Simulado: Os Estados Unidos e a América Hispânica no Século XIX - Exercícios com Gabarito

10 questões História, História da América, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

Responda as 10 questões do simulado abaixo (Os Estados Unidos e a América Hispânica no Século XIX - Exercícios com Gabarito). Ao terminar a prova, clique em corrigir para ver o gabarito.

336 resolveram
26% acertos
Difícil
1 gabaritaram
5 ótimo
38 bom
197 regular
96 péssimo
Dados estatísticos de usuários que resolveram este simulado.

1Questão 54286. História, História da América, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

(UFMS) Sabe-se que a Guerra de Secessão constitui um dos mais importantes momentos na formação dos Estados Unidos da América. As proposições abaixo referem-se a esse tema.

I. As diferenças econômicas, sociais e políticas entre Norte e Sul agudizaram-se na primeira metade do século XIX e levaram à guerra.
II. Os empresários industriais do Norte exigiam uma política de tarifas altas para proteção de suas indústrias, mas não contavam com o apoio do Sul.
III. A cultura do algodão desenvolveu-se no Sul dos Estados Unidos baseada no trabalho escravo, que era contestado pelos empresários do Norte.

Assinale a alternativa correta:

2Questão 54287. História, História da América, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

(UFRRJ) “A estruturação dos Estados Nacionais ocorreu de forma acidentada em quase toda a América Latina (...) A evolução geral vinha se fazendo no sentido da autonomização regional, decorrência do debilitamento dos antigos pólos de crescimento. Na ausência de vínculos econômicos mais significativos o localismo político tendia a prevalecer.”

FURTADO, C. Formação Econômica da América Latina.

A existência dessa realidade latino-americana do período pós-independência mostrada acima por Celso Furtado teve como responsáveis, dentre outros fatores:

3Questão 54288. História, História da América, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

(FGV-SP) A Ku Klux Klan representa, entre as organizações de segregação racial, uma das mais conhecidas. Surgida e proibida na segunda metade do século XIX, ainda hoje tem adeptos que a fazem ressurgir em atos isolados e, muitas vezes, apenas simbólicos. Sobre a KKK é correto afirmar que:

4Questão 54289. História, História da América, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

(Uniderp-MS) “Todos os homens foram criados iguais e são dotados de certos direitos inalienáveis, entre os quais estão a Vida, a Liberdade e a Busca da Felicidade.”

Jefferson. In: Aquino et al, p. 126.

A partir da leitura do fragmento, pode-se deduzir que os princípios filosóficos que nortearam a luta dos colonos norte-americanos por sua independência estavam fundamentados no

5Questão 54290. História, História da América, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

(PUC-RJ) Ao longo de todo o século XIX, a tensão entre forças descentralizadoras e centralizadoras caracterizou as relações políticas em boa parte das regiões latino-americanas recém-libertadas do jugo colonial. Sobre essas relações, é correto afirmar que:

6Questão 54291. História, História da América, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

(Cefet-PR) Entre o Norte e o Sul dos Estados Unidos agravavam-se as contradições herdadas da fase colonial, e que foram aprofundadas pela questão da abolição da escravidão, levando à eclosão da Guerra de Secessão. À primeira vista, parece que o problema da escravidão teria sido o mais importante para explicar o conflito, mas, na realidade, a questão econômica é muito mais significativa porque:

7Questão 54292. História, História da América, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

(PUC-RJ) Leia as afirmações abaixo referentes à caracterização de diferentes industrializações latino americanas ocorridas em fins do século XIX.

I. A industrialização argentina foi marcada por uma expressiva imigração européia. Os setores têxtil e de alimentos foram os primeiros a serem transformados, contando com significativos investimentos estrangeiros – sobretudo ingleses. As atividades relacionadas ao transporte ferroviário e marítimo (portos e navios frigoríficos), bem como aos serviços de infra-estrutura urbana em geral foram privilegiadas por favorecerem a exportação de carnes e couros.
II. A industrialização mexicana foi intensificada durante o longo governo de Porfírio Díaz. Além dos setores têxtil e de alimentos, desenvolveram-se a metalurgia e a produção de petróleo, esta última tendo-se tornado motivo de acirrada disputa entre os capitais ingleses e norte-americanos no país. Na composição da mão-de-obra, os nacionais predominaram sobre a imigração européia, que foi de muito pouca expressão.
III. A industrialização cubana atingiu os setores da mineração, açúcar e tabaco. Companhias norte-americanas e espanholas disputaram a construção de ferrovias na ilha para o escoamento destas e de outras produções para a exportação. Em que pese o grande número de libertos existentes, os imigrantes – em especial os coolies chineses – tornaram-se a mão-de-obra mais utilizada nessas atividades.
IV. A industrialização chilena dos últimos decênios apresentou poucos imigrantes na composição de sua mão-de-obra. O crescimento econômico fez-se sentir de forma marcante no setor de mineração – com a exploração do nitrato e do cobre – onde a hegemonia britânica foi rapidamente contestada pelos mais fortes investidores norte-americanos e alemães que para lá se deslocaram à época.

Assinale a alternativa:

8Questão 54293. História, História da América, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

(Fuvest-SP) A incorporação de novas áreas, entre 1820 e 1850, que deu aos Estados Unidos sua atual conformação territorial, estendendo-se do Atlântico ao Pacífico, deveu-se fundamentalmente

9Questão 54294. História, História da América, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

(U. Alfenas-MG) Criada em 1823, proibia os países europeu de estabelecerem novas colônias na América e intervirem nos assuntos internos do continente americano. Tentava, através do slogan “A América para os americanos”, preparar o futuro domínio que os Estados Unidos iriam exercer sobre as repúblicas latino-americanas. Esse texto refere-se

10Questão 54295. História, História da América, Vestibulando, Vestibular, Ensino Médio

(UFRRJ) “Dos ricos é e foi fácil, desde a independência, o governo. Os pobres foram soldados, milicianos nacionais, votaram como o patrão mandou, lavraram a terra (...). Os pobres gozaram da gloriosa independência assim como os cavalos que em Chacabuco e Maipu avançaram contra as tropas do rei”.

Santiago Arcos. In: GALEANO, Eduardo. As caras e as máscaras. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.

O texto acima apresenta uma visão crítica da América Espanhola, a partir de sua independência política e refere-se ao fato