HUB - Ginecologia e Obstetrícia - Médico Infectologista - 2010

Responda as 21 questões do simulado abaixo (HUB - Ginecologia e Obstetrícia - Médico Infectologista - 2010). Ao terminar a prova, clique em corrigir para ver o gabarito.

21 questões Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior

28 resolveram
58% acertos
Médio
0 gabaritaram
3 ótimo
19 bom
6 regular
0 péssimo

1Questão 44232. Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Com relação à anatomia e fisiologia do sistema reprodutor feminino, julgue os seguintes itens. 

A reposição da leptina, hormônio secretado pelas células adiposas, é tratamento adjuvante essencial na remissão da puberdade precoce verdadeira de etiologia idiopática e familiar.

2Questão 44233. Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Com relação à anatomia e fisiologia do sistema reprodutor feminino, julgue os seguintes itens. 

A prolactina inibe a secreção de dopamina na eminência mediana. Dessa forma, atua no hipotálamo por um mecanismo de feedback positivo, estimulando sua própria secreção.

3Questão 44234. Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Com relação à anatomia e fisiologia do sistema reprodutor feminino, julgue os seguintes itens. 

Os ligamentos de sustentação do útero consistem nos ligamentos uterossacrais, ligamentos transversos da cérvice, ligamentos redondos e ligamentos largos.

4Questão 44235. Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Julgue o próximo item, relativo a planejamento familiar e infertilidade conjugal.

Nos critérios médicos de elegibilidade, indicados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para uso de métodos anticoncepcionais, a categoria 2 enquadra-se na condição em que os riscos teóricos ou comprovados geralmente se sobrepõem às vantagens do uso do método.

5Questão 44236. Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Acerca de doenças sexualmente transmissíveis e infecções pélvicas, julgue os itens subsequentes.

O tratamento imediato e adequado diante de quadro clínico caracterizado por dor abdominal à mobilização do útero e anexos com amolecimento cervical em mulheres jovens sexualmente ativas, é medida profilática fundamental na prevenção de dor pélvica crônica e infertilidade conjugal por fator tubo-peritoneal.

6Questão 44238. Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Com referência a doenças benignas e malignas do trato genital feminino e mamário, julgue os itens a seguir. 

O crescimento rápido de um mioma uterino com macroscopia evidenciando margens infiltrativas e extensão além do útero e cujo exame histopatológico evidenciou atipia citológica e necrose de coagulação das células tumorais evidencia um leiomiossarcoma de mau prognóstico.

7Questão 44239. Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Com referência a doenças benignas e malignas do trato genital feminino e mamário, julgue os itens a seguir. 

CA 15/3 (carbohydrate antígeno 15-3) é uma glicoproteína associada a tumores e marcador tumoral universalmente aceito em patologias mamárias, principalmente para avaliação de resposta à quimioterapia.

8Questão 44240. Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Com referência a doenças benignas e malignas do trato genital feminino e mamário, julgue os itens a seguir. 

Suponha que uma paciente com menopausa há dez anos queixa-se de prurido vulvar. Foi realizado diagnóstico clínico prévio de líquen escleroso e atrófico, não tratado, no início do climatério. Ao exame físico, apresenta sinais de hipoestrogenismo vulvovaginal e discreta lesão vulvar. Nessa situação, a conduta inicial deve ser tratamento sintomático e acompanhamento ambulatorial.

9Questão 44241. Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Considere a seguinte situação hipotética.

Uma paciente gestante, no primeiro trimestre de gestação, foi submetida à laparotomia exploradora por dor abdominal intensa. Encontrou-se tumoração anexial direita de 10 cm de diâmetro com cápsula bosselada e consistência esponjosa. Histologicamente observou-se proliferação anormal das células germinativas básicas.
Nesse caso clínico, o diagnóstico histopatológico mais provável é disgerminoma.

10Questão 44242. Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Acerca da anatomia da pelve feminina e da fisiologia da gestação, 

A expressão de antígenos não influencia o processo de invasão trofoblástica, evidenciando que a placenta é um órgão imunologicamente inerte.

11Questão 44243. Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Acerca da anatomia da pelve feminina e da fisiologia da gestação, 

O diâmetro interespinhoso, representado por um plano que se estende de uma espinha isquiática à outra, é importante relação pélvica que determina se há ou não passagem suficiente para a descida e a extensão da cabeça do feto durante o trabalho de parto.

12Questão 44244. Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Considerando que a ultrassonografia e a cardiotocografia anteparto sejam ferramentas importantes no acompanhamento pré-natal, julgue os itens a seguir.

As acelerações transitórias constatadas na cardiotocografia refletem hipóxia fetal e podem estar relacionas à acidose mista fetal.

13Questão 44245. Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Considerando que a ultrassonografia e a cardiotocografia anteparto sejam ferramentas importantes no acompanhamento pré-natal, julgue os itens a seguir. 

A gestação só será datada uma única vez, com base na primeira ecografia, que deve ser realizada no primeiro trimestre gestacional.

14Questão 44246. Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

O parto resulta de complexa relação e interação de fatores maternos, fetais e placentários. Cuidados na assistência ao parto e puerpério são fundamentais na redução dos índices de mortalidade materna e perinatal. Com referência a esse tema, julgue o item seguinte.

A utilização de prostaglandinas, E2 (dinoprostone) e E1 (misoprostol), na maturação cervical, associa-se claramente à redução do intervalo entre o início da indução e o parto, bem como na redução dos índices de cesarianas quando comparado a casos nos quais se utilizou somente a ocitocina.

15Questão 44247. Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Com referência a intercorrências clínico-cirúrgicas e obstétricas, julgue os próximos itens. 

A associação de gravidade entre trauma materno e fetal é linear, pois lesões maternas aparentemente triviais geralmente estão associadas a bom prognóstico fetal.

16Questão 44248. Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Com referência a intercorrências clínico-cirúrgicas e obstétricas, julgue os próximos itens. 

A despeito dos avanços em relação ao conhecimento da etiopatogenia da doença trofoblástica gestacional, mesmo respeitando os preceitos do diagnóstico, tratamento e seguimento, as gestações após a doença ainda apresentam riscos materno-fetais acentuados.

17Questão 44249. Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Com referência a intercorrências clínico-cirúrgicas e obstétricas, julgue os próximos itens. 

A doença hipertensiva específica da gestação é uma das complicações mais comuns da gravidez e se caracteriza pela presença de hipertensão arterial, edema e(ou) proteinúria. Nas formas graves da doença, a mortalidade materna e a perinatal são elevadas.

18Questão 44250. Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

No que tange aos aspectos éticos e jurídicos da obstetrícia, julgue os itens a seguir.

No Brasil, a gestação de substituição será permitida naqueles casos em que houver problema médico que impeça ou contraindique a gestação na doadora genética. Nessa situação, deve haver parentesco até o segundo grau entre a doadora genética e a paciente que fará a cessão temporária do útero e não pode haver caráter lucrativo ou comercial.

19Questão 44251. Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

No que tange aos aspectos éticos e jurídicos da obstetrícia, julgue os itens a seguir.

Nas gestações múltiplas, com mais de quatro embriões implantados, resolução do Conselho Federal de Medicina permite a utilização da técnica de redução embrionária, desde que o casal assine o termo de consentimento.

20Questão 44252. Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Acerca das alterações puberais, julgue o próximo item.
Considere a seguinte situação hipotética.

Uma menina com seis anos de idade apresenta telarca bilateral (Tanner 2), sem alterações na genitália e sem desenvolvimento de pelos pubianos ou axilares. Não houve aceleração de sua velocidade de crescimento no último ano, sua idade óssea é compatível com a cronológica e a ultrassonografia pélvica evidenciou útero e ovários pré-púberes.
Nesse caso clínico, o diagnóstico inicial deve ser de puberdade precoce.

21Questão 44253. Medicina, Ginecologia e Obstetrícia, Médico Infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Acerca de infecções, julgue os itens que se seguem. 

As mães portadoras do vírus da hepatite B e que são HBsAg (antígeno de superfície da hepatite B) positivas e HBeAg (antígeno solúvel do nucleocapsídeo) negativas oferecem maior risco de transmissão da doença para o recém-nascido.