanecia em mãos de uns poucos. A escravidão somente foi abolida em 1888, às vésperas do golpe republicano. Até o advento da Revolução de 1930, o país pouco se modernizara e a exclusão política, social e econômica continuava a ser a regra. Um Brasil diferente começa a surgir na Era Vargas (1930-1945): introduzia-se a indústria de base, a vida urbana começa a expandir-se e conquistas sociais — como a legislação trabalhista — são obtidas.

A partir das informações acima e considerando aspectos significativos da história do Brasil, julgue os itens subsequentes.
A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) surgiu na Era Vargas.

Deixe seu comentário (1)

Foto de perfil vazia
Por Eleni perreira da silva em 10/10/2017 15:13:26
fui otima genteee...

Participe, diga o que achou do simulado.