Exercícios Assistência de Enfermagem ao Puerpério com Gabarito

Responda as 10 questões abaixo (Exercícios Assistência de Enfermagem ao Puerpério com Gabarito). Ao terminar, clique no botão para ver sua nota e o gabarito. Boa prova!

10 questões Enfermagem, Assistência de Enfermagem ao Puerpério, Médio

72 resolveram
38% média
Difícil
2 gabaritaram
2 Ótimo
22 Bom
38 Regular
10 Péssimo
No puerpério, a orientação relativa ao planejamento da vida sexual e reprodutiva deve ser feita o mais precocemente possível. Dentre os métodos indicados, está o método de Amenorreia da Lactação (LAM), o qual só pode ser utilizado pelas puérperas que, além da amenorreia, incluam as seguintes condições:
A hemorragia puerperal é uma complicação de alta incidência de mortalidade materna. Dentre suas causas, pode-se citar a:
Uma mulher de 26 anos de idade, grávida de 34 semanas foi admitida na sala de parto para submeter-se a uma cesárea. Na assistência imediata ao recém-nascido, o neonatologista avaliou que a criança necessitava de manobras de ressuscitação. Nesse caso, a enfermeira inicialmente poderá fornecer oxigênio para o neonato na taxa de
A escolha do método anticoncepcional durante o aleitamento materno deve ser sempre personalizada. Para orientar o uso de métodos anticoncepcionais no pós -parto, deve-se considerar o tempo pós-parto, o padrão da amamentação, o retorno ou não da menstruação e os possíveis efeitos dos anticoncepcionais hormonais sobre a lactação e o lactente (BRASIL, 2013). Em relação a anticoncepção durante o aleitamento materno, analise as afirmativas abaixo.

I O efeito anticoncepcional da amamentação exclusiva, à livre demanda durante os primeiros seis meses pós-parto deixa de ser eficiente quando ocorre o retorno das menstruações e/ou quando o leite materno deixa de ser o único alimento recebido pelo bebê.
II O efeito inibidor da fertilidade, que o aleitamento exclusivo com amenorreia tem, pode ser utilizado como método comportamental de anticoncepção, chamado de método da amenorreia da lactação.
III Quando a mulher deseja utilizar um outro método associado ao método da amenorreia da lactação, deve-se primeiro considerar os métodos anticoncepcionais hormonais.
IV O anticoncepcional hormonal oral só de estrogênio (minipílula) pode ser utilizado pela mulher que está amamentando, e seu uso deve ser iniciado duas semanas após o parto.

Estão corretas as afirmativas: 
Uma criança nasceu com espinha bífida (EB), que consiste em uma anomalia do tubo neural, caracterizada por um defeito da linha mediana envolvendo a insuficiência da coluna óssea (HOCKENBERRY; WILSON,2014). Em relação às características da EB e quanto ao tratamento e aos cuidados com as crianças que apresentam essa anomalia, analise as afirmativas abaixo.

I Na avaliação do recém-nascido, o enfermeiro deve observar, entre outros aspectos, a higidez dos cistos membranosos, o movimento das extremidades, o reflexo anal e as fontanelas. O perímetro cefálico deverá ser medido diariamente.
II Um dos tratamentos dos problemas renais é o esvaziamento regular da bexiga, tal como a cateterização intermitente com técnica limpa, ensinada e realizada pelos pais , e o ensino da autocateterização à criança, de acordo com seu nível cognitivo.
III A meningocele é um tipo de EB oculta e tem uma variedade de complicações associadas que incluem hidrocefalia e mau funcionamento da derivação, escoliose, aspectos do controle vesical e intestinal, alergia ao látex e epilepsia.
IV Para proteger o saco da mielomeningocele antes da cirurgia, o enfermeiro deverá orientar os pais a manter a criança em decúbito lateral, umedecer e aquecer o saco com curativo aderente e limpo, utilizando solução antisséptica de iodo.

Em relação ao exposto, estão corretas as afirmativas
Um recém-nascido, na sala de parto, apresentou parada cardiorrespiratória (PCR), e o médico neonatologista iniciou as manobras de ressuscitação. Essas manobras devem ter como foco inicial a
O puerpério corresponde a um momento importante, quando a mulher passa por mudanças biológicas, subjetivas, sociais e familiares. Desse modo, os riscos para o aparecimento de sofrimento mental na puérpera aumentam em face das preocupações, e dos anseios da mulher bem como dos planejamentos realizados por ela. De acordo com o Ministério da Saúde (2013), existe um tipo de sofrimento mental puerperal que causa alteração psíquica leve e transitória. O evento inicia-se entre o 3º e o 4º dias do puerpério, regredindo espontaneamente no período de uma semana a dez dias, e tem como alguns de seus sintomas a flutuação de humor, irritabilidade, fadiga, tristeza, insônia, dificuldade de concentração e ansiedade relacionada ao bebê. Esse tipo de sofrimento mental puerperal é denominado
Uma parturiente de 30 anos de idade, com idade gestacional de 38 semanas, pariu por via vaginal, sem presença de líquido meconial, um recém-nascido (RN) do sexo masculino pesando 3.100g. A avaliação de vitalidade fetal realizada por pediatra constatou valor de apgar 9, no primeiro minuto de vida, e 9, no quinto minuto de vida. Considerando o que preconiza o guia para os profissionais de saúde do Ministério da saúde (2014), a sequência indicada para os cuidados imediatos a serem prestados na assistência a es se RN é:
O aleitamento materno é a mais sábia estratégia natural de vínculo. Apesar de a alimentação variar enormemente entre as pessoas, o leite materno, surpreendentemente, apresenta composição semelhante em todas as mulheres que amamentam, no mundo. No que concerne à concentração de gordura no leite materno, o Ministério da Saúde (2015) afirma que
A icterícia é um dos problemas mais frequentes no período neonatal e corresponde à expressão clínica da hiperbilirrubinemia. Essa condição é definida como a concentração sérica de bilirrubina indireta (BI) maior que 1,5mg/dL ou de bilirrubina direta (BD) maior que 1,5mg/dL, desde que a BD represente mais que 10% do valor de bilirrubina total (BT) (BRASIL, 2011). Segundo o Ministério da Saúde (2011), no que se refere à hiperbilirrubinemia fisiológica durante a primeira semana de vida,