Simulado: Idade Contemporânea - Exercícios com Gabarito

10 questões História, Idade Contemporânea, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

Responda as 10 questões do simulado abaixo (Idade Contemporânea - Exercícios com Gabarito). Ao terminar a prova, clique em corrigir para ver o gabarito.

494 resolveram
26% acertos
Difícil
3 gabaritaram
9 ótimo
53 bom
284 regular
148 péssimo
Dados estatísticos de usuários que resolveram este simulado.

1Questão 54276. História, Idade Contemporânea, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

(UFPE) Sobre a Revolução Industrial, assinale a alternativa incorreta.

2Questão 54277. História, Idade Contemporânea, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

(Unifor-CE) Quanto aos movimentos liberais ocorridos na Europa no século XIX, pode-se afirmar que a Revolução de 1848

3Questão 54278. História, Idade Contemporânea, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

(Unifor-CE) A propósito dos processos de Unificação alemã e italiana, pode-se afirmar que

4Questão 54279. História, Idade Contemporânea, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

Leia o fragmento seguinte, cuja referência bibliográfica foi intencionalmente omitida.

“A burguesia não forjou apenas as armas que lhe trarão a morte, produziu também os homens que empunharão essas armas: os operários modernos, os proletários. A queda da burguesia e a vitória do proletariado são igualmente inevitáveis. Os proletários nada têm a perder, a não ser as próprias cadeias. E têm um mundo a ganhar. Proletários de todos os países, uni-vos”. [adaptação]

As idéias contidas nesse fragmento são representativas do(a) a das alternativas acima.

5Questão 54280. História, Idade Contemporânea, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

(Mackenzie-SP) Karl Marx (1818-1883) e Friedrich Engels (1829-1895) acreditavam que era preciso conhecer a estrutura econômica, para entender o funcionamento da sociedade e as mudanças ocorridas na história da humanidade. Para que se compreendam as idéias coletivas, o funcionamento do Estado, o modo como algumas classes sociais dominam as outras, é necessário estudar como os indivíduos se relacionam para trabalhar e produzir. O nome dado a essa teoria, sobre as leis do desenvolvimento social e concepção da história, é:

6Questão 54281. História, Idade Contemporânea, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

(Univali-SC) As transformações econômicas e sociais, ocorridas na Europa no decorrer dos séculos XVIII e XIX, deram origem ao Socialismo. A Revolução Industrial também produziu uma massa proletária paupérrima, originando a chamada questão social. Os socialistas (utópicos, marxistas e “Cristãos”) tentaram apresentar uma solução para esse grave problema. Antes mesmo do século XVIII, vários pensadores já tinham imaginado sociedades em que todos vivessem de seu trabalho, em igualdade de condições. Como característica do sistema socialista, pode-se citar:

7Questão 54282. História, Idade Contemporânea, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

(UFRRJ) “8 de maio de 1838 Aos honrados Comuns, reunidos em Parlamento, a abaixo –assinados, sofredores patrícios. (...) Queira por favor a Vossa Honrada Casa (...) consagrar (...) uma lei garantindo a todo indivíduo masculino de idade legal, de mente sadia e não acusado de crime, o direito de voto para membros do Parlamento e dirigindo todas as futuras eleições de membros do Parlamento a ser processados por meio de voto secreto (secret ballot) e, determinando que a duração do Parlamento assim escolhido, em caso algum, exceda o prazo de um ano, abolindo as condições de propriedade para os membros, provendo-lhes a devida remuneração enquanto desempenharem seus deveres parlamentares.”

Petição do Parlamento da Grã-Bretanha e a Irlanda: 8/5/1838.

O movimento cartista teve, na primeira metade do século XIX na Inglaterra, um papel primordial na discussão das relações sociais e políticas naquele país. Pela leitura das reivindicações citadas acima pode-se afirmar que, naquele momento, seus participantes, priorizavam

8Questão 54283. História, Idade Contemporânea, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

(UFRS) Leia os itens abaixo que se referem a possíveis resultados imediatos da guerra Franco-Prussiana de 1870:

I. A ocupação imperialista da Argélia pela França.
II. A fundação da Internacional pelos nacional-socialistas da Áustria.
III. O fim do II Império Francês de Luís Bonaparte e a instauração do II Reich.

Quais estão corretos?

9Questão 54284. História, Idade Contemporânea, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

(FGV-SP) Leia as afirmações abaixo, sobre a Restauração na França, e assinale a alternativa correta.

I. Durante a Restauração (1789-1815), os Bourbon buscaram reinstalar o absolutismo, sofrendo, por isso, uma resistência popular de caráter republicano e ações de terror contra a nobreza.
II. O parlamento francês, na primeira fase da Restauração, foi composto por três forças políticas: a ultra-realista, a constitucional e a liberal.
III. Na tentativa de consolidar uma transição, durante a Restauração, foi instituído o voto censitário.
IV. A vitória da Revolução Liberal, nas jornadas de julho, não representou o triunfo do liberalismo sobre o absolutismo.
V. Luís XVIII e Carlos X ficaram conhecidos como os “reis da restauração”, enquanto Luís Felipe de Orléans, como o “rei dos banqueiros” nesse processo.

10Questão 54285. História, Idade Contemporânea, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

(UFSE)
I. “Sob a influência da burguesia industrial, sobretudo da Prússia, estabeleceu-se o Zollverein; uma união aduaneira com o objetivo de eliminar os impostos alfandegários entre os diferentes Estados da Confederação Germânica.”
II. “O personagem-síntese do nacionalismo alemão (...) não mediu meios para edificar o Segundo Reich alemão. (...) Após a vitória sobre a França, ao regressar a Berlim, o ‘chanceler de ferro’ foi reconhecido como fundador do novo Reich. Ninguém, a serviço de um rei, desde Richelieu, havia tão rapidamente elevado a importância de seu soberano, ao mesmo tempo acrescendo, com tão bons resultados, sua autoridade no governo. (...)”

PALMER, Alan. Bismarck, Trad. Brasília: Universidade de Brasília, 1982. In: VICENTINO, Cláudio. História Geral.

Os textos identificam