Atribuições do Assistente Social: O que faz?

Publicado por Sumaia Santana em 07/05/2019

O trabalho do assistente social é muito importante e está mais próximo da nossa realidade do que você imagina. Ainda assim, poucas pessoas sabem dizer quais são as funções exercidas por esse profissional.

Hoje falaremos o que faz um assistente social, quais áreas de atuação, salário e um panorama sobre a graduação.

O que faz assistente social?

O assistente social é o profissional responsável por elaborar e desenvolver projetos sociais que visem melhorar a vida de pessoas em situações de vulnerabilidade.

Algumas das ações realizadas pelo assistente social são programas de alimentação, orientação de práticas de saúde, inserção no mercado de trabalho de pessoas que estiveram presas, resgate da autoestima de vítimas da violência e conscientização dos familiares para as necessidades do idoso.

A profissão de assistente social surgiu no Brasil em 1936 com as primeiras escolas. A regulamentação veio apenas em 1957 com a Lei Federal no8662/93 que descreve a escolaridade exigida e as atribuições.

As atividades exercidas pelo profissional de assistência social também estão amparadas pelas 24 unidades do Cress (Conselho Regional de Serviço Social), 3 delegacias estaduais e o Conselho Federal de Serviço Social.

Áreas de atuação do assistente social

Mas, o panorama que traçamos desse profissional é apenas um resumo. O trabalho na assistência social é bastante amplo e apresentaremos as 9 áreas de atuação do assistente social, de acordo com o Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul:

  1. Assistência Social Pública: atendimento a idosos, crianças, adolescentes vítimas de quaisquer situações de risco nas Secretarias Municipais e Estaduais relacionadas à Assistência Social;
  2. Saúde pública e privada: trabalho para orientar a população sobre práticas de saúde em clínicas, ambulatórios, hospitais, Centros de Saúde, Unidades Regionais de Saúde e Secretarias Municipais e Estaduais de Saúde;
  3. Conselhos de Políticas Públicas: Conselhos que agem em defesa dos direitos das crianças, adolescentes e idosos e Conselhos de saúde;
  4. Movimentos sociais: orientação de trabalhos em associação de moradores, movimentos populares em prol de moradia;
  5. Habitação: auxílio em cooperativas habitacionais e entidades de planejamento e financiamento de imóveis;
  6. Sócio-jurídica: atuação em Delegacias, Penitenciárias, Secretarias de Segurança Pública, Defensoria Pública, Promotoria, Tribunal de Justiça;
  7. Previdência Social: trabalho em órgãos públicos de previdência nas três esferas (municipal, estadual e federal);
  8. Educação: intermediar o acesso de alunos a programas de financiamento e bolsas de estudo;
  9. Empresas: mostrar e dar acesso aos funcionários aos direitos trabalhistas, criar e implementar o acesso de funcionários e projetos sociais e trazer políticas de segurança do trabalho e de saúde em geral.

Formação e salário

É exigida a graduação em Serviço Social e inscrição no Conselho Regional de Serviço Social. O curso tem duração de 4 anos e a grade curricular de Serviço Social é constituída por disciplinas como Sociologia, Filosofia, Direitos Humanos, entre outras.

O aluno faz um estágio obrigatório, desenvolvendo trabalhos em órgãos de assistência social. A conclusão do curso é por meio de aprovação no Trabalho de Conclusão de Curso.

A formação acadêmica inclui Mestrado e Doutorado. No programa curricular de 2016 da PUC-SP, a duração do Mestrado é de 18 a 30 meses e do Doutorado de 30 a 48 meses.

São divididos em duas áreas:

Serviço Social – Fundamentos e Prática Profissional e Políticas Sociais/Movimentos Sociais. Dentro dessas áreas, o aluno pode escolher três linhas de pesquisa: Serviço Social: Identidade, Formação e Prática Política Social: Estado, Movimentos Sociais e Associativismo Civil e Assistência Social e Seguridade Social.

O salário do assistente social gira em torno de R$4.000,00, entretanto, a experiência e bagagem acadêmica são fatores que determinam a remuneração do profissional.

Por isso, não descuide da sua formação e sempre participe de atividades que fujam do seu cotidiano de trabalho para obter novas experiências e perspectivas.

O que estudar para concursos de assistente social?

Na parte de Conhecimentos Gerais são cobrados tópicos de Língua Portuguesa, Matemática e Atualidades. Dependendo do concurso público são exigidos conhecimentos de legislação municipal e estadual.

Sobre os Conhecimentos Específicos do cargo, o candidato precisa ler o edital para saber para qual área a vaga é destinada, contudo, os assuntos cobrados são Ética e Serviço Social e Fundamentos históricos, teóricos e metodológicos.

Estude para o cargo de assistente social:

Você pode testar os seus conhecimentos sobre esse tema usando nossos simulados. É totalmente online e gratuito. Treine quantas vezes quiser! Acesse os Simulados Gabarite.

Comentar Dica

Para comentar esta dica é preciso Cadastrar-se. É simples, rápido e grátis!