SEE MG - História - Professor de Ensino Religioso - 2017

Responda as 3 questões do simulado abaixo (SEE MG - História - Professor de Ensino Religioso - 2017). Ao terminar a prova, clique em corrigir para ver o gabarito.

3 questões História, Professor de Ensino Religioso, SEE MG, IBFC, Ensino Superior

111 resolveram
58% acertos
Médio
21 gabaritaram
21 ótimo
51 bom
27 regular
12 péssimo

1Questão 49285. História, Professor de Ensino Religioso, SEE MG, IBFC, Ensino Superior, 2017

Para abordar o poder simbólico da religião e sua influência na vida pessoal e social de cada indivíduo ou grupo, é necessário discutir a noção de espaço, pois a religião e o poder inerente a ela se configuram a partir de áreas simbolicamente demarcadas. Sobre o poder simbólico da religião, analise as proposições abaixo:
 
I. Para o homem religioso, o espaço é homogêneo.
II. No conjunto das representações do campo social, há apenas dois predicamentos de recintos: o sagrado e o não sagrado (profano).
III. A sagração dos templos e seus espaços ocorre por intermédio de rituais.
 
Assinale a alternativa que apresenta as afirmativas corretas:

2Questão 49286. História, Professor de Ensino Religioso, SEE MG, IBFC, Ensino Superior, 2017

Com a Constituição de 1824, o Brasil já teve uma única religião oficial: o Catolicismo, que perdurou até a proclamação da República. Até então, só eram permitidos templos católicos. O clero católico fazia parte do funcionalismo do Estado. É claro que eram praticadas outras religiões, mas os seus professantes sofriam discriminação e só podiam realizar seus atos religiosos em particular, no espaço privado, e não em lugares públicos. Com a República, o Brasil se tornou um Estado Laico, isto é, deixou de ter uma religião oficial e se separou da Igreja. Desta leitura dos dispositivos constitucionais-legais, fica claro que a Carta Magna do país e outros documentos legais asseguram a liberdade de culto e estabelecem que nenhuma pessoa pode ser discriminada por motivo de qualquer natureza, aí incluído o de religião. Considere estas afirmativas:

I. Preserva-se, assim, o direito subjetivo de consciência, tanto para professar quanto para não professar nenhum credo religioso.
II. Complementarmente, a lei assegura o respeito e tolerância à diversidade cultural-religiosa do país, sendo vedadas, nas escolas, quaisquer formas de proselitismo.
III. A execução destes princípios de tolerância e respeito à diversidade não é fácil, ainda mais em uma sociedade como a nossa, em que intolerâncias e desrespeitos às diversidades culturais são frequentes.

Considerando-se que a questão religiosa é uma das mais delicadas no que se refere a tais diversidades:
Assinale a alternativa correta:

3Questão 49287. História, Professor de Ensino Religioso, SEE MG, IBFC, Ensino Superior, 2017

É preciso levar em consideração algumas atitudes, se queremos construir um mundo de tolerância, tais como:

I. Compreender o Ensino religioso como uma área de conhecimento interdisciplinar, tanto na execução curricular quanto na avaliação. Adotar a perspectiva da diversidade religiosa de modo articulado com outras dimensões de Cidadania e, desse modo, na Escola, articulando vários componentes curriculares: História, Geografia, Língua Portuguesa, Literatura etc.
II. Conhecer as religiões, as diversas expressões de religiosidade, de um modo contextualizado, cotejando informação e realidade, de modo a que o(a) educando(a) e, inclusive, o(a) educador(a) conheça(m) as próprias crenças e as situem em relação a outras, com base no princípio do valor histórico-cultural de cada uma, promovendo o sentido da tolerância e do convívio respeitoso com o diferente.
III. Evitar estudos sobre as religiões como fenômenos presentes em diversas culturas, porque cada religião deve se limitar a guardas as suas próprias tradições, vinculadas, por sua vez, somente às identidades dos grupos sociais e das pessoas.
IV. Promover o entendimento do conhecimento como aprendizado da dignidade humana, própria e do outro. Promover a construção de uma convivência fraterna, mediante diálogo ecumênico e inter-religioso, em que o respeito às diferenças tem por base um compromisso moral e ético.

Assinale a alternativa correta: