Exercícios sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis com Gabarito

Responda as 10 questões abaixo (Exercícios sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis com Gabarito). Ao terminar, clique no botão para ver sua nota e o gabarito. Boa prova!

10 questões Enfermagem, Doenças Sexualmente Transmissíveis, Médio

177 resolveram
45% média
Difícil
2 gabaritaram
14 Ótimo
73 Bom
75 Regular
15 Péssimo
Quem tem relação sexual desprotegida pode contrair uma IST, não importando a idade, estado civil, classe social, identidade de gênero, orientação sexual, credo ou religião. A pessoa pode estar aparentemente saudável, mas pode estar infectada por uma IST. Sendo assim, o uso da camisinha masculina ou feminina, ações de prevenção, diagnóstico e tratamento das IST, testa gem para HIV, sífilis e hepatites virais B e C, profilaxia pós-exposição ao HIV, imunização para HPV e hepatite B, prevenção da transmissão vertical de HIV, sífilis e hepatite B, tratamento antirretroviral para todas as PVHA, e redução de danos são um grupo de ações preventivas de extrema importância que se denomina:
As Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) podem se manifestar de várias formas. Por isso é importante que o corpo seja observado durante a higiene pessoal, o que pode ajudar a identificar uma IST no estágio inicial. Sempre que se perceber algum sinal ou algum sintoma, deve-se procurar o serviço de saúde e, quando indicado, avisar a parceria sexual. O corrimento, como um sinal de manifestação de infecção, pode se manifestar causando situações como as descritas a seguir, exceto:
O Ministério da Saúde divulgou novas informações em seu site oficial sobre o calendário anual de vacinação do ano vigente. A novidade é que, a partir da primeira quinzena de julho, a pasta vai solicitar às pessoas que viajarão ou retornarão da República Democrática do Congo e Angola que apresentem o Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP). A medida visa prevenir uma eventual epidemia de febre amarela.

Com base no texto, responda à questão.

O esquema básico da vacina HPV ocorre em duas doses, com 6 meses de intervalo entre elas, em meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos. A vacina HPV também está disponível para indivíduos imunodeprimidos (indivíduos submetidos a transplantes de órgãos sólidos, transplantes de medula óssea ou pacientes oncológicos) e indivíduo vivendo com HIV/Aids, que deverão receber o esquema de três doses (0, 2 e 6 meses) para ambos os sexos, nas faixas etárias:
As Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) são causadas por vírus, bactérias ou outros microrganismos e são transmitidas, principalmente, por meio do contato sexual. A terminologia Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) passa a ser adotada em substituição à expressão Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), pois:
A IST aparece, principalmente, no órgão genital, mas pode surgir também em outra parte do corpo, como por exemplo: palma das mãos, olhos, língua. São três as principais manifestações clínicas das IST. Sendo assim, qual alternativa não corresponde a uma dessas manifestações clínicas?
A AIDS é a doença causada pela infecção do Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV). Esse vírus ataca o sistema imunológico que é o responsável por defender o organismo de doenças. Quanto às formas de transmissão do vírus HIV, assinale a alternativa incorreta.
Sobre a sífilis, verifique as assertivas e selecione a opção correta.

I. A sífilis é uma infecção bacteriana sistêmica, crônica, curável e exclusiva do ser humano.
II. Quando não tratada, evolui para estágios de gravidade variada, podendo acometer diversos órgãos e sistemas do corpo.
III. Trata-se de uma doença conhecida há séculos; seu agente etiológico, descoberto em 1905, é o Treponema pallidum, subespécie pallidum.
IV. Sua transmissão se dá principalmente por contato sexual; contudo, pode ser transmitida verticalmente para o feto durante a gestação de uma mulher com sífilis não tratada ou tratada de forma não adequada.
V. A maioria das pessoas com sífilis são assintomáticas; quando apresentam sinais e sintomas, muitas vezes não os percebem ou valorizam, e podem, sem saber, transmitir a infecção às suas parcerias sexuais.
VI. O Brasil, assim como muitos países, apresenta uma reemergência da doença.
Atualmente, existem diversos métodos contraceptivos disponíveis para evitar uma gravidez indesejada e até mesmo doenças sexualmente transmissíveis (DST). Assinale a alternativa que NÃO corresponde a um método contraceptivo de barreira:
Considerando o contexto epidemiológico da sífilis e da sífilis congênita no Brasil, o Ministério da Saúde orienta que o diagnóstico laboratorial seja feito por técnicas variadas, dependentes da fase da infecção, assim como também o é o tratamento da doença. Por isso, é importante acompanhar a evolução da cura por meio de
Sobre as Infecções Sexualmente Transmissíveis, assinale a alternativa correta.

Veja também...