Simulado TCE SC - Controle Externo - Auditor Fiscal de Controle Externo - 2016

Simulado para Auditor Fiscal de Controle Externo - TCE SC com 10 Questões de Controle Externo. Prova com Exercícios de Ensino Superior da Banca CESPE com Gabarito.

  • 33 Resolveram
  • 58% Acertos
  • 1 Gabaritaram
  • barra ótimo 4 Ótimo
  • barra qtd_bom 23 Bom
  • barra ruim6 Regular
  • barra péssimo0 Ruim

Para corrigir este simulado é preciso Cadastrar-se. É simples, rápido e grátis!

  • 1 - Q39310.   Controle Externo - Nível Superior - Auditor Fiscal de Controle Externo - TCE SC - CESPE - 2016
  • Com relação aos conceitos e aplicações dos controles em geral no âmbito da administração pública, julgue o item a seguir. Nesse sentido, considere que as siglas CF, CE/SC, TCU e TCE/SC, sempre que empregadas, se referem, respectivamente, a Constituição Federal de 1988, Constituição do Estado de Santa Catarina, Tribunal de Contas da União e Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina.

    O controle externo foi consideravelmente ampliado pela CF, compreendendo a função, entre outras, de consulta, como, por exemplo, na manifestação do TCU sobre as contas prestadas pelo presidente da República, realizada antes do julgamento dessas contas pelo Congresso Nacional.
  • 2 - Q39311.   Controle Externo - Nível Superior - Auditor Fiscal de Controle Externo - TCE SC - CESPE - 2016
  • Com relação aos conceitos e aplicações dos controles em geral no âmbito da administração pública, julgue o item a seguir. Nesse sentido, considere que as siglas CF, CE/SC, TCU e TCE/SC, sempre que empregadas, se referem, respectivamente, a Constituição Federal de 1988, Constituição do Estado de Santa Catarina, Tribunal de Contas da União e Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina.

    O controle administrativo se materializa no poder de fiscalização e correção que a administração pública exerce sobre a sua própria atuação. Essa modalidade de controle coexiste com o controle externo, da esfera do Poder Legislativo, e o judicial. No caso da administração indireta, é usual mencionar-se o termo tutela, uma vez que não há relação de subordinação, mas, sim, de vinculação.
  • 3 - Q39312.   Controle Externo - Nível Superior - Auditor Fiscal de Controle Externo - TCE SC - CESPE - 2016
  • Com relação aos conceitos e aplicações dos controles em geral no âmbito da administração pública, julgue o item a seguir. Nesse sentido, considere que as siglas CF, CE/SC, TCU e TCE/SC, sempre que empregadas, se referem, respectivamente, a Constituição Federal de 1988, Constituição do Estado de Santa Catarina, Tribunal de Contas da União e Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina.

    A CE/SC, reproduzindo o conteúdo da CF, conferiu à fiscalização contábil, orçamentária e financeira caráter abrangente, transcendendo os aspectos de legalidade, sem se restringir à realização da despesa, e tratando do bom uso dos recursos.
  • 4 - Q39313.   Controle Externo - Nível Superior - Auditor Fiscal de Controle Externo - TCE SC - CESPE - 2016
  • Com relação aos conceitos e aplicações dos controles em geral no âmbito da administração pública, julgue o item a seguir. Nesse sentido, considere que as siglas CF, CE/SC, TCU e TCE/SC, sempre que empregadas, se referem, respectivamente, a Constituição Federal de 1988, Constituição do Estado de Santa Catarina, Tribunal de Contas da União e Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina.

    Ao TCE/SC, como órgão auxiliar de controle da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, incumbe apreciar as contas prestadas anualmente pelo governador, as quais incluem as dos demais poderes, além das do Ministério Público e da Defensoria Pública, mas não as contas do próprio TCE/SC, que devem ser encaminhadas diretamente à Assembleia Legislativa.
  • 5 - Q39314.   Controle Externo - Nível Superior - Auditor Fiscal de Controle Externo - TCE SC - CESPE - 2016
  • Com base nas Leis Orgânicas do TCU e do TCE/SC e na legislação aplicável aos tribunais de contas, julgue o item seguinte.

    Cabe ao TCE/SC o julgamento das contas dos administradores e demais responsáveis por sociedades instituídas e mantidas pelo poder público, assim consideradas aquelas em que o poder público detém a maioria das ações ou quotas de capital.
  • 8 - Q39317.   Controle Externo - Nível Superior - Auditor Fiscal de Controle Externo - TCE SC - CESPE - 2016
  • Com referência ao planejamento e à avaliação de políticas públicas no Brasil, julgue o item subsequente.

    As avaliações informais de programas e projetos de governo carecem de coleta formal de evidências e dependem da experiência do avaliador, ao passo que as avaliações formais baseiam-se em procedimentos sistemáticos que alicerçam a emissão de opinião.
  • 9 - Q39318.   Controle Externo - Nível Superior - Auditor Fiscal de Controle Externo - TCE SC - CESPE - 2016
  • Com referência ao planejamento e à avaliação de políticas públicas no Brasil, julgue o item subsequente.

    De acordo com o Manual da metodologia para avaliação da execução de programas de governo, da Controladoria Geral da União (CGU), a avaliação do tipo formativa de um programa governamental, realizada após a execução do programa, consiste em fornecer elementos para a análise.
  • 10 - Q39319.   Controle Externo - Nível Superior - Auditor Fiscal de Controle Externo - TCE SC - CESPE - 2016
  • Com base nas Leis Orgânicas do TCU e do TCE/SC e na legislação aplicável aos tribunais de contas, julgue o item seguinte.

    Em caso de consulta formulada ao TCU, por autoridade competente, acerca da interpretação de disposições regulamentares em matéria de sua competência, a resposta constituirá prejulgamento, aplicando-se à situação concreta objeto da consulta que eventualmente venha a fazer parte das contas da referida autoridade, quando do respectivo julgamento.

Comentar Simulado

Para comentar este simulado é preciso Cadastrar-se. É simples, rápido e grátis!