Simulado: Auxiliar de Serviços Gerais - Prefeitura de Santo André SP - Português

9 questões Português, Auxiliar de Serviços Gerais, Prefeitura de Santo André SP, IBAM, Ensino Fundamental

Responda as 9 questões do simulado abaixo (Auxiliar de Serviços Gerais - Prefeitura de Santo André SP - Português). Ao terminar a prova, clique em corrigir para ver o gabarito.

256 resolveram
46% acertos
Difícil
4 gabaritaram
11 ótimo
84 bom
149 regular
12 péssimo
Dados estatísticos de usuários que resolveram este simulado.

1Questão 61281. Português, Auxiliar de Serviços Gerais, Prefeitura de Santo André SP, IBAM, Ensino Fundamental, 2015

Assinale a alternativa que completa correta e respectivamente os períodos a seguir, empregando as palavras: mim e eu.

I. Essa blusa é para________ e não para minha irmã.
II. Um sorriso é a menor distância entre________ e você.
III. Na gravidez, seria muito difícil para________fazer um curso de inglês.

2Questão 61282. Português, Auxiliar de Serviços Gerais, Prefeitura de Santo André SP, IBAM, Ensino Fundamental, 2015

Assinale a alternativa que contenha um vocábulo grafado incorretamente.

3Questão 61283. Português, Auxiliar de Serviços Gerais, Prefeitura de Santo André SP, IBAM, Ensino Fundamental, 2015

Assinale a alternativa correta quanto à concordância verbal.

4Questão 61284. Português, Auxiliar de Serviços Gerais, Prefeitura de Santo André SP, IBAM, Ensino Fundamental, 2015

              "Há resistência de admitir a violência específica contra a mulher", diz pesquisadora

As redes sociais fervilharam assim que o tema da redação do Enem foi revelado na tarde de domingo, 25. Os estudantes tiveram que escrever um texto sobre “a persistência da violência contra a mulher no Brasil", o que causou uma enxurrada de elogios à pertinência do texto, mas também inspirou críticas ao que seria uma “doutrinação".

Para a antropóloga Michele Escoura, assessora da área de Educação para Jovens e Adultos (EJA) da Ação Educativa, a escolha do tema não deixa de ser um ato de militância. “Boa parte das reações contrárias, inclusive dos adolescentes, é de desmerecimento da questão", diz ela “Ainda existe muita resistência de admitir uma violência específica contra a mulher, uma violência específica de gênero".

Pesquisadora das questões de gênero na USP e Unicamp, Michele pontua que essa não é uma pauta “de esquerda ou de direita". “A reivindicação dos direitos das mulheres ultrapassa qualquer posicionamento político e econômico."

(Paulo Saldana, trecho do Texto retirado no site: http://educacao.estadao.com.br/blogs/paulo-saldana/ ha-resistencia-de-admitir-a-violencia-especifica-contra-a-mulher-diz-pesquisdora/ 26 outubro de 2015)

Podemos inferir que o texto é:

5Questão 61285. Português, Auxiliar de Serviços Gerais, Prefeitura de Santo André SP, IBAM, Ensino Fundamental, 2015

              "Há resistência de admitir a violência específica contra a mulher", diz pesquisadora

As redes sociais fervilharam assim que o tema da redação do Enem foi revelado na tarde de domingo, 25. Os estudantes tiveram que escrever um texto sobre “a persistência da violência contra a mulher no Brasil", o que causou uma enxurrada de elogios à pertinência do texto, mas também inspirou críticas ao que seria uma “doutrinação".

Para a antropóloga Michele Escoura, assessora da área de Educação para Jovens e Adultos (EJA) da Ação Educativa, a escolha do tema não deixa de ser um ato de militância. “Boa parte das reações contrárias, inclusive dos adolescentes, é de desmerecimento da questão", diz ela “Ainda existe muita resistência de admitir uma violência específica contra a mulher, uma violência específica de gênero".

Pesquisadora das questões de gênero na USP e Unicamp, Michele pontua que essa não é uma pauta “de esquerda ou de direita". “A reivindicação dos direitos das mulheres ultrapassa qualquer posicionamento político e econômico."

(Paulo Saldana, trecho do Texto retirado no site: http://educacao.estadao.com.br/blogs/paulo-saldana/ ha-resistencia-de-admitir-a-violencia-especifica-contra-a-mulher-diz-pesquisdora/ 26 outubro de 2015)

Em voz passiva, a oração “mas também inspirou críticas" equivale à apresentada em qual alternativa?

6Questão 61286. Português, Auxiliar de Serviços Gerais, Prefeitura de Santo André SP, IBAM, Ensino Fundamental, 2015

              "Há resistência de admitir a violência específica contra a mulher", diz pesquisadora

As redes sociais fervilharam assim que o tema da redação do Enem foi revelado na tarde de domingo, 25. Os estudantes tiveram que escrever um texto sobre “a persistência da violência contra a mulher no Brasil", o que causou uma enxurrada de elogios à pertinência do texto, mas também inspirou críticas ao que seria uma “doutrinação".

Para a antropóloga Michele Escoura, assessora da área de Educação para Jovens e Adultos (EJA) da Ação Educativa, a escolha do tema não deixa de ser um ato de militância. “Boa parte das reações contrárias, inclusive dos adolescentes, é de desmerecimento da questão", diz ela “Ainda existe muita resistência de admitir uma violência específica contra a mulher, uma violência específica de gênero".

Pesquisadora das questões de gênero na USP e Unicamp, Michele pontua que essa não é uma pauta “de esquerda ou de direita". “A reivindicação dos direitos das mulheres ultrapassa qualquer posicionamento político e econômico."

(Paulo Saldana, trecho do Texto retirado no site: http://educacao.estadao.com.br/blogs/paulo-saldana/ ha-resistencia-de-admitir-a-violencia-especifica-contra-a-mulher-diz-pesquisdora/ 26 outubro de 2015)

Na oração “A reivindicação dos direitos das mulheres ultrapassa qualquer posicionamento político e econômico", a conjugação do verbo ultrapassar concorda com:

7Questão 61287. Português, Auxiliar de Serviços Gerais, Prefeitura de Santo André SP, IBAM, Ensino Fundamental, 2015

              "Há resistência de admitir a violência específica contra a mulher", diz pesquisadora

As redes sociais fervilharam assim que o tema da redação do Enem foi revelado na tarde de domingo, 25. Os estudantes tiveram que escrever um texto sobre “a persistência da violência contra a mulher no Brasil", o que causou uma enxurrada de elogios à pertinência do texto, mas também inspirou críticas ao que seria uma “doutrinação".

Para a antropóloga Michele Escoura, assessora da área de Educação para Jovens e Adultos (EJA) da Ação Educativa, a escolha do tema não deixa de ser um ato de militância. “Boa parte das reações contrárias, inclusive dos adolescentes, é de desmerecimento da questão", diz ela “Ainda existe muita resistência de admitir uma violência específica contra a mulher, uma violência específica de gênero".

Pesquisadora das questões de gênero na USP e Unicamp, Michele pontua que essa não é uma pauta “de esquerda ou de direita". “A reivindicação dos direitos das mulheres ultrapassa qualquer posicionamento político e econômico."

(Paulo Saldana, trecho do Texto retirado no site: http://educacao.estadao.com.br/blogs/paulo-saldana/ ha-resistencia-de-admitir-a-violencia-especifica-contra-a-mulher-diz-pesquisdora/ 26 outubro de 2015)

Na oração “Ainda existe muita resistência de admitir uma violência específica contra a mulher, uma violência específica de gênero", os dois verbos presentes na oração, “existir" e “admitir", são classificados, respectivamente, como:

8Questão 61288. Português, Auxiliar de Serviços Gerais, Prefeitura de Santo André SP, IBAM, Ensino Fundamental, 2015

Assinale a alternativa que completa correta e respectivamente as orações abaixo.

I. Ajudamos a menina e o cachorro__________ ,
II. Os documentos foram__________ devolvidos.
III. A aluna estava__________ chateada com a nota da prova.

9Questão 61289. Português, Auxiliar de Serviços Gerais, Prefeitura de Santo André SP, IBAM, Ensino Fundamental, 2015

Considerando as orações abaixo.

I. “O homem sábio é aquele que não se entristece com as coisas que não tem, mas rejubila com as que tem.” - Epicteto
II. “Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância.” - Sócrates

A palavra “sábio” nas orações I e II classificam-se, respectivamente, como: