Simulado: MPE PI - Direito Constitucional - Analista Ministerial - 2018

5 questões Direito Constitucional, Analista Ministerial, MPE PI, CESPE, Ensino Superior

Responda as 5 questões do simulado abaixo (MPE PI - Direito Constitucional - Analista Ministerial - 2018). Ao terminar a prova, clique em corrigir para ver o gabarito.

558 resolveram
54% acertos
Médio
33 gabaritaram
142 ótimo
172 bom
229 regular
15 péssimo
Dados estatísticos de usuários que resolveram este simulado.

1Questão 51540. Direito Constitucional, Analista Ministerial, MPE PI, CESPE, Ensino Superior, 2018

A propósito do que dispõe a Constituição Federal acerca dos direitos políticos dos analfabetos, julgue o item a seguir.

O voto não é obrigatório para os analfabetos.

2Questão 51541. Direito Constitucional, Analista Ministerial, MPE PI, CESPE, Ensino Superior, 2018

A propósito do que dispõe a Constituição Federal acerca dos direitos políticos dos analfabetos, julgue o item a seguir.

O analfabetismo não representará óbice à elegibilidade dos cidadãos, haja vista a garantia do amplo exercício dos direitos políticos, característica do estado democrático de direito.

3Questão 51542. Direito Constitucional, Analista Ministerial, MPE PI, CESPE, Ensino Superior, 2018

No que se refere a partidos políticos, julgue o próximo item.

Os partidos políticos têm autonomia administrativa garantida pela Constituição Federal e poderão definir o regime de suas coligações eleitorais, que vincularão as candidaturas no âmbito federal, estadual, distrital e no municipal.

4Questão 51543. Direito Constitucional, Analista Ministerial, MPE PI, CESPE, Ensino Superior, 2018

São poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário. Essa independência, todavia, não é absoluta porque há institutos de ingerência mútua, como é o caso das medidas provisórias editadas pelo Poder Executivo, do controle orçamentário realizado pelo Poder Legislativo e da apreciação de ações diretas de inconstitucionalidade por omissão, entre outras, pelo Poder Judiciário.

A respeito desse assunto, julgue o item subsequente.

Ao ser estabelecido, no texto constitucional, que os Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário são independentes e harmônicos entre si, assimilaram-se ao ordenamento jurídico brasileiro as teorias da separação de poderes e de freios e contrapesos, desenvolvidas por Maquiavel, na obra O Príncipe.

5Questão 51544. Direito Constitucional, Analista Ministerial, MPE PI, CESPE, Ensino Superior, 2018

São poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário. Essa independência, todavia, não é absoluta porque há institutos de ingerência mútua, como é o caso das medidas provisórias editadas pelo Poder Executivo, do controle orçamentário realizado pelo Poder Legislativo e da apreciação de ações diretas de inconstitucionalidade por omissão, entre outras, pelo Poder Judiciário.

A respeito desse assunto, julgue o item subsequente.

O controle da inconstitucionalidade por omissão pode ocorrer por meio do mandado de injunção ou da ação direta de inconstitucionalidade por omissão, a qual pode ser proposta por ministério público estadual, que é constitucionalmente um dos legitimados ativos.