Simulado: TCE PE - Administração Financeira e Orçamentária - Auditor de Contas Públicas - 2017

13 questões Administração Financeira e Orçamentária, Auditor de Contas Públicas, TCE PE, CESPE, Ensino Superior

Responda as 13 questões do simulado abaixo (TCE PE - Administração Financeira e Orçamentária - Auditor de Contas Públicas - 2017). Ao terminar a prova, clique em corrigir para ver o gabarito.

95 resolveram
62% acertos
Médio
0 gabaritaram
9 ótimo
65 bom
21 regular
0 péssimo
Dados estatísticos de usuários que resolveram este simulado.

1Questão 47538. Administração Financeira e Orçamentária, Auditor de Contas Públicas, TCE PE, CESPE, Ensino Superior, 2017

Acerca dos instrumentos de planejamento e orçamento, julgue o item a seguir.
 
Para que determinada emenda ao projeto de lei orçamentária seja aprovada, é suficiente que ela tenha sido apresentada na Comissão Mista de Orçamentos e não anule despesas de pessoal e encargos sociais, do serviço da dívida ou de transferências constitucionais.

2Questão 47539. Administração Financeira e Orçamentária, Auditor de Contas Públicas, TCE PE, CESPE, Ensino Superior, 2017

Acerca dos instrumentos de planejamento e orçamento, julgue o item a seguir.
 
No plano plurianual, é vedada a regionalização de metas por meio de critérios que abranjam territórios maiores que as macrorregiões econômicas.

3Questão 47540. Administração Financeira e Orçamentária, Auditor de Contas Públicas, TCE PE, CESPE, Ensino Superior, 2017

Acerca dos instrumentos de planejamento e orçamento, julgue o item a seguir.
 
Se determinado projeto não for incluído na relação de prioridades e metas da lei de diretrizes orçamentárias, sua inclusão na lei orçamentária anual será vedada.

4Questão 47541. Administração Financeira e Orçamentária, Auditor de Contas Públicas, TCE PE, CESPE, Ensino Superior, 2017

Acerca dos instrumentos de planejamento e orçamento, julgue o item a seguir.
 
Se um projeto cujo objetivo seja a realização de obra resultar em incremento no custo das atividades regulares de determinado órgão público, o aumento de despesa deverá ser registrado nos atributos do subtítulo correspondente ao projeto.

5Questão 47542. Administração Financeira e Orçamentária, Auditor de Contas Públicas, TCE PE, CESPE, Ensino Superior, 2017

Com relação aos métodos de classificação e outros conceitos técnicos da administração orçamentária, julgue o item que se segue.
 
A parcela da dívida flutuante que não for paga até o final do exercício financeiro será obrigatoriamente inscrita em restos a pagar.

6Questão 47543. Administração Financeira e Orçamentária, Auditor de Contas Públicas, TCE PE, CESPE, Ensino Superior, 2017

Com relação aos métodos de classificação e outros conceitos técnicos da administração orçamentária, julgue o item que se segue.
 
Para identificar a origem de determinada receita pública de acordo com o acontecimento real que ocasionou o ingresso da receita nos cofres públicos, utiliza-se a classificação por natureza de receita.

7Questão 47544. Administração Financeira e Orçamentária, Auditor de Contas Públicas, TCE PE, CESPE, Ensino Superior, 2017

Com relação aos métodos de classificação e outros conceitos técnicos da administração orçamentária, julgue o item que se segue.
 
Os códigos de identificação dos planos orçamentários podem ser modificados por meio do Sistema Integrado de Planejamento e Orçamento (SIOP).

8Questão 47545. Administração Financeira e Orçamentária, Auditor de Contas Públicas, TCE PE, CESPE, Ensino Superior, 2017

Com relação aos métodos de classificação e outros conceitos técnicos da administração orçamentária, julgue o item que se segue.
 
A inscrição de crédito em dívida ativa corresponde à representação contábil de um fato permutativo resultante da transferência de valor não recebido no prazo estabelecido, dentro do próprio ativo.

9Questão 47546. Administração Financeira e Orçamentária, Auditor de Contas Públicas, TCE PE, CESPE, Ensino Superior, 2017

Com referência aos dispositivos da Lei Complementar n.º 101/2000 (Lei de Responsabilidade Fiscal), julgue o próximo item.
 
Em respeito ao princípio constitucional da autonomia federativa, é facultativo que o titular do Poder Executivo de cada ente federativo envie à União as informações relativas às respectivas dívidas públicas interna e externa.

10Questão 47547. Administração Financeira e Orçamentária, Auditor de Contas Públicas, TCE PE, CESPE, Ensino Superior, 2017

Com referência aos dispositivos da Lei Complementar n.º 101/2000 (Lei de Responsabilidade Fiscal), julgue o próximo item.
 
Determinado subsídio constituído por renúncia de receita pública poderá ser aprovado e colocado em execução ainda que não esteja incluído no demonstrativo da estimativa de renúncia de receita da lei de diretrizes orçamentárias.

11Questão 47548. Administração Financeira e Orçamentária, Auditor de Contas Públicas, TCE PE, CESPE, Ensino Superior, 2017

Acerca do orçamento participativo, da transparência na administração pública, da gestão por resultados e do neocorporativismo, julgue o próximo item.
 
O neocorporativismo materializa-se na atuação de sindicatos fortes, com interesses bem definidos e colocados acima dos interesses dos demais atores envolvidos nas relações de trabalho.

12Questão 47549. Administração Financeira e Orçamentária, Auditor de Contas Públicas, TCE PE, CESPE, Ensino Superior, 2017

Acerca do orçamento participativo, da transparência na administração pública, da gestão por resultados e do neocorporativismo, julgue o próximo item.
 
O orçamento participativo é uma técnica orçamentária caracterizada pela participação da sociedade, em substituição ao poder público, como agente elaborador da proposta orçamentária que é posteriormente enviada ao Poder Legislativo.

13Questão 47550. Administração Financeira e Orçamentária, Auditor de Contas Públicas, TCE PE, CESPE, Ensino Superior, 2017

A respeito de orçamento público, julgue o item a seguir.
 
Em observância ao princípio da universalidade orçamentária, devem estar reunidos no orçamento estadual todos os recursos que um estado-membro esteja autorizado a arrecadar e todas as dotações necessárias ao custeio de serviços públicos estaduais.