Simulado TJ SP - Atualidades - Escrevente Técnico Judiciário - 2018

Categoria: Simulados | 6 questões | Atualidades | Ensino Médio | Escrevente Técnico Judiciário | TJ SP | VUNESP

  • 0 gabaritaram
  • Difícil
  • 29 resolveram
  • barra ótimo 1 Ótimo
  • barra qtd_bom 15 Bom
  • barra ruim5 Ruim
  • barra péssimo8 Péssimo

Para corrigir este simulado é preciso Entrar ou Cadastrar-se. É simples, fácil e grátis!

  • 1 - Questão 49616.
  • Em ofício enviado nesta quarta-feira (24 de janeiro) ao Supremo Tribunal Federal (STF), o vice-procurador-geral da República se manifestou favoravelmente a manter suspensa a posse da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) como ministra do Trabalho. A posse estava marcada para a última segunda (22 de janeiro), mas foi cancelada após a presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia, atender a um recurso e suspender a cerimônia. A ministra analisou uma reclamação movida por um grupo de advogados, que contestou no STF a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que, no sábado (20 janeiro), havia liberado a posse de Cristiane Brasil.
    (G1, 24.01.2018. Disponível em: . Adaptado)
     
    No recurso ao STF, o grupo de advogados questionou
  • 2 - Questão 49617.
  • O Ministério da Saúde anunciou uma campanha de emergência nos estados mais atingidos pela febre amarela: São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. A ideia é combater com maior agilidade a circulação do vírus.
    (G1, 10.01.2018. Disponível em: . Adaptado)
     
    A principal medida da campanha de emergência anunciada pelo governo está relacionada
  • 3 - Questão 49618.
  • O Banco Mundial informa que vai investigar a manipulação de dados, ocorrida durante vários anos, sobre as condições de negócios no Chile em um de seus mais importantes estudos, o “Doing Business”. De acordo com o economista-chefe do organismo multilateral, que se desculpou formalmente ao governo chileno, a metodologia usada na elaboração do ranking do relatório foi alterada em diversas ocasiões.
    (Valor, 14.01.2018. Disponível em:  . Adaptado)
     
    Essa manipulação de dados teria motivação
  • 4 - Questão 49619.
  • Dois promotores de Justiça entraram com uma ação civil pública com pedido de liminar contra os responsáveis pelo bloco carnavalesco “Porão do DOPS 2018”. Na ação, os promotores lembram que entre os homenageados do bloco estão o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra e o delegado Sérgio Paranhos Fleury.
    (G1, 29.01.2018. Disponível em: . Adaptado)
     
    Na ação, o objetivo dos promotores era
  • 5 - Questão 49620.
  • Uma guerra de facções, em meio a uma onda de violência, está por trás do assassinato de 14 pessoas em uma casa de forró no último sábado (27 de janeiro). Uma pessoa foi presa. A casa de forró era frequentada por membros de uma das facções, disseram um policial militar e moradores do bairro; o ataque é atribuído pelas mesmas pessoas a outra facção.
    (G1, 29.01.2018. Disponível em:  . Adaptado)
     
    Policiais militares, civis e bombeiros decidiram nesta terça-feira (9 de janeiro) pôr fim à paralisação das categorias, que durou 22 dias. Em reunião nesta tarde com representantes de associações de classe, o governador aceitou as reivindicações das categorias e prometeu não abrir processo administrativo ou qualquer outra sanção contra nenhum agente pela paralisação.
    (Folha de S.Paulo, 09.01.2018.Disponível em: https://goo.gl/sRkS1A. Adaptado)
     
    As duas notícias tratam, respectivamente,
  • 6 - Questão 49621.
  • O noroeste da Síria voltou nesta segunda-feira (29 de janeiro) a ser palco de um confronto entre soldados ligados à Turquia e milícias curdas, que disputam o controle de uma colina na região. O governo turco afirma que as milícias curdas que controlam a região são ligadas aos curdos que vivem na Turquia e que decidiu agir para expulsar os terroristas das proximidades de sua fronteira.
    (Folha de S.Paulo, 29.01.2018. Disponível em: . Adaptado)
     
    O conflito entre turcos e curdos mencionado na notícia está relacionado

Comentar Simulado

Para comentar este simulado é preciso Entrar ou Cadastrar-se. É simples e rápido!

Não elaboramos as questões, apenas as transcrevemos de provas já aplicadas em concursos públicos anteriores.