Simulado: Residência Médica - Infectologista - HUB - Pediatria e Neonatologia

14 questões Medicina, Pediatria e Neonatologia, Médico infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior

Responda as 14 questões do simulado abaixo (Residência Médica - Infectologista - HUB - Pediatria e Neonatologia). Ao terminar a prova, clique em corrigir para ver o gabarito.

6 resolveram
57% acertos
Médio
0 gabaritaram
0 ótimo
5 bom
1 regular
0 péssimo
Dados estatísticos de usuários que resolveram este simulado.

1Questão 58461. Medicina, Pediatria e Neonatologia, Médico infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Com relação ao aleitamento materno, julgue os seguintes itens.

No segundo ano de vida, a chance de uma criança que é amamentada morrer em decorrência de doença infecciosa é a mesma que a de uma criança não amamentada.

2Questão 58462. Medicina, Pediatria e Neonatologia, Médico infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Com relação ao aleitamento materno, julgue os seguintes itens.

Diz-se que uma criança está em aleitamento materno complementado quando ela recebe leite materno, alimentos sólidos ou semissólidos, mas não recebe outro tipo de leite.

3Questão 58463. Medicina, Pediatria e Neonatologia, Médico infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Com relação ao aleitamento materno, julgue os seguintes itens.

Logo após o nascimento da criança, a produção de leite materno é controlada, principalmente, pela ação hormonal, e a apojadura ou descida do leite, que costuma ocorrer entre o 3.º e o 4.º dia do pós-parto, não ocorre se a criança não sugar o seio.

4Questão 58464. Medicina, Pediatria e Neonatologia, Médico infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Com relação ao aleitamento materno, julgue os seguintes itens.

Tanto a mãe que amamenta como a criança que é amamentada adquirem proteção contra diabetes melito tipo 2. 

5Questão 58465. Medicina, Pediatria e Neonatologia, Médico infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

A respeito da adolescência, julgue o item abaixo. Considere a seguinte situação hipotética.

Durante uma consulta, uma adolescente informou ao pediatra que está grávida e é usuária de drogas ilícitas e solicitou a ele que não contasse à sua mãe sobre a gravidez e o consumo de drogas.

Nessa situação, o pediatra deve atendê-la.

6Questão 58466. Medicina, Pediatria e Neonatologia, Médico infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Acerca de infecções, julgue os itens que se seguem.

Considere que uma criança de nove anos de idade, há três semanas com hepatite causada pelo vírus A, apresente icterícia e tenha sido levada pela mãe ao pediatra. A mãe gostaria de saber se a criança poderia viajar ao exterior em tais condições. Nessa situação, o pediatra pode liberá-la para viajar em razão de não haver mais risco de contaminação.

7Questão 58467. Medicina, Pediatria e Neonatologia, Médico infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Acerca de infecções, julgue os itens que se seguem.

O vírus sincicial respiratório tem papel importante na instalação de crises asmáticas em pré-escolares e escolares.

8Questão 58468. Medicina, Pediatria e Neonatologia, Médico infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Com relação a cardiopatias na infância, julgue os itens a seguir.

A manifestação mais frequente de comprometimento cardíaco em criança com febre reumática é a endocardite, e as valvas mais acometidas, em ordem de frequência, são: mitral, aórtica e tricúspide.

9Questão 58469. Medicina, Pediatria e Neonatologia, Médico infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Com relação a cardiopatias na infância, julgue os itens a seguir.

A transposição das grandes artérias é uma das cardiopatias congênitas que se manifestam com cianose. Para diagnosticá-la, recomenda-se a realização de ecocardiograma, por meio do qual é possível observar praticamente todos os detalhes anatômicos da doença.

10Questão 58470. Medicina, Pediatria e Neonatologia, Médico infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Com relação a crianças nascidas pequenas para a idade gestacional (PIG) em razão de doenças maternas preexistentes ou agravadas durante a gestação, julgue os seguintes itens.

A maior parte das crianças nascidas PIG não recupera o canal de crescimento até os dois anos de vida e ainda apresenta maior risco de desenvolver pubarca precoce e síndrome metabólica. 

11Questão 58471. Medicina, Pediatria e Neonatologia, Médico infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Com relação a crianças nascidas pequenas para a idade gestacional (PIG) em razão de doenças maternas preexistentes ou agravadas durante a gestação, julgue os seguintes itens.

As crianças nascidas PIG podem ser classificadas em simétricas ou assimétricas, sendo consideradas assimétricas quando a desproporção ocorre em fase precoce da gestação.  

12Questão 58472. Medicina, Pediatria e Neonatologia, Médico infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Acerca de alterações glicêmicas na infância, julgue os itens que se seguem.

No tratamento de paciente em vigência de cetoacidose diabética, deve-ser utilizar insulina de ação rápida (regular) ou insulina de ação ultrarrápida. 

13Questão 58473. Medicina, Pediatria e Neonatologia, Médico infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

Acerca de alterações glicêmicas na infância, julgue os itens que se seguem. Considere a seguinte situação hipotética.

Um menino com oito anos de idade apresenta índice de massa corporal e circunferência abdominal acima do percentil 95 para a idade e taxa de glicemia de jejum de 111 mg/dL. Nesse caso, a criança apresenta síndrome metabólica e diabetes melito do tipo 2.

14Questão 58474. Medicina, Pediatria e Neonatologia, Médico infectologista, HUB, CESPE, Ensino Superior, 2010

A respeito de crises convulsivas na infância, julgue o próximo item. Considere a seguinte situação hipotética.

Uma mãe relatou que sua filha de 1 ano de idade sofrera convulsão generalizada de curta duração em vigência de um quadro febril (temperatura axilar de 39 ºC). No momento do exame clínico, a menina não apresentou mais o quadro descrito pela mãe, que consistiu no primeiro episódio de convulsão da criança. Nesse caso clínico, é indicado o tratamento profilático com benzodiazepínicos até os cinco anos de idade.