Simulado TJ RN - Direito Processual Penal - Titular de Serviços de Notas e de Registros - 2012

Simulado para Titular de Serviços de Notas e de Registros - TJ RN com 5 Questões de Direito Processual Penal. Prova com Exercícios de Ensino Superior da Banca IESES com Gabarito.

  • 33 Resolveram
  • 33% Acertos
  • 0 Gabaritaram
  • barra ótimo 0 Ótimo
  • barra qtd_bom 7 Bom
  • barra ruim24 Regular
  • barra péssimo2 Ruim

Para corrigir este simulado é preciso Cadastrar-se. É simples, rápido e grátis!

  • 1 - Questão 37004.   Direito Processual Penal - Nível Superior - Titular de Serviços de Notas e de Registros - TJ RN - IESES - 2012
  • É certo afirmar:

    I. Estabelecer ou explorar jogo de azar em lugar público ou acessível ao público, mediante o pagamento de entrada ou sem ele se constitui em contravenção penal, estando o agente sujeito a prisão simples, multa e à perda dos móveis e objetos de decoração do local.
    II. O procedimento comum sumário estabelecido para o juizado especial criminal é um processo de conhecimento, apesar de possuir características distintas daqueles previstos no Código de Processo Penal.
    III. A competência do juizado especial criminal é absoluta, não comportando exceções.
    IV. No caso de transação penal homologada e não cumprida, o decurso do prazo prescricional provoca a declaração de extinção de punibilidade pela prescrição da pretensão executória.

    Analisando as proposições, pode-se afirmar:
  • 2 - Questão 37005.   Direito Processual Penal - Nível Superior - Titular de Serviços de Notas e de Registros - TJ RN - IESES - 2012
  • É certo afirmar:

    I. A reincidência específica exige que o acusado pratique um novo delito igual ou de mesma categoria, daquele pelo qual sofreu anterior condenação com trânsito em julgado.
    II. No Juizado Especial Criminal, o recebimento da denúncia, na hipótese de suspensão condicional do processo, não precisa ser precedido da resposta prevista no art. 81 da Lei 9099/95.
    III. A concepção normativa da culpabilidade – culpabilidade como reprovabilidade – implica em um juízo de aprovação ou desaprovação que recai sobre a conduta penalmente injusta (típica e antijurídica).
    IV. Dolo e culpa são considerados elementos subjetivos do crime.

    Analisando as proposições, pode-se afirmar:
  • 3 - Questão 37006.   Direito Processual Penal - Nível Superior - Titular de Serviços de Notas e de Registros - TJ RN - IESES - 2012
  • É certo afirmar:

    I. Os crimes de responsabilidade dos funcionários públicos, cujo processo e julgamento competirão aos juízes de direito, a queixa ou a denúncia será instruída com documentos ou justificação que façam presumir a existência do delito ou com declaração fundamentada da impossibilidade de apresentação de qualquer dessas provas.
    II. A prisão temporária poderá ser decretada pelo juiz, mediante representação, somente, da autoridade policial.
    III. Nos procedimentos ordinário e sumário, oferecida a denúncia ou queixa, o juiz, se não a rejeitar liminarmente, recebê-la-á e ordenará a citação do acusado para responder à acusação, por escrito, no prazo de 10 (dez) dias.
    IV. A carta precatória itinerante somente é admitida no procedimento sumário, visto o princípio da celeridade que agasalha esse rito.

    Analisando as proposições, pode-se afirmar:
  • 4 - Questão 37007.   Direito Processual Penal - Nível Superior - Titular de Serviços de Notas e de Registros - TJ RN - IESES - 2012
  • É certo afirmar:

    I. O crime falimentar, também conhecido como famélico, ocorre quando o agente furta alimentos para seu sustento ou de sua família.
    II. Nas infrações penais em que haja vítima determinada, da competência do juizado especial criminal, em caso de desinteresse desta ou de composição civil, deixa de existir justa causa para ação penal.
    III. Aplicar-se-á o procedimento sumaríssimo para as infrações penais de menor potencial ofensivo tipificadas na Lei 9.099/95.
    IV. Para a decretação do sequestro, bastará a existência de indícios veementes da proveniência ilícita dos bens.

    Analisando as proposições, pode-se afirmar:
  • 5 - Questão 37008.   Direito Processual Penal - Nível Superior - Titular de Serviços de Notas e de Registros - TJ RN - IESES - 2012
  • É certo afirmar:

    I. O mandado de prisão será lavrado pelo escrivão e assinado pela autoridade; designará a pessoa, que tiver de ser presa, por seu nome, alcunha ou sinais característicos, mencionará a infração penal que motivar a prisão, declarará o valor da fiança arbitrada, quando afiançável a infração e será dirigido a quem tiver qualidade para dar-lhe execução.
    II. Tratando-se de procedimento sumaríssimo, no caso de citação por edital, o prazo para a defesa começará a fluir a partir do comparecimento pessoal do acusado ou do defensor constituído.
    III. Na instrução do procedimento sumário, poderão ser inquiridas até 3 (três) testemunhas arroladas pela acusação e 3 (três) pela defesa.
    IV. O procedimento a ser aplicado será o ordinário, quando tiver por objeto crime cuja sanção máxima cominada for igual ou superior a 4 (quatro) anos de pena privativa de liberdade.

    Analisando as proposições, pode-se afirmar:

Comentar Simulado

Para comentar este simulado é preciso Cadastrar-se. É simples, rápido e grátis!