Exercícios sobre Gastroenterologia com Gabarito - Medicina

Responda as 10 questões do simulado abaixo (Exercícios sobre Gastroenterologia com Gabarito - Medicina). Ao terminar a prova, clique em corrigir para ver o gabarito.

10 questões Medicina, Gastroenterologia, Ensino Superior

22 resolveram
39% acertos
Difícil
0 gabaritaram
1 ótimo
6 bom
14 regular
1 péssimo

1Questão 60001. Medicina, Gastroenterologia, Ensino Superior

Homem, 55 anos, etilista de longa data, com ingestão de cerca de 100 mL de etanol por dia, há 5 anos apresenta episódios de dor epigástrica pós-prandial, acompanhada por vômitos. Refere que há 1 ano notou melhora do quadro, mas passou a apresentar diarreia crônica e perda de peso, procurando assistência médica. Exame físico: paciente emagrecido, descorado, anictérico, com pele seca e descamativa; abdome sem alterações à palpação. Realizado teste de gordura fecal que foi positivo.

Assinale a alternativa que apresenta o exame que mais conrtribuirá para a confirmação diagnóstica etiológica.

2Questão 60002. Medicina, Gastroenterologia, Ensino Superior

Mulher, 62 anos, ex-tabagista e hipertensa de longa data, refere que há cinco meses apresenta, ao subir ladeira íngrime, dor retroesternal, em aperto, de moderada intensidade, sem irradiação, que cessa com o repouso. Nas três últimas aferições, apresentou pressão arterial acima de 175 x 100 mmHg. Está em uso de clortalidona 12,5 mg/dia, losartana 100 mg/dia e anlodipina 10 mg/dia. Não apresenta comorbidades e os exames de função renal e eletrólitos são normais.

Atualmente assintomática e sem novos episódios de dor na última semana. A melhor opção terapêutica, além do início de AAS, neste momento, é

3Questão 60003. Medicina, Gastroenterologia, Ensino Superior

Homem, 29 anos, é submetido a exame de colonoscopia em investigação de diarreia, febre e cólicas abdominais. A descrição do laudo da colonoscopia revela: presença de ulcerações arredondadas na região ileocecal, que se interconectam longitudinal e transversalmente com áreas normais, dando aspecto de paralelepípedos.

O laudo, associado à clínica apresentada, é altamente sugestivo de

4Questão 60004. Medicina, Gastroenterologia, Ensino Superior

Homem, portador de cirrose hepática de etiologia alcoólica, é levado ao pronto-atendimento com quadro de dor abdominal, confusão mental e oligúria há 48 horas. Exame físico: nota-se a presença de asterixis e ascite volumosa, com dor acentuada à palpação profunda. Realizada paracentese diagnóstica, e o exame do líquido demonstra a presença de 650 células, com 80% de neutrófilos. Considere creatinia sérica = 1,6 mEq/L.

A conduta correta a ser prontamente instituída é

5Questão 60005. Medicina, Gastroenterologia, Ensino Superior

As hepatotoxinas são capazes de produzir toxicidade no fígado, que se expressa por alterações morfológicas e funcionais. Entre os agentes químicos, um dos responsáveis é

6Questão 60006. Medicina, Gastroenterologia, Ensino Superior

Em relação ao esôfago de Barret, é correto afirmar:

7Questão 60007. Medicina, Gastroenterologia, Ensino Superior

Homem, 55 anos, é portador de cirrose hepática e se apresenta com edema progressivo e ascite volumosa. Faz uso de espironolactona 100 mg/dia. Traz os seguintes exames laboratoriais: potássio sérico = 4,6 mEq/L; creatinina sérica = 0,72 mg/dL; exame de urina mostra concentração de sódio urinário = 40 mmol/L e concentração urinária de creatinina = 100 mg/dL.

Assinale a alternativa que apresenta a conduta mais apropriada à situação clínica atual desse paciente.

8Questão 60008. Medicina, Gastroenterologia, Ensino Superior

Homem, 27 anos, queixa-se de diarreia crônica há 1 ano, com mais de 10 evacuações ao dia, sem produtos patológicos, associada a sintomas dispépticos de empachamento, distensão abdominal e flatulência excessiva. Refere, ainda, perda de 1 kg nesse período. O exame físico não evidencia maiores alterações, exceto por discreta distensão de alças intestinais, com o abdome indolor à palpação e DB negativo. Exames complementares: anemia ferropriva; deficiência de Vit B12; imunoglobulinas normais; PPF negativo (3 amostras); pesquisa de gordura fecal SUDAN III positiva; endoscopia digestiva alta com aspecto atrófico em segunda porção duodenal; colonoscopia normal.

Assinale a alternativa que apresenta o diagnóstico mais provável.

9Questão 60009. Medicina, Gastroenterologia, Ensino Superior

Homem, 55 anos, comparece ao consultório médico com queixa de dor epigástrica recorrente com irradiação para região lombar superior esquerda, que alivia parcialmente com antiespasmódico. Refere, acompanhando o quadro, perda do apetite, episódios frequentes de náuseas e emagrecimento de 15 kg em um ano. Nos últimos 3 meses, refere flatulência intensa e evacuação com fezes volumosas, mal cheirosas e que flutuam na água. Antecedentes: etilismo há 38 anos e diabetes mellitus diagnosticado há 5 meses. Exame físico: regular estado geral, emagrecido, anictérico, afebril, eupneico em ar ambiente. Abdome: plano, doloroso à palpação profunda, com massa palpável em epigástrio, fixa, de bordas mal definidas, com aproximadamente 15 cm de diâmetro.

Assinale a alternativa que apresenta a hipótese diagnóstica mais provável.

10Questão 60010. Medicina, Gastroenterologia, Ensino Superior

Um paciente, de sessenta e cinco anos de idade, em uso de sinvastatina e ácido acetil salicílico, para a prevenção de eventos cardiovasculares, realizou uma endoscopia digestiva alta (EDA), devido a uma investigação de anemia. O paciente não apresentava sinais que indicavam perda de peso, hematoquezia ou melena, mas a EDA revelou gastrite do antro erosiva leve e um pólipo gástrico de 1,4 cm. Realizou-se biópsia sem a excisão completa do pólipo gástrico. O resultado da biópsia mostrou gastrite sem evidências de Helicobacter pylori e um adenoma tubular com baixo grau de displasia.

Nesse caso clínico, o médico deve