Simulado: Residência Médica UNIFESP - Cirurgia Geral

10 questões Medicina, Cirurgia Geral, Médico, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior

Responda as 10 questões do simulado abaixo (Residência Médica UNIFESP - Cirurgia Geral). Ao terminar a prova, clique em corrigir para ver o gabarito.

94 resolveram
27% acertos
Difícil
0 gabaritaram
1 ótimo
9 bom
62 regular
22 péssimo
Dados estatísticos de usuários que resolveram este simulado.

1Questão 58626. Medicina, Cirurgia Geral, Médico, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior, 2015

Logo após a indução da anestesia geral para redução de fratura de fêmur, um paciente sob ventilação mecânica apresenta queda progressiva no valor da capnometria. Qual é a causa mais provável?

2Questão 58627. Medicina, Cirurgia Geral, Médico, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior, 2015

Menino de 5 anos de idade é atropelado por motocicleta ao atravessar a rua. Dá entrada no pronto socorro chorando, taquidispneico. À percussão observa-se hipertimpanismo em hemotórax direito e murmúrio vesicular abolido do mesmo lado. Restante do exame sem alterações. Assinale qual o provável diagnóstico e que tipo de choque pode estar intimamente relacionado com esse quadro.

3Questão 58628. Medicina, Cirurgia Geral, Médico, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior, 2015

Criança do sexo masculino, de 1 ano e 2 meses de idade, deu entrada no pronto atendimento com história de evacuações escurecidas e de odor forte há 4 horas. A mãe dele negou dor, vômitos, febre, alterações cutâneas ou vacinação recente. Ela relatou ainda que a criança já havia apresentado 2 episódios de evacuações com grande quantidade de sangue, nos quais necessitou até de transfusão sanguínea. Qual é o diagnóstico?

4Questão 58629. Medicina, Cirurgia Geral, Médico, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior, 2015

Um tempo básico da técnica operatória é a síntese, onde deve-se aproximar as bordas da ferida operatória para reconstituir a integridade anatômica e funcional do órgão/tecido que sofreu a diérese. Assinale a alternativa correta em relação à síntese.

5Questão 58630. Medicina, Cirurgia Geral, Médico, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior, 2015

Homem de 69 anos de idade, com etilismo social, referiu urina escura há um mês e ao exame físico apresentava esclera discretamente amarelada. Panículo adiposo espesso impediu palpação das vísceras abdominais. Nos exames, constatou-se AST de 80 U/L, ALT 120 U/L, bilirrubina total de 4 mg/dL às custas da fração direta, fosfatase alcalina de 200 U/L, GGT de 150 U/L, TP de 16 s, RNI de 1,50, albumina de 3,5 g/dL, CEA de 1 mcg/L (normal até 5 mcg/L), AFP de 10 mcg/L (normal até 15 mcg/L), CA 19-9 de 200 U/mL (normal até 37 U/mL). A seguir, fez US de abdome superior. Qual dos achados ultrassonográficos abaixo é compatível com o quadro clínico e laboratorial?

6Questão 58631. Medicina, Cirurgia Geral, Médico, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior, 2015

Na laringoscopia para tubagem traqueal:

7Questão 58632. Medicina, Cirurgia Geral, Médico, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior, 2015

Paciente de 60 anos, hipertenso, faz uso de hidroclortiazida (diurético) e metoprolol (betabloqueador). Está agendado para cirurgia de prostatectomia por adenocarcinoma. Qual é a conduta em relação àqueles medicamentos anti-hipertensivos na avaliação pré-anestésica?

8Questão 58633. Medicina, Cirurgia Geral, Médico, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior, 2015

Um paciente foi vitima de trauma crânio-encefálico, tendo sido mantido sob intubação traqueal por 3 semanas. Cerca de 1 mês após a alta hospitalar é admitido no pronto socorro com falta de ar, cianótico, agitado e cornagem. Assinale a conduta imediata a ser tomada frente a esse paciente.

9Questão 58634. Medicina, Cirurgia Geral, Médico, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior, 2015

Paciente de 26 anos de idade foi atendida no Pronto Socorro com quadro de pneumotórax espontâneo, negando episódios anteriores. Foi realizada a drenagem pleural mas, após 5 dias, manteve escape aéreo com borbulhamento pelo dreno, quando tossia ou inspirava profundamente.

Qual das condutas abaixo é a melhor?

10Questão 58635. Medicina, Cirurgia Geral, Médico, UNIFESP, CONSESP, Ensino Superior, 2015

Paciente com cardiopatia dilatada referiu dor súbita em membro inferior direito há 3 horas da internação. Negava antecedente de claudicação. Ao exame, constatou-se ausência de pulsos em membor inferior direito e pulsos normais nos demais membros. Qual é a hipótese diagnóstica mais provável e a melhor conduta?