Bombeiro Militar PE - Interpretação de Texto - Bombeiro Militar - 2006

Simulado com 7 questões de Nível Médio - Banca IPAD. Bombeiro Militar PE - Interpretação de Texto - Bombeiro Militar - 2006. Gabarite e some pontos no ranking!

  • Difícil
  • 347 Resolveram
  • 39% Acertos
  • 3 Gabaritaram
  • barra ótimo 19 Ótimo
  • barra qtd_bom 85 Bom
  • barra ruim159 Regular
  • barra péssimo84 Ruim
TEXTO 1 -  QUESTÕES 1, 2 e 3

Três idades

A primeira vez que te vi,
Eu era menino e tu menina.
Sorrias tanto... Havia em ti
Graça de instinto, airosa e fina.
Eras pequena, eras franzina...
(...)
Quando te vi segunda vez,
Já eras moça, e com que encanto
A adolescência em ti se fez!
Flor e botão... Sorrias tanto...
E o teu sorriso foi meu pranto...
(...)
Vejo-te agora. Oito anos faz,
Oito anos faz que não te via...
Quanta mudança o tempo traz
Em sua atroz monotonia!
Que é do teu riso de alegria?

Foi bem cruel o teu desgosto.
Essa tristeza é que mo diz...
Ele marcou sobre o teu rosto
A imperecível cicatriz:
És triste até quando sorris...

BANDEIRA, Manuel. Estrela da vida inteira. 20ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1993. pp. 62-63.


TEXTO 2 - QUESTÕES 4, 5, 6 e 7

Um jogo de palavras

    Nunca a língua portuguesa esteve tão representada numa Copa do Mundo quanto nesta 18ª edição, na Alemanha. As presenças de Brasil, Angola e Portugal mobilizaram boa parte dos 205 milhões de falantes desses países.
    No Brasil, a influência do futebol é sentida na linguagem. Não só porque nosso vocabulário ficou elástico com as expressões do esporte que incorporamos no dia-a-dia. Nem pela movimentação inversa, com termos que tomam outro significado devido ao uso boleiro. O futebol está no léxico, mas também em nossa retórica, no espírito que sustenta a cultura, na música, na literatura, no cinema, enfim, na abordagem que fazemos do mundo.
    A relação criativa com as palavras é um dos diferenciais do nosso futebol. A começar pela idéia de que, quando o assunto é de fato importante para o brasileiro, como é a bola, nenhum estrangeirismo nos domina ̛ nós o dominamos. (...) Parte do inventário sociológico e cultural do país, o futebol imprime várias marcas na vida brasileira. A da linguagem não é menos notável.

Revista Língua Portuguesa Especial, Carta ao Leitor, abril 2006.
  • 3 - Questão 36596 - Português - Interpretação de Textos - Nível Médio - Bombeiro Militar - Bombeiro Militar PE - IPAD - 2006
  • Sobre as relações morfossintáticas do texto, analise as seguintes proposições:

    1. Os termos menino e menina (verso 2) representam atributos, respectivamente, de eu e tu.
    2. O termo tanto (verso 3) modifica a forma verbal sorrias, estabelecendo, com esta, uma relação semântica de intensidade.
    3. O termo Graça de instinto (verso 4) é responsável pela ação verbal de Havia (verso 3), constituindo, assim, o sujeito da oração.
    4. A flexão da forma verbal faz (verso 11) justifica-se pela natureza impessoal assumida por esse verbo nesse contexto.
    5. Em “És triste até quando sorris”, temos um período formado por oração principal mais oração de sentido conclusivo.

    Estão corretas, apenas:
  • 5 - Questão 36598 - Português - Interpretação de Textos - Nível Médio - Bombeiro Militar - Bombeiro Militar PE - IPAD - 2006
  • Em “Não só porque nosso vocabulário ficou elástico com as expressões do esporte que incorporamos no dia-a-dia (...)” (linhas 6/7), a locução conjuntiva grifada precisa de outra para construir a idéia de concomitância. Aponte a alternativa que completa esse paralelismo.
  • 6 - Questão 36599 - Português - Interpretação de Textos - Nível Médio - Bombeiro Militar - Bombeiro Militar PE - IPAD - 2006
  • Identifique o comentário correto quanto ao emprego dos sinais de pontuação, no segundo parágrafo do texto.
  • 7 - Questão 36600 - Português - Interpretação de Textos - Nível Médio - Bombeiro Militar - Bombeiro Militar PE - IPAD - 2006
  • Em apenas um item abaixo, a alteração da frase implicará fusão do artigo “a” com preposição “a”, portanto crase obrigatória. Identifique-o.

Para resolver este simulado é preciso Cadastrar-se. É simples, rápido e grátis!

Comentar Simulado

Para comentar este simulado é preciso Cadastrar-se. É simples, rápido e grátis!