Simulado: Residência Médica UNIFESP - Clínica Médica

10 questões Medicina, Clínica Médica, Residência Médica, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior

Responda as 10 questões do simulado abaixo (Residência Médica UNIFESP - Clínica Médica). Ao terminar a prova, clique em corrigir para ver o gabarito.

106 resolveram
32% acertos
Difícil
0 gabaritaram
2 ótimo
22 bom
66 regular
16 péssimo
Dados estatísticos de usuários que resolveram este simulado.

1Questão 58616. Medicina, Clínica Médica, Residência Médica, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior, 2015

Homem de 62 anos de idade vem no ambulatório de clínica geral para controle de diabetes. Ele usava metformina 1000 mg 2x ao dia e glibenclamida 5 mg 3x ao dia, mas há 2 anos a glibenclamida foi suspensa e iniciada insulina glargina. Ele agora usa 30 unidades de glargina à noite e levanta 2x à noite com episódios de hipoglicemia, mas durante o dia a glicemia varia entre 150- 200 mg/dl. A hemoglobina glicada é 7,5%. Qual a melhor conduta neste momento?

2Questão 58617. Medicina, Clínica Médica, Residência Médica, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior, 2015

Mulher de 60 anos de idade hipertensa, diabética e dislipidêmica em acompanhamento ambulatorial em uso de metformina 850 mg 2x ao dia, sinvastatina 20 mg/dia, AAS 100 mg/dia, losartana 50 mg/dia, hidroclorotiazida 25 mg/dia e anlodipina 5 mg/dia. Refere que tem apresentando edema em membros inferiores e crise recorrente de gota. Quais os medicamentos seriam responsáveis respectivamente pelo edema e pela gota?

3Questão 58618. Medicina, Clínica Médica, Residência Médica, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior, 2015

Mulher de 28 anos de idade, em tratamento para pneumonia comunitária com levoflaxacina 500mg/dia há 3 dias, refere não ter melhorado da tosse e está evoluindo com tontura. Chegou no PS e sinais vitais iniciais demonstravam: FC= 120bpm, FR= 12 ipm, PA= 100/60mmHg, saturando 94%. Ao exame: REG, afebril corada, acianótica orientada, vigil, peso=50Kg, estertores crepitantes com roncos na base direita, RCR em 2T, BNF, enchimento capilar de 3 segundos, abdome normal, membros inferiores sem edemas ou sinais de TVP, apresentando livedo. Qual dos achados abaixo estabelece mau prognóstico?

4Questão 58619. Medicina, Clínica Médica, Residência Médica, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior, 2015

Mulher de 23 anos de idade, previamente hígida, chegou no PS com quadro de dispneia há 2 horas acompanhada de dor torácica, nega tosse e febre. Ao exame: BEG, corada, afebril, acianótica, orientada, vigil. Pulmões: roncos esparsos, FR=30 ipm, saturando 92%, RCR em 2T, BNF, FC=120 bpm, PA= 100/60mmHg, membros inferiores sem edemas. Calculado o escore de Wells que foi considerado de baixa probabilidade. Qual a investigação mais adequada neste momento?

5Questão 58620. Medicina, Clínica Médica, Residência Médica, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior, 2015

Após 2 horas, a paciente do caso anterior apresentou PCR por atividade elétrica sem pulso. Quais medidas devem ser feitas nesta reanimação?

6Questão 58621. Medicina, Clínica Médica, Residência Médica, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior, 2015

O protocolo SPIKES é utilizado na prática médica para:

7Questão 58622. Medicina, Clínica Médica, Residência Médica, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior, 2015

Homem de 18 anos de idade chega em consulta com história de fadiga, há 3 meses acompanhada de edema e dor nos joelhos e tornozelos. Teve episódio de gastroenterite há 1 mês e no ano passado teve 2 episódios de uveíte. Ao exame, apresenta joelho direito com calor local e edema e os dois tornozelos edemaciados com calor local e dor a palpação nos tendões de Aquiles. A sorologia para hepatites e o fator reumatoide são negativos. Tem VHS=70mm/h. Qual o tratamento de escolha para este paciente?

8Questão 58623. Medicina, Clínica Médica, Residência Médica, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior, 2015

Homem de 55 anos de idade, tabagista ativo de 40 anos x maço. Como deve ser realizado o rastreamento para câncer de pulmão?

9Questão 58624. Medicina, Clínica Médica, Residência Médica, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior, 2015

Mulher de 58 anos de idade, recentemente teve diagnóstico de ICC descompensada classe funcional III que melhorou há 15 dias para classe II, acompanhado de perda de 2 kg. A paciente começou a utilizar furosemida 40 mg por dia, captopril 25 mg 3x ao dia e carvedilol 6,25 mg 2x ao dia. Na consulta ambulatorial, trouxe exames: ureia =135mg/dL, creatinina= 3,25 mg/dL, K=5,7mEq/L e Na= 135mEq/L. Há 2 semanas: ureia=52mg/dL, creatinina=0,8mg/dL, Na=125mEq/L, K= 4,2mEq/L. No momento: REG, orientada e vigil, anictérica, PA= 120/85mmHg, FC= 84bpm em 2t, sem sopros, tem edema =+1/+4 em membros inferiores e mantém estase jugular a 45º, não apresentando mais refluxo hepatojugular e com ausculta pulmonar com estertores finos nas bases.

Qual a conduta mais adequada neste momento?

10Questão 58625. Medicina, Clínica Médica, Residência Médica, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior, 2015

Paciente de 35 anos de idade, branco, entra no pronto-socorro com queixa de edema em membros inferiores e urina escurecida há uma semana. No exame físico o edema é caracterizado como anasarca e mede-se pressão arterial de 170x110 mmHg. Exames complementares são solicitados, detectando-se creatinina de 4,2 mg/dL, urina tipo I que mostra hematúria 850.000 hemácias/mL com dismorfismo eritrocitário ++/+++ e proteinúria ausente. A principal hipótese diagnóstica é: