A Pesquisa Qualitativa e o Trabalho Educativo - Exercícios

Responda as 10 questões do simulado abaixo (A Pesquisa Qualitativa e o Trabalho Educativo - Exercícios). Ao terminar a prova, clique em corrigir para ver o gabarito.

10 questões Pedagogia, A Pesquisa Qualitativa e o Trabalho Educativo, Médio

54 resolveram
32% média
Difícil
0 gabaritaram
2 Ótimo
5 Bom
39 Regular
8 Péssimo
De acordo com Lüdke e André (1986), a palavra “pesquisa” ganhou uma popularização que, por vezes, chega a comprometer seu verdadeiro sentido. No campo da vida social, da política, bem como da educação, esse tema nem sempre tem sido tratado com o rigor e cuidado que deveria, promovendo uma compreensão de pesquisa bastante estreita. No campo da educação, portanto, para se realizar uma pesquisa qualitativa é preciso
Segundo Esteban e Zacur (2002, p. 15), "a pesquisa, não sendo um fim em si mesma, pode ser a consequência de um fazer em que o indivíduo faz e coloca questões. Pesquisar pode se dar a partir de um questionamento, de uma pergunta, de uma ideia fixa, articuladora de um processo empírico-teórico de uma investigação".

ESTEBAN, Maria Teresa; ZACUR, Edwiges. Professora pesquisadora: uma práxis em construção. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.

Nesse sentido, é correto afirmar que a pesquisa se caracteriza por
A pesquisa educacional compreende investigação em diferentes disciplinas e áreas do conhecimento e refere-se à coleta e compilação de informações necessárias para tomar decisões a respeito da estrutura da educação. Envolve estudos sobre como ocorre a aprendizagem, como as instituições de ensino funcionam, como os professores ensinam, como os contextos culturais e econômicos influenciam a educação. Os resultados de tais pesquisas fornecem subsídios importantes que permitam definir novas práticas e políticas educacionais. Assinale a alternativa correta com relação à pesquisa em educação.
Diferentes pesquisas têm sido realizadas sobre o ensino de literatura no tocante

I. ao tipo de obra mais lida por jovens de determinada faixa etária ou de determinado nível escolar;
II. aos livros de literatura mais indicados pelas escolas públicas ou privadas em diferentes cidades;
III. à recepção das obras pelos leitores, colocados, segundo a Estética da recepção, como eixo da experiência literária;
IV. às novas formas de trabalhar o texto literário na sala de aula através de experimentos.

Considerando os itens acima apresentados, é correto afirmar que
Um grupo de professores formados na área das engenharias deve fazer uma pesquisa de natureza qualitativa para caracterizar os fatores que influenciam a evasão de estudantes de graduação nesses cursos. Considerando que os professores não têm experiências em estudos sobre assuntos educacionais, decidem registrar algumas ideias para discutirem com o técnico em assuntos educacionais, as quais estão explicitadas nos itens abaixo.

I A pesquisa deve se fundamentar nos critérios de cientificidade do positivismo lógico como pressuposto filosófico.
II Um dos objetivos dessa pesquisa deve ser a previsão e o controle do comportamento da evasão, baseada na generalização dos resultados.
III Os instrumentos válidos para captar as informações devem ser flexíveis para mostrarem-se adequados ao contexto e à natureza do objeto.
IV Deve-se considerar que não há uma perspectiva privilegiada e objetiva da realidade, o que leva ao interesse pelo pluralismo metodológico.

Dentre essas ideias, o técnico considera que são coerentes com a pesquisa qualitativa as dos itens
“Lima (2007) afirma que um ponto de vista polêmico e amplamente debatido em pesquisas realizadas na área de ensino e educação é a grande dificuldade que os alunos do Ensino Médio enfrentam no processo aprendizagem dos conteúdos da disciplina de Química. Ao observarmos como ela é ensinada nas escolas brasileiras, identificamos que seus conhecimentos são difíceis de serem entendidos. Isso se deve principalmente aos conceitos complexos necessários e ao rápido crescimento do conjunto de conhecimentos que a envolvem. Para se tornar efetivo, o ensino de Química deve ser problematizador, desafiador e estimulador, de maneira que seu objetivo seja o de conduzir o estudante à construção do saber científico. Não se pode mais conceber um ensino de química que simplesmente apresenta questionamentos pré-concebidos e com respostas acabadas. É preciso que o conhecimento químico seja apresentado ao aluno de uma forma que o possibilite interagir ativa e profundamente com o seu ambiente, entendendo que este faz parte de um mundo do qual ele também é ator e corresponsável.”

(Disponível em: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/setembro 2013/quimica_artigos/perspect_novas_metod_ens_quim. pdf. Acesso em: 05/05/2018.)

Objetivando contribuir com uma alternativa para a solução do problema do ensino de Química, alguns estudiosos têm levantado questões pertinentes a novas concepções metodológicas que poderiam ser capazes de melhorá-lo. NÃO corresponde ao objetivo dos cientistas para a alternativa de solução do problema de Ensino da Química:
“Em suas diferentes vocações, as pesquisas participantes atribuem aos agentes-populares diferentes posições na gestão de esferas de poder ao longo do processo da pesquisa, assim como na gestão dos processos de ação social dentro da qual a pesquisa participante tende a ser concebida como um instrumento, um método de ação científica ou um momento de um trabalho popular de dimensão pedagógica e política, quase sempre mais amplo e de maior continuidade do que a própria pesquisa”. BRANDÃO, Carlos Rodrigues; BORGES, Maristela Correa. A pesquisa participante: um momento da educação popular. Revista de Educação Popular, v. 6, n. 1, 2007).

Ao afirmarem que a pesquisa participante é também um momento de um trabalho popular de dimensão pedagógica e política, os autores apontam que a pesquisa:
De acordo com Bogdan e Biklen (1984), na pesquisa qualitativa, o investigador é o instrumento principal. Nesse sentido, alguns autores, como Morse(1994), enfatizam uma série de características do investigador "qualitativo". Considerando esse tipo de pesquisa, avalie as características de um pesquisador apresentadas a seguir:

I- É, ao mesmo tempo, capaz de trabalhar indutivamente.
II- É concentrado num único método específico de pesquisa.
III- Prioriza a objetividade em detrimento da subjetividade.
IV- Verifica e constata, frequentemente, sua informação.

As características do investigador qualitativo estão presentes nos itens 
A pesquisa qualitativa em educação é caracterizada pela seguinte ideia:
Bogdan e Biklen (1994), ao teorizarem sobre a pesquisa em educação, sinalizam algumas características da pesquisa qualitativa na área. NÃO é característica desse tipo de pesquisa: