Metodologia de Projetos: um Caminho entre a Teoria e a Prática

Responda as 10 questões abaixo (Metodologia de Projetos: um Caminho entre a Teoria e a Prática). Ao terminar, clique no botão para ver sua nota e o gabarito. Boa prova!

10 questões Pedagogia, Metodologia de Projetos, CESPE, Médio

27 resolveram
76% média
Fácil
4 gabaritaram
18 Ótimo
7 Bom
1 Regular
1 Péssimo
Considerando as diversas modalidades didáticas utilizadas no ensino de biologia, julgue o item que se segue.

O uso de projetos como modalidade didática permite aos estudantes formular questões, observar, investigar e localizar as fontes de informação. 
Em relação ao projeto político-pedagógico em seu aspecto organizacional e participativo, julgue o item a seguir.

O projeto educativo envolve rupturas e promessas futuras viáveis no campo da ação comprometida com os atores envolvidos. 
Julgue o item seguinte, relativo à interdisciplinaridade e ao currículo.

A interdisciplinaridade supõe um eixo integrador aplicado a um objeto de conhecimento, um projeto de investigação ou um plano de intervenção, e deve partir da necessidade percebida na escola pelos professores e alunos.
Acerca da pedagogia de projetos, julgue o item subsecutivo.

As bases para a pedagogia de projetos estão fundamentadas nos seguintes princípios: vivência do aluno, aprender a aprender, resolução de problemas e vivências diárias de democracia.
Acerca da pedagogia de projetos, julgue o item subsecutivo.

Trabalhar com projetos nas instituições educacionais é uma forma de colocar em prática a interdisciplinaridade sem que isso provoque, contudo, uma perda da especificidade das disciplinas.
Acerca dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs), julgue os itens seguintes.

A função precípua dos PCNs é fundamentar a elaboração ou a revisão curricular dos estados e municípios de modo articulado com as propostas e experiências locais e estimular a discussão pedagógica e a elaboração do projeto educativo nas escolas.
Se tivermos como objetivo o desenvolvimento integral dos alunos em uma realidade plural, é necessário que passemos a considerar as questões e problemas enfrentados pelos homens e mulheres de nosso tempo como objeto de conhecimento. O aprendizado e a vivência das diversidades de raça, gênero e classe, a relação com o meio ambiente, a vivência equilibrada da afetividade e sexualidade, o respeito à diversidade cultural, entre outros, são temas cruciais com que, hoje, todos nós nos deparamos e, como tais, não podem ser desconsiderados pela escola.

Miguel Arroyo. Escola plural. In: Proposta pedagógica da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte. Belo Horizonte: SMED, 1994, p. 31 (com adaptações).

Considerando o assunto abordado no texto acima e a metodologia de projetos, julgue os itens subsequentes.

De acordo com os teóricos adeptos da metodologia de projetos no processo de ensino-aprendizagem, os projetos de trabalho devem ter o enfoque integrador da construção de conhecimento que transgrida o formato da educação tradicional de transmissão de saberes compartimentados. Para eles, o projeto não é uma metodologia, mas uma forma de refletir sobre a escola e sua função.
Se tivermos como objetivo o desenvolvimento integral dos alunos em uma realidade plural, é necessário que passemos a considerar as questões e problemas enfrentados pelos homens e mulheres de nosso tempo como objeto de conhecimento. O aprendizado e a vivência das diversidades de raça, gênero e classe, a relação com o meio ambiente, a vivência equilibrada da afetividade e sexualidade, o respeito à diversidade cultural, entre outros, são temas cruciais com que, hoje, todos nós nos deparamos e, como tais, não podem ser desconsiderados pela escola.

Miguel Arroyo. Escola plural. In: Proposta pedagógica da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte. Belo Horizonte: SMED, 1994, p. 31 (com adaptações).

Considerando o assunto abordado no texto acima e a metodologia de projetos, julgue os itens subsequentes.

A metodologia de projetos desconsidera as situações conflitantes que estejam intrigando os estudantes, por entender que esses temas não constroem os saberes que devem ser explorados pela escola; além disso, ela não envolve no projeto várias áreas de conhecimento presentes tanto na escola quanto fora dela.
Se tivermos como objetivo o desenvolvimento integral dos alunos em uma realidade plural, é necessário que passemos a considerar as questões e problemas enfrentados pelos homens e mulheres de nosso tempo como objeto de conhecimento. O aprendizado e a vivência das diversidades de raça, gênero e classe, a relação com o meio ambiente, a vivência equilibrada da afetividade e sexualidade, o respeito à diversidade cultural, entre outros, são temas cruciais com que, hoje, todos nós nos deparamos e, como tais, não podem ser desconsiderados pela escola.

Miguel Arroyo. Escola plural. In: Proposta pedagógica da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte. Belo Horizonte: SMED, 1994, p. 31 (com adaptações).

Considerando o assunto abordado no texto acima e a metodologia de projetos, julgue os itens subsequentes.

Na metodologia de projetos, há uma supervalorização dos processos cognitivos em detrimento dos demais e uma dissociação entre os processos de pensar e de atuar.
De acordo com os pressupostos da pesquisa participante, julgue os itens a seguir.

O método de alfabetização de Paulo Freire é considerado uma pesquisa participante, pois estimula que os envolvidos se conscientizem de sua situação e da possibilidade de transformá-la.

Veja também...