Simulado: Companhia Águas de Joinville - Engenharia Ambiental - Técnico em Saneamento - 2010

6 questões Engenharia Ambiental, Técnico em Saneamento, Companhia Águas de Joinville, UNISOCIESC, Ensino Médio

Responda as 6 questões do simulado abaixo (Companhia Águas de Joinville - Engenharia Ambiental - Técnico em Saneamento - 2010). Ao terminar a prova, clique em corrigir para ver o gabarito.

229 resolveram
45% acertos
Difícil
4 gabaritaram
19 ótimo
117 bom
48 regular
45 péssimo
Dados estatísticos de usuários que resolveram este simulado.

1Questão 29839. Engenharia Ambiental, Técnico em Saneamento, Companhia Águas de Joinville, UNISOCIESC, Ensino Médio, 2010

No tratamento de água para abastecimento público é necessário completo atendimento à legislação específica, a Portaria 518 do Ministério da Saúde de 25 de março de 2004. Esta legislação estabelece os procedimentos e responsabilidades relativos ao controle e vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade, e dá outras providências. Em sua Seção IV fala do “Responsável pela Operação de Sistema e/ou Solução Alternativa”. No Art. 8º diz: “Cabe ao(s) responsável(is) pela operação de sistema ou solução alternativa de abastecimento de água, exercer o controle da qualidade da água. Parágrafo único. Em caso de administração, em regime de concessão ou permissão do sistema de abastecimento de água, é a concessionária ou a permissionária a responsável pelo controle da qualidade da água.

Segundo a referida Portaria a presença de coliformes termotolerantes deve ser:

2Questão 29840. Engenharia Ambiental, Técnico em Saneamento, Companhia Águas de Joinville, UNISOCIESC, Ensino Médio, 2010

Considerando o problema das incrustações na rede de distribuição de água, o pH da água tratada e distribuída é fator de extrema importância. A formação de hidróxidos insolúveis e carbonatos é a causa das incrustações nas tubulações de aço carbono, logo, para evitar este problema a concessionária distribui água com pH:

3Questão 29841. Engenharia Ambiental, Técnico em Saneamento, Companhia Águas de Joinville, UNISOCIESC, Ensino Médio, 2010

Para o tratamento dos efluentes sanitários existem diferentes métodos, sendo a eficiência, custo do tratamento, área ocupada pela estação, capacidade e outros fatores, itens decisivos para escolha da metodologia utilizada. Pode-se dizer que uma das maiores vantagens do sistema de lagoas para tratamento de esgoto é:

4Questão 29842. Engenharia Ambiental, Técnico em Saneamento, Companhia Águas de Joinville, UNISOCIESC, Ensino Médio, 2010

Para a saúde pública, o Ministério da Saúde determina que a água tratada atenda certos parâmetros de potabilidade e, também, que sejam adicionadas substâncias como bactericida. A prática da adição de cloro na água pública é:

5Questão 29843. Engenharia Ambiental, Técnico em Saneamento, Companhia Águas de Joinville, UNISOCIESC, Ensino Médio, 2010

Os parâmetros DQO e DBO são amplamente utilizados como indicativo da qualidade das águas. Isto se deve ao fato de serem necessárias quantidades de oxigênio presente na água para o processo oxidativo inevitável ao qual todas as substâncias na natureza estão submetidas. Espera-se que:

6Questão 29844. Engenharia Ambiental, Técnico em Saneamento, Companhia Águas de Joinville, UNISOCIESC, Ensino Médio, 2010

Dentre os agentes floculantes mais utilizados no tratamento de água para o abastecimento público pode-se citar: