Exército Brasileiro (EsFCEx) - Literatura - Aluno - 2014

Responda as 5 questões abaixo (Exército Brasileiro (EsFCEx) - Literatura - Aluno - 2014). Ao terminar, clique no botão para ver sua nota e o gabarito. Boa prova!

5 questões Conhecimentos Específicos , Literatura, Aluno do Exército, EsFCEx, EB, Médio

180 resolveram
38% média
Difícil
7 gabaritaram
26 Ótimo
26 Bom
106 Regular
22 Péssimo
Leia o texto abaixo e responda o que se pede.

      “(...)
      – Fabiano, você é um homem, exclamou em voz alta.
      Conteve-se, notou que os meninos estavam perto, com certeza iam admirar-se ouvindo-o falar só. E, pensando bem, ele não era homem: era apenas um cabra ocupado em guardar coisas dos outros. Vermelho, queimando, tinha os olhos azuis, a barba e os cabelos ruivos; mas como vivia em terra alheia, cuidava de animais alheios, descobria-se, encolhia-se na presença dos brancos e julgava-se cabra.
      Olhou em torno, com receio de que, fora os meninos, alguém tivesse percebido a frase im- prudente. Corrigiu-a, murmurando:
      – Você é um bicho, Fabiano.
      Isto para ele era motivo de orgulho. Sim senhor, um bicho, capaz de vencer dificuldades.”

(Fragmento de “Vidas Secas”, de Graciliano Ramos)


A partir do texto apresentado, é correto afirmar que o personagem Fabiano
O texto a seguir refere-se a qual poeta brasileiro?

“Em sua obra, o drama da existência revela uma provável influência das ideias pessimistas do filósofo alemão Schopenhauer, que marcaram o final do século XIX. Além disso, certas posturas verificadas em sua poesia – o desejo de fugir da realidade, de transcender a matéria e integrar-se espiritualmente no cosmo – parecem originar-se não apenas do sentimento de opressão e mal-estar produzido pelo capitalismo, mas também do drama racial e pessoal que o autor vivia.”
A temática do Arcadismo presente nos versos abaixo é o

            “Se o bem desta choupana pode tanto,
            Que chega a ter mais preço, e mais valia,
            Que da Cidade o lisonjeiro encanto”
É correto afirmar, em relação à poesia do segundo momento modernista brasileiro, que
Em relação ao momento histórico do Quinhentismo brasileiro, podemos afirmar que

Veja também...