Simulado: Ministério do Esporte - Arquivos Permanentes - Arquivista - 2008

7 questões Arquivologia, Arquivos Permanentes, Arquivista, Ministério do Esporte, CESPE, Ensino Superior

Responda as 7 questões do simulado abaixo (Ministério do Esporte - Arquivos Permanentes - Arquivista - 2008). Ao terminar a prova, clique em corrigir para ver o gabarito.

33 resolveram
49% acertos
Difícil
0 gabaritaram
2 ótimo
18 bom
10 regular
3 péssimo
Dados estatísticos de usuários que resolveram este simulado.

1Questão 48696. Arquivologia, Arquivos Permanentes, Arquivista, Ministério do Esporte, CESPE, Ensino Superior, 2008

Acerca da avaliação de documentos de arquivo, julgue o próximo item.

A avaliação tem como função matricial a descrição. É a partir dela que as comissões permanentes de avaliação aplicam os valores possíveis nos documentos públicos.

2Questão 48697. Arquivologia, Arquivos Permanentes, Arquivista, Ministério do Esporte, CESPE, Ensino Superior, 2008

Acerca da teoria e da prática de arranjo e descrição em arquivos permanentes, julgue o item.

A organização de um arquivo permanente é mais fácil para um historiador se for temática, cronológica ou geográfica. Porém, essa forma de organização dilui, ou até elimina, a percepção da razão de ser do documento.

3Questão 48698. Arquivologia, Arquivos Permanentes, Arquivista, Ministério do Esporte, CESPE, Ensino Superior, 2008

Acerca da teoria e da prática de arranjo e descrição em arquivos permanentes, julgue o item.

O conhecimento prévio das fontes de pesquisa é proporcionado aos pesquisadores pelos arquivistas por meio do desenvolvimento da função conhecida como descrição de documentos.

4Questão 48699. Arquivologia, Arquivos Permanentes, Arquivista, Ministério do Esporte, CESPE, Ensino Superior, 2008

Acerca da teoria e da prática de arranjo e descrição em arquivos permanentes, julgue o item.

A organização de arquivos permanentes por fundos é indispensável no mundo moderno, pois substitui outras formas de organização que não privilegiam a natureza dos documentos de arquivo, tais como assunto, ordem cronológica única, formato ou suporte material.

5Questão 48700. Arquivologia, Arquivos Permanentes, Arquivista, Ministério do Esporte, CESPE, Ensino Superior, 2008

Acerca da teoria e da prática de arranjo e descrição em arquivos permanentes, julgue o item.

A estrutura conhecida como unitermo, também denominada relação gênero-espécie, é o marco teórico da norma brasileira de descrição arquivística, inspirada na norma internacional elaborada pelo Conselho Internacional de Arquivos.

6Questão 48701. Arquivologia, Arquivos Permanentes, Arquivista, Ministério do Esporte, CESPE, Ensino Superior, 2008

Acerca da teoria e da prática de arranjo e descrição em arquivos permanentes, julgue o item.

Cada nível do arranjo de um arquivo corresponde a um nível de descrição: fundo, grupo ou seção, série e item ou peça documental.

7Questão 48702. Arquivologia, Arquivos Permanentes, Arquivista, Ministério do Esporte, CESPE, Ensino Superior, 2008

Acerca da teoria e da prática de arranjo e descrição em arquivos permanentes, julgue o item.

Uma exposição com documentos que registram a trajetória do tratamento da questão dos esportes no Brasil pode ser corretamente considerada uma ação cultural e educativa dos arquivos.