Simulado AGU - Direito Tributário - Advogado da União - 2015

Simulado para Advogado da União - AGU com 7 Questões de Direito Tributário. Prova com Exercícios de Ensino Superior da Banca CESPE com Gabarito.

  • 61 Resolveram
  • 64% Acertos
  • 5 Gabaritaram
  • barra ótimo 16 Ótimo
  • barra qtd_bom 28 Bom
  • barra ruim17 Regular
  • barra péssimo0 Ruim

Para corrigir este simulado é preciso Cadastrar-se. É simples, rápido e grátis!

  • 1 - Questão 19300.   Direito Tributário - Nível Superior - Advogado da União - AGU - CESPE - 2015
  • Por dispositivo legal expresso, a obrigação de recolhimento de determinado imposto foi atribuída a pessoa diversa da do contribuinte, devendo esse pagamento ser feito antecipadamente, em momento prévio à ocorrência do fato gerador, previsto para ocorrer no futuro.

    Com relação a essa situação, julgue o item seguinte.

    Não ocorrendo o fato gerador, o contribuinte substituído terá direito à restituição do valor do imposto pago. Porém, ocorrendo o fato gerador com base de cálculo inferior à prevista, não será obrigatória a restituição da diferença paga a maior, conforme jurisprudência do STF.
  • 2 - Questão 19301.   Direito Tributário - Nível Superior - Advogado da União - AGU - CESPE - 2015
  • Por dispositivo legal expresso, a obrigação de recolhimento de determinado imposto foi atribuída a pessoa diversa da do contribuinte, devendo esse pagamento ser feito antecipadamente, em momento prévio à ocorrência do fato gerador, previsto para ocorrer no futuro.

    Com relação a essa situação, julgue o item seguinte.

    Na situação considerada, trata-se do instituto denominado substituição tributária progressiva, que tem previsão expressa relativa ao ICMS.
  • 3 - Questão 19302.   Direito Tributário - Nível Superior - Advogado da União - AGU - CESPE - 2015
  • Acerca dos princípios constitucionais tributários, julgue o item subsequente.

    Pela aplicação do princípio da anterioridade tributária, quaisquer modificações na base de cálculo ou na alíquota dos tributos terão sua eficácia suspensa até o primeiro dia do exercício financeiro seguinte à publicação da lei que promoveu a alteração.
  • 4 - Questão 19303.   Direito Tributário - Nível Superior - Advogado da União - AGU - CESPE - 2015
  • Acerca dos princípios constitucionais tributários, julgue o item subsequente.

    O princípio da isonomia tributária impõe que o tributo incida sobre as atividades lícitas e, igualmente, sobre as atividades ilícitas, de modo a se consagrar a regra da interpretação objetiva do fato gerador. Dessa forma, é legítima a cobrança de IPTU sobre imóvel construído irregularmente, em área non aedificandi, não significando tal cobrança de tributo concordância do poder público com a ocupação irregular.
  • 5 - Questão 19304.   Direito Tributário - Nível Superior - Advogado da União - AGU - CESPE - 2015
  • Acerca dos princípios constitucionais tributários, julgue o item subsequente.

    Conforme o princípio da irretroatividade da lei tributária, não se admite a cobrança de tributos em relação a fatos geradores ocorridos em período anterior à vigência da lei que os instituiu ou aumentou. Entretanto, o Código Tributário Nacional admite a aplicação retroativa de lei que estabeleça penalidade menos severa que a prevista na norma vigente ao tempo da prática do ato a que se refere, desde que não tenha havido julgamento definitivo.
  • 6 - Questão 19305.   Direito Tributário - Nível Superior - Advogado da União - AGU - CESPE - 2015
  • Acerca dos princípios constitucionais tributários, julgue o item subsequente.

    O princípio da vedação à utilização de tributo com efeito de confisco, previsto expressamente na CF, aplica-se igualmente às multas tributárias, de modo a limitar, conforme jurisprudência pacífica do STF, o poder do Estado na instituição e cobrança de penalidades.
  • 7 - Questão 19306.   Direito Tributário - Nível Superior - Advogado da União - AGU - CESPE - 2015
  • Acerca dos princípios constitucionais tributários, julgue o item subsequente.

    De acordo com o princípio da legalidade, fica vedada a criação ou a majoração de tributos, bem como a cominação de penalidades em caso de violação da legislação tributária, salvo por meio de lei.

Comentar Simulado

Para comentar este simulado é preciso Cadastrar-se. É simples, rápido e grátis!